English: Stop Nausea With Acupressure, Italiano: Fermare la Nausea con la Digitopressione, Español: acabar con la náusea con acupresión, Deutsch: Akkupressur gegen Übelkeit, Русский: остановить тошноту с помощью точечного массажа, 中文: 按摩穴位治疗恶心, Français: soulager les nausées à l'aide de l'acupression, Bahasa Indonesia: Mengatasi Mual dengan Akupresur, العربية: منع الغثيان عن طريق العلاج بالضغط, Nederlands: Van misselijkheid afkomen met acupressuur 

Muitos fatores são importantes para evitar que uma lombalgia aguda se torne crônica. A correção postural, principalmente na maneira de se sentar no trabalho e na escola é essencial. Na fase aguda, a ginástica é importante. Quando fizer exercício com pesos na ginástica, proteja a coluna deitando ou sentando com apoio nas costas. Sempre evitar carregar peso. Não permanecer curvado por muito tempo. Quando se abaixar no chão, dobrar os joelhos e não dobrar a coluna. Para outros esclarecimentos, consulte o seu médico ortopedista.
Lin Tchie Yeng – A dor é apenas um sintoma e é preciso descobrir suas possíveis causas. Se a pessoa se posiciona mal diante da escrivaninha ou do computador, usa travesseiros inadequados, ou dorme de mau jeito, pode sentir dores no pescoço ou nas costas que tendem a desaparecer quando eliminados os fatores desencadeantes. No entanto, se a dor não melhora ou melhora pouco, é recidivante e não responde de maneira satisfatória aos tratamentos convencionais, médico e paciente devem levantar a possibilidade de um caso de fibromialgia.
A anamnese (levantamento da história clínica do paciente) e o exame físico para identificar as raízes nervosas comprometidas são elementos de importância reconhecida para o diagnóstico da ciatalgia. Conforme o caso, exames de imagem como raios X, tomografia computadorizada e ressonância magnética podem fornecer dados que ajudam a confirmar o diagnóstico e a instituir o tratamento. 

Sou Terapeuta de Medicina Tradicional Chinesa e para além das consultas regulares em clínica facilito diferentes processos terapêuticos de aprendizagem e evolução. Unindo o conhecimento milenar da Medicina Chinesa às necessidades actuais da nossa saúde e sociedade, criei vários projectos de forma a melhorar e enriquecer a vida de quem me procura. Os meus Workshops não têm carácter formativo, mas sim o objectivo de auxiliar a compreensão sobre o nosso corpo e emoções, saber como tratar sintomas e doenças com métodos naturais, ganhar consciência do estado actual no nosso corpo físico, mental, emocional e energético. A minha missão é assim a de melhorar a qualidade de vida de quem me procura, fornecendo várias ferramentas e métodos terapêuticos naturais para que possam alcançar uma vida mais plena, equilibrada, saudável, natural e consciente.
Os conteúdos divulgados neste site são meramente informativos, não pretendem de modo algum diagnosticar doenças ou problemas de saúde nem influenciar qualquer tratamento onde seja necessário um acompanhamento médico. Cada utilizador é responsável pelos seus atos e em caso de necessidade de apoio médico deverá consultar um médico especialista adequado. © 2017 Aqui há Saúde | Política de Privacidade| Contato

Normalmente não são necessários testes específicos para se diagnosticar dor nas costas. O médico pode examinar o paciente e verificar se há alguma irregularidade com a coluna. Caso haja suspeita de alguma doença mais grave, exames de sangue e urina podem ser necessários para comprovar se há ou não algum outro fator que cause a doença (como infecções).
Esportes ou qualquer tipo de movimentação física são indicados para combater o sedentarismo. Pense no nosso corpo como uma máquina: se não manejada corretamente, começam as falhas e panes. Precisamos estar em dia sempre para o bom funcionamento dele.  Veja abaixo algumas dicas de alongamento que podem ajudar no alívio das dores e também do bom posicionamento:

Dois ECR sul coreanos 11 , 12 também mostraram menor tempo de TP entre as parturientes que receberam acupressão no ponto BP6. Outro estudo 10 mostrou menor tempo de TP ao comparar as participantes que receberam atendimento usual da unidade. Esses estudos calcularam o tempo de TP a partir de 3 cm de dilatação cervical e a média foi de 52,4, 11 52,6 12 e 54,0 10 min a menos de duração do TP no grupo BP6, respectivamente, em cada estudo. Quanto ao uso de ocitocina, não houve diferença entre os grupos em um ECR, 11 embora o GT tenha recebido volume total superior ao grupo BP6. Já em outros estudos 10 , 12 não foi descrito o uso de ocitocina ou de qualquer método para condução.

