Se a região do core contém grupos musculares tão distintos e com ações diferentes, o treinamento também deveria ser diversificado. Uma proposta coerente deveria incluir estímulos específicos para desenvolver controle motor nos músculos locais (mais profundos) e estímulos para desenvolver as diferentes manifestações da força nos músculos globais (mais superficiais). É importante lembrar que, para a maioria dos movimentos, os músculos não atuam de forma exclusiva. Dessa forma, tanto a musculatura local quanto a global trabalham em sinergia. Para garantir que os músculos que compõem a região do core continuem eficientes, tanto para proteção da coluna vertebral quanto para as capacidades funcional e esportiva, torna-se absolutamente indispensável a progressão em relação ao tipo de exercício, volume, intensidade, planos de execução e velocidade. A decisão sobre o momento certo de incrementar intensidade sem expor a estrutura ao dano deve se basear em critérios definidos pela literatura e na velocidade da resposta do praticante.
Para os médicos, é importante saber que tipo de lesão medular alguém está experimentando para saber o tratamento adequado abordagem. A ciática pode ser diagnosticada durante um exame físico por um quiroprático, ou o seu médico pode escolher para executar de raios-X e outros exames como a ressonância magnética (RM) de teste para investigar os danos na coluna vertebral. Após o diagnóstico, um quiroprático pode trabalhar com você para realinhar a medula espinhal discos e evitar a saliência para dentro do canal, visando a fonte subjacente da dor. (2)
O diagnóstico da fibromialgia é essencialmente clínico. Exames laboratoriais e radiológicos são utilizados apenas para avaliar as condições gerais do paciente. Considerando que os sintomas de um paciente com fibromialgia são bastante semelhantes a outras doenças, é comum que o diagnóstico da síndrome seja mais lento e trabalhoso até que se confirme. Em alguns casos, o paciente é encaminhado para um reumatologista.
Há estudos demonstrando a eficiência de pilates, treinamento funcional, musculação convencional, ioga, caminhada, entre outros, no alívio dos sintomas e na melhora da qualidade de vida. Parece que o principal determinante dos resultados é como os exercícios são prescritos e supervisionados. Além das informações decorrentes de relatórios dos profissionais de saúde que acompanharam as fases iniciais do problema, dos laudos dos exames de imagem e da avaliação física inicial, antes da prescrição de exercícios propriamente dita, é fundamental compreender como se sente um indivíduo recém-chegado de um tratamento de quadro agudo ou crônico de dor na coluna vertebral: inseguro sobre suas possibilidades de movimento, com muito medo de novas crises e, no caso de praticantes regulares de atividade física, ansioso para treinar. Respeitar esse momento de retorno, atentar para as particularidades de cada caso e progredir de acordo com as respostas aos exercícios aumenta bastante a chance de sucesso.
Claro que não adianta a ciência se esgoelar atrás de saídas efetivas ou ultramodernas se a gente não cuida da postura e vive no sedentarismo. Exercícios orientados são fundamentais para fortalecer o abdômen e os músculos que protegem a coluna. Mudanças de hábito têm seu papel na remissão e prevenção das dores. Sabia que até fumar e exagerar na bebida conspiram para o suplício?

A acupressão (uma mistura de ?acupuntura? e ?pressão?) é uma técnica derivada da acupuntura - modalidade terapêutica que utiliza agulhas, moxas, ventosas e outros instrumentos para liberar substâncias químicas. Na acupressão, usada há milhares de anos na China, é aplicada pressão física com os dedos ou com dispositivos em pontos específicos de acupuntura para promover o tratamento de patologias, relaxamento e bem-estar.
O cálculo renal (ou pedra nos rins) é uma das doenças mais frequentes do trato urinário, sendo mais frequente nos homens entre os 30 e os 50 anos de idade. Nos países desenvolvidos, pode atingir cerca de 20% da população. Os sinais e sintomas, habitualmente presentes são: desconforto ou dor lombar, por norma unilateral (de um só lado (rim), pode verificar-se sangue na urina (hematúria), infeções urinárias recorrentes (ou de repetição), entre outros sinais e sintomas.
