Similarly, two South Korean RCTs 11 , 12 showed reduced labor duration in parturients who received acupressure at the SP6 point. Another study 10 showed shorter labor time compared with participants who received standard treatment. The mean decrease in labor in SP6G considering a cervical dilation of 3 cm was 52.4, 11 52.6, 12 and 54.0 10 min. With regard to the use of oxytocin, there was no difference between the groups in an RCT, 11 although the total volume in TG was higher than that in SP6G. Other studies 10 , 12 did not report the use of oxytocin or any method to augment labor.
Existem várias classes de medicamentos destinadas a apaziguar essas dores –  e só especialistas podem escolher a ideal para o seu caso. Nas lombalgias comuns, a praxe é lançar mão de comprimidos de anti-inflamatórios e analgésicos. Vez ou outra são receitados relaxantes musculares. Agora, se a dor faz o paciente urrar, entram em jogo injeções de corticoides e outros fármacos da pesada. Nas dores crônicas ou resistentes a tratamentos mais leves, entram em cena os opioides – que devem ser utilizados com extrema cautela em função do risco de dependência. Em situações extremas, a saída é implantar, dentro do corpo, uma bomba que libera aos poucos morfina.
O tratamento para que a dor ciática não volte pode ser feito com sessões de fisioterapia, osteopatia, acupuntura, hidroginástica e Pilates clínico. Nos casos mais graves é preciso realizar uma cirurgia para descomprimir o nervo ciático inflamado ou reduzir a hérnia disco, caso seja esta a raiz do problema, mas cerca de 90% das pessoas não precisam de cirurgia e alcançam a cura através da fisioterapia. Saiba todas as opções de tratamento para dor no nervo ciático.
Embora alguns médicos recomendem a toma de paracetamol para combater as dores na região inferior das costas, este fármaco não é um anti-inflamatório, por isso poderá não ser tão eficaz como o ibuprofeno, que pode atenuar a inflamação que possa estar a contribuir para a dor. Siga as instruções da embalagem, a menos que o médico lhe dê outras indicações. Quanto mais cedo o tomar mais eficaz será o medicamento e menos quantidade acabará por precisar de tomar. Assim, não espere até ficar dobrado pela cintura ou ter de se estender ao comprido.
Uma maneira eficaz de melhorar o VO2 máx é apostar em treinos intervalados com uma intensidade altíssima, próxima a 95% do índice. De acordo com Gabriel Soares, supervisor técnico da assessoria esportiva BH Race, são treinos com intervalos de recuperação com repetições que duram entre 2 e 7 minutos em um ritmo próximo ao seu pace para uma prova de 3 km ou 5 km. O intervalo nessas situações são de 2 a 4 minutos e podem ser trotando em baixa velocidade.
Sim, tratamento deve ser feito com um acompanhamento especializado e consiste no uso de medicamentos como antidepressivos, ansiolíticos, analgésicos e relaxantes musculares. Mas, principalmente na prática regular de atividades físicas como aeróbica e anaeróbica. Já a fisioterapia, o pilates e o fortalecimento muscular são grandes aliados para o controle da doença, porém é preciso também ficar atento na alimentação e ter hábitos saudáveis, essas pequenas atitudes farão uma grande diferença no dia a dia do paciente. Não podemos esquecer que é preciso ter uma boa noite de sono, pois ela ajudará muito na qualidade de vida de um portador de fibromialgia.