Os sintomas que cada pessoa irá apresentar podem ser bem diferentes, mas geralmente a dor ocorre com maior frequência de um só lado. Como é o caso de dores agudas em, apenas, uma parte da perna ou quadril e dormência em outras partes. Nesse caso, o lado afetado pode parecer mais fraco que o outro. Os sintomas mais comuns da dor ciática são: perda da sensibilidade ou redução dos reflexos da região atingida; diminuição da força muscular; formigamento ou sensação de queimação; dores irradiando da coluna lombar para a região posterior da coxa ou da perna; aumento de dores depois de ficar em pé ou sentar, ao tossir, espirrar ou rir; intensificação da dor com movimentos de elevação dos membros inferiores, etc. Em geral, os sintomas podem variar, entretanto, em qualquer caso tendem a piorar durante a noite e, comumente, a dor ciática pode estar associada à dor lombar. Os sintomas acometem indistintamente homens e mulheres, podendo aumentar com o envelhecimento, pois conforme a idade avança, as estruturas da coluna vertebral podem sofrer desgastes que acabam comprometendo a medula espinhal bem como as raízes que dão origem aos nervos.


– Faça uso de analgésicos ou anti-inflamatórios. Procure um médico para que ele possa orientar você quanto ao modo correto de uso, especialmente porque talvez seja necessário também um medicamento que protege o estômago dos danos causados por estes remédios. Exemplos: paracetamol ou dipirona. Relaxantes musculares, como a ciclobenzaprina, também podem ser eficazes.

Na hérnia de disco – quando acontece esforço, o material nuclear é impelido para trás através das fibras do anel fibroso, nesse momento você não sente a dor. Mas durante a noite, por causa da maior embebição aquosa do núcleo e da elevação da pressão intradiscal as fibras se rompem. Horas depois a pessoa começa a sentir uma dor aguda e intensa com irradiação da dor para o membro inferior.
Como resultado do envelhecimento das células, ocorre freqüentemente hérnias de disco. Se não forem suficientes, novas células são substituídas pelo corpo, o tecido periférico perde a capacidade de manter o disco como as imagens. O núcleo do disco intervertebral então possui furos, a partir desses orifícios o líquido então emerge e causa inflamação.
São diversas possibilidades terapêuticas para compressão do nervo ciático, e devem se basear na queixa principal do paciente e nas disfunções diagnosticadas pelo fisioterapeuta. Em quadros agudos ou de exacerbação, a redução do processo inflamatório e do quadro álgico devem ser considerados, a partir do uso de eletrotermofototerapia. Já que proporciona condições mínimas ao paciente para suportar os exercícios que de fato irão promover melhoras a longo prazo.
Outro indício da doença é existirem, quase sempre, vários pontos dolorosos. Algumas vezes, a dor predomina numa região, mas podem doer todos os músculos do corpo. No exame clínico, o paciente só não se queixa de dor na testa; o resto dói tudo. Além desses, a presença de sintomas como cansaço, falta de energia e ausência de sono reparador deve ser levada em conta para o diagnóstico da doença.
Lin Tchie Yeng – Normalmente, a dor da fibromialgia aparece num ponto determinado. A pessoa se queixa, por exemplo, de dor no braço e o médico suspeita de tendinite ou LER (lesões por esforços repetitivos). No outro dia, ela reaparece no ombro ou nas regiões lombar e cervical. É uma dor migratória que, na ausência de diagnóstico e tratamento adequado, pode espalhar-se por todo o corpo.
“Comecei a tomar anticoncepcional em 2004, com 15 anos, por causa de cólica. Em 2015, estava muito abalada com a doença do meu tio, que na época fazia tratamento contra um câncer na boca. No mesmo período, conheci uma jovem que estava internada fazendo o tratamento pós-retirada do útero.  Um dia conversando com o marido dela, ele disse que o uso contínuo do anticoncepcional desde os 15 anos poderia ter contribuído para a doença se desenvolver.  Aquela informação entrou em mim como uma granada. Chorava como criança, poderia ser eu. No mesmo dia resolvi jogar fora a cartela que ainda estava na metade. Avisei meu esposo que não ia mais usar e decidimos tomar as nossas providências para evitar uma gravidez. Mas as cólicas voltaram.  Todo mês era a mesma coisa: dor, queda de pressão, desmaio, remédios e mais remédios. Eram dois dias seguidos com dor e depois tudo voltava ao normal. Em 2016 descobri que tinha endometriose, mas não queria voltar a tomar anticoncepcional. Encontrei um médico, que é um anjo. Ele me orientou a buscar alternativas que ajudassem a controlar a dor sem medicamento. No meio disso tudo, comecei a treinar para uma meia maratona e tenho a sensação que a corrida foi benéfica para a minha saúde, pois hoje sofro menos com as cólicas. Também medito e faço leituras que têm me tornado mais forte e próxima dessa minha dor. Estamos aprendendo a conviver juntas.”
Postura quando sentado – um bom assento deve ter bom apoio nas costas, apoios para os braços e uma base giratória (para trabalhar). Quando estiver sentado, tente manter seus joelhos e quadris nivelados e mantenha os pés baixos no chão – se você não pode, use um escabelo de pés. Você deve, idealmente, ser capaz de sentar-se de pé com apoio na parte inferior das costas. Se você estiver usando um teclado, certifique-se de que seus cotovelos estão em ângulos retos e que seus antebraços são horizontais.
O sucesso do tratamento de lesões relacionadas com o golf deve não só as modificações do swing de golfe e reabilitação funcional, mas, na maioria dos casos, a restauração da lordose lombar adequado. Curva demasiado ou demasiado pouco resulta em cargas de torção e à compressão excessivas através das junções toracolombar e lombossacra. A abordagem de myoskeletal começa corrigindo padrões de desequilíbrio muscular cruzados inferiores seguidos pela restauração da "joint-play" fixado lombar, sacroilíaca e articulações do tórax.