6 minutos Fibromialgia tem cura? Conhecida por causar muitas dores nos músculos, sinais de fadiga, dificuldades para memorizar algo e humor extremamente alterado, a fibromialgia afeta aproximadamente 3% da população do Brasil. Seja bem-vindo(a) a mais um artigo do blog Sua Solução Online. Dando continuidade a sequência de informações sobre o tema Fibromialgia, no post de hoje você irá saber se fibromialgia tem cura ou não. Dados comprovam que, de cada 10 pacientes diagnosticados com a doença fibromialgia, 8 delas são do sexo feminino. Assim, Continue lendo→

As sintomas podem variar de uma dorzinha até uma sensação de facada. A dor pode dificultar o movimento e manter uma postura reta. Muitas vezes a dor aguda nas costas aparece de repente, decorrente de um mal jeito no esporte ou no trabalho. Se a dor durar mais de três meses, pode ser considerada crônica. Caso a dor não melhore no prazo de 72 horas, é recomendando que consulte um médico.
Popularmente conhecida como fibro, a fibromialgia é uma síndrome de causas ainda desconhecidas. Mas, que pode provocar dores fortes por todo o corpo durante muito tempo ou sensibilidade nas articulações, nos músculos e nos tendões. Isso acontece devido uma alteração da interpretação dos estímulos recebidos pelo cérebro e também pelos receptores cutâneos.
Sistema digestivo: embora a fibromialgia possa afetar uma série de sistemas do corpo, o primeiro passo de tratamento é a normalização do sistema digestivo. Isso é essencial para garantir que o corpo seja capaz de absorver os nutrientes de que necessita para a cura. Também é vital garantir que o revestimento do intestino esteja saudável para que as toxinas e alimentos não digeridos não sejam absorvidos na corrente sanguínea.
Atualmente, com tantas horas no trânsito, motoristas e passageiros não podem abrir mão de certos cuidados com a coluna. O banco dos veículos é o primeiro obstáculo a ser vencido. A padronização dos assentos usados pelos meios de transporte contribui para os maus hábitos posturais, pois raramente dão suporte adequado à coluna lombar. O encosto ideal deve fornecer um suporte lombar para que a lordose seja mantida, evitando assim futuras dores lombares ou prevenindo o agravamento das lesões já instaladas.
No entanto, o melhor tratamento ainda consiste na prevenção! Cuidados com a sobrecarga de trabalho e durante as atividades domésticas devem ser adotados. Bem como realizar momentos de relaxamento ao longo do dia. O exercício físico também é uma importante ferramenta, pois, uma vez praticado regularmente, proporciona a melhora do condicionamento físico, controlando o aparecimento de lesões e viabilizando preparo muscular para a rotina diária.

Como resultado do envelhecimento das células, ocorre freqüentemente hérnias de disco. Se não forem suficientes, novas células são substituídas pelo corpo, o tecido periférico perde a capacidade de manter o disco como as imagens. O núcleo do disco intervertebral então possui furos, a partir desses orifícios o líquido então emerge e causa inflamação.
Os principais fatores de risco que podem desencadear a lombalgia são, principalmente, torções musculares, ocasionadas por sobrecarga excessiva, ao levantar mais peso do que a pessoa consegue na academia, por exemplo, ao carregar muito peso, empurrando armários, enfim, atividades corriqueiras que causem sobrecarga nas articulações da coluna e das vértebras.
A esteira de bem-estar hälsa consiste em 8,820 espigões que estimulam os pontos de acupressão do seu corpo, ajudando-o a liberar hormônios naturais de alívio da dor. Muito parecido com massagem e acupressão, o tapete de bem-estar é usado para estimular naturalmente a liberação de endorfinas e oxitocina, hormônios de alívio da dor do próprio corpo. Esses hormônios, que também são liberados durante o exercício, o toque, a excitação e a paixão, promovem o bem-estar mental e físico.
No segundo estágio, chamado de Associativo, o objetivo é manter a contração destes músculos ao mesmo tempo em que são realizados movimentos dos membros com o tronco apoiado; ou seja, a musculatura global passa a ser solicitada associada a local. Nesta fase inicia-se o treino de atividades do dia a dia, como sentar e levantar corretamente, mantendo uma boa postura.