A prática regular de exercício físico é essencial, uma vez que reduz a intensidade da dor e da fadiga, os sintomas que os doentes consideram mais incapacitantes, assim como diminui a tensão muscular, o stress e a ansiedade, facilita o sono, favorece a coordenação motora para as atividades diárias, promove uma postura adequada, ajuda no controlo do peso e, assim, melhora a auto-estima e a qualidade de vida.
As sintomas podem variar de uma dorzinha até uma sensação de facada. A dor pode dificultar o movimento e manter uma postura reta. Muitas vezes a dor aguda nas costas aparece de repente, decorrente de um mal jeito no esporte ou no trabalho. Se a dor durar mais de três meses, pode ser considerada crônica. Caso a dor não melhore no prazo de 72 horas, é recomendando que consulte um médico.
Boa parte da população brasileira possui dor nas costas, que já é considerada um grande problema de saúde pública em vários países do ocidente. A prevalência da dor nas costas é estimada em torno 70 a 80% durante a vida. Apesar de ser muito frequente, poucos são os diagnósticos precisos, tornando uma imensa dúvida, principalmente, quanto a possibilidade de uma hérnia de disco.
Só como exemplo, um estudo publicado em 2005 dividiu um grupo de pacientes em dois. Um recebeu tratamento com acupuntura e outro com placebo (falsa acupuntura feita com objetos pontiagudos que não eram inseridos na pele e nem estimulavam os pontos tradicionais da acupuntura chinesa). Os pacientes do grupo placebo não sabiam que estavam usando placebo, todos achavam que estavam sendo submetidos à acupuntura tradicional.
A dor nas costas, antes ou durante a menstruação, ocorre em mulheres jovens, sem filhos, com menstruação abundante, fumadoras, com um índice de massa corporal abaixo de 20Kg/m2 e com ciclos longos e/ou irregulares de uma forma mais frequente, apesar de poder atingir as mulheres sem qualquer um dos fatores de risco atrás enunciados. Dismenorreia é o termo clínico para nos referimos à menstruação dolorosa, dores menstruais ou cólicas menstruais, atingindo não apenas as costas mas toda a região abdominal (mais frequente).
As sintomas podem variar de uma dorzinha até uma sensação de facada. A dor pode dificultar o movimento e manter uma postura reta. Muitas vezes a dor aguda nas costas aparece de repente, decorrente de um mal jeito no esporte ou no trabalho. Se a dor durar mais de três meses, pode ser considerada crônica. Caso a dor não melhore no prazo de 72 horas, é recomendando que consulte um médico.
Assim, a hérnia murcha e deixa de comprimir estruturas importantes, como os nervos. O tratamento cirúrgico está indicado apenas nos 10% dos casos em que a crise não passa entre três a seis semanas, em pacientes que têm crises repetidas em um curto espaço de tempo ou quando existem alterações esfincterianas (perda de controle para urinar e defecar).

Temos um numeroso arsenal contra as dores nas costas, que vão afligir oito em cada dez pessoas pelo menos em um momento da vida, mas muitas vezes estamos errando o alvo ou pecando pelo excesso. É o que sugere um levantamento da Universidade Harvard, nos Estados Unidos, englobando 23 918 consultas por causa de queixas desse tipo entre 1999 e 2010. Os pesquisadores concluíram que, ali, os médicos não seguem direito as recomendações para o manejo do problema, o que resulta em um abuso na prescrição de remédios, exames de imagem e até mesmo cirurgias.
O bispo, também conhecido como “ajwain” em hindi, também pode ser usado em problemas de dor nas costas. Um punhado de erva do bispo é amarrado em um pedaço de pano e amarrado corretamente. Este pacote é então aquecido a seco sobre um recipiente. Quando quente, isso pode ser removido do recipiente e aplicado sobre as partes dolorosas. Isso proporciona um alívio rápido da dor nas costas e tem sido usado há muito tempo.
O sintoma mais marcante é a dor nas costas intensa que pode ser incapacitante. Porém, os sintomas são diversos e estão associados à área em que foi comprimida a raiz nervosa, podendo, assim, serem irradiados para outras áreas. Pode haver parestesias (formigamentos) com ou sem dor; dor nas pernas e pés, braços, mãos e dedos; dormência nos membros. E, nos casos mais graves, pode haver perda de força nas pernas e incontinência urinária.
Muito se fala na musculatura do reto abdominal, mas a importância para a estabilização da coluna está em um músculo mais interno, que se chama transverso abdominal. O trabalho com exercícios para a coluna vertebral visa o fortalecimento do transverso abdominal, pois ele vai ajudar os multífidos, que são os músculos mais profundos e que ficam próximos à coluna vertebral, evitando assim lesões, inclusive a dor ciática.

O ponto BP6, em particular, tem forte influência nos órgãos reprodutivos, na retenção placentária e no TP distócico e prolongado. Não é indicado seu estímulo na gestação pré-termo, porque a concentração de energia Yin pode antecipar o TP. 22 Esse ponto está localizado no meridiano baço-pâncreas, a quatro dedos do receptor da técnica, acima da ponta do maléolo interno, na parte posterior à frente da tíbia (Figura 1). 21

É importante lembrar que na acupuntura acredita-se na existência de 3 tipos de ansiedade: a causada por excesso, por estagnação ou por deficiência. Nesse caso, se a auto aplicação não demonstrar resultados, é aconselhável buscar o tratamento profissional. O terapeuta deverá observar qual a sua deficiência energética, escolhendo os pontos mais aconselháveis para trabalhar.


Tente começar por uma alternância de períodos de sentado/deitado com caminhadas curtas. Objetivo é dar mais passos a cada dia, e considerar a obtenção de um pedômetro ou fitness tracker, o que pode motivá-lo a ser mais activa e aumentar a sua curta distância. Em seguida, quando você está em casa, no trabalho, no alongamento da coluna vertebral, melhorando sua postura.

Para quem sofre com dores nas costas - as que afetam mais portugueses - esta é a pior altura do ano. Além das contraturas, os movimentos tornam-se mais difíceis e as pontadas na coluna disparam a ponto de serem incapacitantes. Mas "a massagem e o calor húmido - botija de água quente envolvida num pano húmido" podem atenuar o sofrimento, recomenda o ortopedista e coordenador da Secção de Coluna da Sociedade Portuguesa de Ortopedia e Traumatologia, Nelson Carvalho.


Existem diferentes fatores desencadeantes da lombalgia. Contudo, a questão postural está entre os principais fatores de risco. Hábitos incorretos de postura ao deitar, sentar ou realizar qualquer atividade do dia a dia, no trabalho e lazer podem acarretar em malefícios à coluna. Mas outros fatores também podem ser apontados como causas para o desenvolvimento da lombalgia. É o caso de inflamações/infecções; hérnias de disco, artrose ou escorregamento de vértebra; sedentarismo; obesidade; fatores genéticos; envelhecimento e até questões emocionais.
Não só a desidratação pelo processo de envelhecimento das células coloca um problema, mas também fatores mecânicos. Um disco intervertebral estável pode suportar muita pressão. Se, no entanto, as tensões ou o endurecimento dos músculos ocorrem nas costas, algumas funções não podem ser suficientemente exercidas. Devido ao exercício insuficiente das funções, todo o movimento e a postura da parte traseira são alterados e, portanto, restritos, o que pode resultar em uma hérnia de disco.

As dores nas costas raramente são muito graves e se resolvem quase sempre após alguns dias mediante o uso de medicamentos ou outros tratamentos. É importante diferenciar a dor nas costas da hérnia de disco, que é uma doença específica que surge quando os elementos moles da coluna (discos vertebrais, nervos) são pressionados por má postura, sobrecarga, fraqueza muscular, etc.