O tapete de acupressão é fácil de usar, coloque o mat em uma cama de casal, sofá ou outra superfície plana apenas a deitar-se sobre o tapete de acupressão almofadas shakti 15minutos,45 minutos ou mais. Você pode sentir a melhora, aumentar a circulação sanguínea e auto-aquecer seu pescoço, ombros, parte traseira, parte inferior das costas. Houve mais de 6000pcs agulhas de pressão sobre o tapete que fácil as suas dores e relaxar o músculo. Tente usar o tapete de acupressão e travesseiro cada dia, ele será grande melhorar seu menos dormir e relaxar a sua dor nas costas.
The parturients in CG received the standard treatment in the obstetric unit and were followed during the same period. Induction, or pharmacological or mechanical augmentation of labor, is a routine practice. Cervical preparation in pregnant women with unfavorable cervix is done using prostaglandin or a Foley catheter (a balloon introduced above the internal orifice of the cervical canal and inflated with 30 ml to 50 ml of distilled water). Induction of labor is performed when the cervix is favorable and the Bishop index is ≥ 6. In women who start cervical ripening with prostaglandin and have a good response, this medication is maintained for the first 24h or until active labor is established: dose of 25 mcg every 6h (up to the maximum dose of 100 mcg, if necessary, for 24h). In cases where labor is induced with oxytocin, the protocol e establishes intravenous infusion of 2 mIU/min and the dose is doubled every 30 min until effective labor is established.
Geralmente, acredita-se que alguma forma consistente de alongamento e exercício seja um componente essencial da maioria dos programas de tratamento das costas. Repouso total é raramente recomendado, e quando necessário, é geralmente limitado a um ou dois dias. Em acréscimo, a maioria das pessoas irá se beneficiar em não empregar quaisquer factores ergonômicos ou de postura que possam contribuir para a dor nas costas, tais como técnicas impróprias de levantamento de pesos, má postura ou apoio deficiente em camas, cadeiras de escritório etc.

O camisa 10 deveria ter iniciado as atividades com o grupo nesta segunda, mas perdeu atividades desde sexta-feira à tarde. Na sexta, o jogador ligou para o diretor de futebol Zinho e pediu liberação para resolver problemas particulares. No sábado pela manhã, porém, nem a voz do jogador foi ouvida. Por SMS, ele explicou ao diretor de futebol que não estaria presente, inclusive no domingo.
Lin Tchie Yeng – A dor é apenas um sintoma e é preciso descobrir suas possíveis causas. Se a pessoa se posiciona mal diante da escrivaninha ou do computador, usa travesseiros inadequados, ou dorme de mau jeito, pode sentir dores no pescoço ou nas costas que tendem a desaparecer quando eliminados os fatores desencadeantes. No entanto, se a dor não melhora ou melhora pouco, é recidivante e não responde de maneira satisfatória aos tratamentos convencionais, médico e paciente devem levantar a possibilidade de um caso de fibromialgia.
– Faça uso de analgésicos ou anti-inflamatórios. Procure um médico para que ele possa orientar você quanto ao modo correto de uso, especialmente porque talvez seja necessário também um medicamento que protege o estômago dos danos causados por estes remédios. Exemplos: paracetamol ou dipirona. Relaxantes musculares, como a ciclobenzaprina, também podem ser eficazes.
Heymann et al.58 Rev Bras Reumatol 2010;50(1):56-66Nos portais NICE (National Institute of Clinical Excelente) e OASIS, a digitação da palavra “bromyalgia”, não resultou em artigos. No portal DARE, foram encontrados dois resumos relevantes de revisões sistemáticas. Na National Guideline Clearinghouse, a busca por “bromyalgia” demonstrou 17 itens, sendo quatro diretrizes de interesse.9,24-26Um grupo de seis especialistas em reumatologia, considera-dos estudiosos e pesquisadores em bromialgia (Grupo I), por indicação da Sociedade Brasileira de Reumatologia, avaliou as diretrizes (guidelines) obtidas na pesquisa utilizando um instrumento próprio para este tipo pontuação.27 A incorporação dos guidelines internacionais na discussão local foi avaliada a partir do critério estabelecido pela AGREE Collaboration (Apraisal of Guidelines Research and Evaluation), que permite a avaliação e a comparação entre diferentes diretrizes (guideli-nes), permitindo, assim, a utilização dos melhores critérios de cada um. O AGREE é uma ferramenta genérica, podendo ser aplicada a qualquer patologia, incluindo aspectos diagnósticos, promoção da saúde, tratamento e outras intervenções.A metodologia proposta pelo AGREE avalia tanto a qua-lidade do enunciado como a qualidade de alguns aspectos intrínsecos às recomendações, dividida em seis domínios: Âmbito e nalidade (objetivo global da norma de orientação); Envolvimento das partes (representação de todas as partes inte-ressadas e potenciais utilizadores), Rigor do desenvolvimento (processo de coleta de evidências utilizado e formulação das recomendações); Clareza e apresentação (linguagem e forma-to), Aplicabilidade (aplicação das recomendações em termos organizacionais, comportamentais e de custos) e Independência editorial (isenção das recomendações e reconhecimento de conitos de interesse). Com base neste método de avaliação, foram escolhidas as diretrizes (guidelines) que alcançaram um percentual maior ou igual a 51% em todos os domínios.8,25,26 Essas diretrizes (guidelines) selecionadas serviram de base para que se elabo-rasse um questionário inicial para a construção do consenso. Esse questionário inicial foi então avaliado e modicado pelos integrantes do Grupo I. Outras metanálises e revisões sistemá-ticas que não passaram pelo método AGREE também foram avaliadas pelos especialistas do Grupo I, que decidiram pela sua incorporação ou não na lista de recomendações a serem questionadas.Os especialistas do Grupo I foram alertados de que as recomendações deveriam ser elaboradas de acordo com seu grau de recomendação e aplicabilidade no Brasil.Uma vez concluída a elaboração desse questionário pelo Grupo I, passamos à segunda etapa do projeto, ou seja, a vo-tação dessas recomendações.Segunda etapa: VotaçãoA segunda etapa consistiu na reunião entre médicos de várias especialidades que estudam e tratam a bromialgia, com a nalidade de votarem na sua concordância ou não com as armações elaboradas pelo Grupo I. Essas armações reproduzem os achados obtidos nos estudos consultados na primeira fase. Para isso, formou-se o Grupo II, constituído pelos integrantes do Grupo I acrescidos de especialistas selecionados por suas respectivas sociedades médicas, levando-se em conta sua experiência e reconhecimento no tratamento da doença em avaliação. O Grupo II foi formado por 30 especialistas provenientes das seguintes sociedades: Sociedade Brasileira de Reumatologia, Sociedade Brasileira para o Estudo da Dor, Sociedade Brasileira de Clínica Mé-dica, Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia, Academia Brasileira de Neurologia e Associação Brasileira de Medicina Física e Reabilitação. A votação das armações elaboradas foi eletrônica, e os participantes não foram identicados individualmente, apare-cendo somente o resultado do grupo. No momento da votação, todos os especialistas foram alertados que as recomendações deveriam ser avaliadas de acordo com seu grau de recomen-dação e aplicabilidade no Brasil.Todas as recomendações foram votadas como SIM ou NÃO, sendo que seguindo a metodologia BASCE,7 somente aquelas que tiveram uma votação SIM ou NÃO igual ou su-perior a 70% do grupo foram consideradas consensuais. As armações que não obtiveram consenso na primeira votação foram motivo de argumentações entre um especialista favorá-vel e outro contrário. Após o término desse debate, foi realizada nova votação. As questões que, após a segunda votação, não atingiram o percentual estabelecido foram consideradas como não tendo alcançado consenso e, portanto, não foram incluídas nas recomendações desse Consenso Brasileiro. Dessa forma, as práticas aqui recomendadas foram aquelas que obtiveram pelo menos 70% de consenso, e as não recomen-dadas foram aquelas em que pelo menos 70% dos especialistas concordaram em não as recomendar. As que não obtiveram consenso foram aquelas em que não houve pelo menos 70% de concordância em recomendá-las ou não.Como documentação, a reunião de consenso foi lmada e também documentada por meio de voto eletrônico.CAPTAÇÃO DE RECURSOSA Sociedade Brasileira de Reumatologia contratou os serviços da empresa Axia.Bio para a captação de recursos, condução
Introduction: EpiFibro (Brazilian Epidemiological Study of Fibromyalgia) was created to study Fibromyalgia patients. Patients were included since 2011 according to the 1990 American College of Rheumatology Classification Criteria for Fibromyalgia (ACR1990). Objectives: To determine how many patients still fulfill the ACR1990 and the ACR2010 criteria in 2014; to determine the correlation ... [Show full abstract]View full-text
×