"Alimentos fontes de triptofano terão como objetivo aumentar a produção de serotonina e podemos citar exemplos como: carnes magras, peixes, mel, iogurte desnatado, queijos brancos e magros, nozes, leguminosas, damasco, açaí, arroz integral e banana; alimentos fontes de melatonina: aveia, cereja, amendoim e vinho; alimentos antioxidantes: frutas e verduras em geral, chá verde, cúrcuma, cacau; alimentos que atuam na redução do estresse/cortisol: abacate, fitoterápicos adaptógenos (rodiola rosea, withannia somnifera e ginseng coreano); suplementos coadjuvantes: ômega 3, óleo de prímula, resveratrol, coenzima Q10 e cúrcuma. Com esse cardápio os sintomas serão minimizados, você sentirá uma redução do cortisol (estresse) e uma indução do sono e relaxamento", afirma a nutri Ana Karam.
Pode ser uma surpresa para a maioria dos golfistas que, devido às várias paradas e períodos de espera nas partidas, eles ficam em pé aproximadamente 70% do tempo ao jogar 18 buracos. Isso é considerado mais extenuante do que andar. Portanto, é o tempo que passa-se parado que cria cansaço nos pés e pernas. As palmilhas de golfe[4] reduzem este problema devido a pressão hidráulica que tem uma forte influência sobre o fornecimento de energia para os pés e as pernas. O baixo grau de cansaço resultará em uma maior concentração no jogo.
WeMystic Brasil é um site de informação e o seu conteúdo não é de rigor científico. Todos preços e características dos produtos apresentados são válidos para a data de publicação do conteúdo, podendo ser alterados sem aviso prévio. O processo de compra e/ou uso dos produtos aqui mencionados é da completa responsabilidade do utilizador e da empresa responsável pela comercialização do produto.
(Fontes: Maurício Garcia, coordenador do setor de fisioterapia do Instituto Cohen de ortopedia, reabilitação e medicina do esporte e fisioterapeuta do Centro de Traumatologia do Esporte da Unifesp – CREFITO 3/8090-F; Ricardo Munir Nahas, ortopedista, traumatologista, médico do esporte e coordenador do Centro de Medicina do Exercício e do Esporte do Hospital Nove de Julho – CRM 34914/SP; Thiago Medeiros, fisioterapeuta e osteopata do Instituto Curarte e professor da Universidade São Francisco e UniMetrocamp – CREFITO 3 /125946-F)
Simplesmente coloque o Halsa Tapete de Bem-Estar em uma superfície plana e cuidadosamente deite-se com as costas contra o tapete. A intensidade da experiência pode ser influenciada pela colocação da esteira em uma superfície dura, como o piso, ou uma superfície macia, como uma cama. Você sentirá uma sensação de aquecimento depois de cerca de 5 minutos no Halsa Wellness Mat. Usos mais experientes podem permanecer no tapete por 45 minutos ou mais para atingir o máximo de efeitos.
Segundo a lenda, foi um camponês chinês que sofria de dores de cabeça que desenvolveu a técnica da acupressão. Enquanto lavrava, ele deixou o arado cair no dedão do pé. Pouco depois, suas dores de cabeça desapareceram. No dia seguinte, após o surgimento de uma nova dor de cabeça, ele repetiu a experiência, e o resultado foi o mesmo. Não sabemos se essa história é verdadeira ou não, mas a acupressão parece ser realmente originária da China, assim como a acupuntura. Mas, apesar de ambas as práticas estarem relacionadas, a acupressão não utiliza agulhas.
A dor pode instalar-se de forma gradual (vai doendo cada vez mais) ou, então, pode surgir de forma súbita (“repentina” ou “de repente”), sendo que este facto e a intensidade da dor não estão, por norma, diretamente relacionados com a gravidade do problema. A dor nas costas é um sintoma que deverá ser sempre avaliado pelo médico. Se a dor nas costas for muito forte ou se houver outros sintomas como febre, arrepios, perda de peso, dificuldade em respirar, problemas em se movimentar, entre outros sinais e sintomas a valorizar, deverá procurar um médico com urgência.
O primeiro sinal de dor dos pacientes mostra que os músculos começam a ficar atrofiados, ou seja, fracos. Isso pode ser visto em pesquisas com pacientes que têm dor na coluna.  A musculatura abdominal é quem dá o sinal aos músculos que protegem a coluna vertebral para que eles fiquem fortalecidos. São músculos mais profundos, que ficam mais próximos da coluna vertebral e são eles que realmente a protegem. Esses músculos são conhecidos como multífidos.
×