Só como exemplo, um estudo publicado em 2005 dividiu um grupo de pacientes em dois. Um recebeu tratamento com acupuntura e outro com placebo (falsa acupuntura feita com objetos pontiagudos que não eram inseridos na pele e nem estimulavam os pontos tradicionais da acupuntura chinesa). Os pacientes do grupo placebo não sabiam que estavam usando placebo, todos achavam que estavam sendo submetidos à acupuntura tradicional.


Os tratamentos que permitem o alívio sintomático (que permitem abrandar ou acabar com a dor) são eleitos como primeira escolha (tratamento conservador). Em algumas patologias, como por exemplo na hérnia discal, espondilose, etc., estão indicados outros tratamentos, nomeadamente o tratamento cirúrgico (cirurgia ou operação), na falência dos tratamentos conservadores. Veja mais informação sobre tratamento em cada uma das patologias.
O processo natural de envelhecimento é uma inevitabilidade e muito associado à dor de costas, sendo um importante fator de risco em algumas patologias. O excesso de peso (obesidade), muitas vezes associado a maus hábitos alimentares provoca uma maior pressão sobe a coluna. O sedentarismo e ausência de exercício físico, não só podem agravar o problema do excesso de peso, como não permitem ter músculos que permitam sustentar a coluna de uma forma adequada, podendo desencadear crises. As posturas incorretas, seja de pé sentado ou deitado, são também um dos fatores que podem desencadear o problema. Uma postura correta é determinante para prevenir a dor nas costas. O tabagismo (fumar) também aumenta o risco de vir a padecer de dor nas costas. Veja mais informação em prevenção.
Por enquanto mais usada em ambiente acadêmico, também busca contornar quadros crônicos. Bobinas ou eletrodos são colocados na cabeça e, de acordo com a região-alvo e a intensidade das descargas elétricas ou magnéticas, modulam a massa cinzenta. A ideia é trabalhar com a liberação de neurotransmissores que trazem bem-estar e reorganizam o cérebro para quebrar os caminhos da dor.
Geralmente, no entanto, dor nas costas não é negligenciado, mas é importante para garantir, através de um diagnóstico adequado, que a fonte do problema não é algo sério. Perpetrar má conduta sobre a saúde física é naturalmente uma estrada não seguir, e é por isso que ele olha para a frente para um tratamento médico especializado mesmo com a menor perturbação.

Sim, tratamento deve ser feito com um acompanhamento especializado e consiste no uso de medicamentos como antidepressivos, ansiolíticos, analgésicos e relaxantes musculares. Mas, principalmente na prática regular de atividades físicas como aeróbica e anaeróbica. Já a fisioterapia, o pilates e o fortalecimento muscular são grandes aliados para o controle da doença, porém é preciso também ficar atento na alimentação e ter hábitos saudáveis, essas pequenas atitudes farão uma grande diferença no dia a dia do paciente. Não podemos esquecer que é preciso ter uma boa noite de sono, pois ela ajudará muito na qualidade de vida de um portador de fibromialgia.
Terapia psicológica. Terapia cognitivo conductual: se basa en la idea de que las percepciones que tiene el individuo sobre sí mismo y sobre su entorno afectan a sus emociones y a su comportamiento. Hay que evaluar los aspectos que caracterizan a la enfermedad: conocimiento de la misma, afectación en la vida cotidiana y la capacidad para afrontarla.
Eles passam por locais como o Mercado Público de Florianópolis, contornam a bela Avenida Beira-Mar Norte até a Universidade Federal de Santa Catarina, retornam pela Beira-Mar e seguem em direção ao sul da ilha, até as proximidades do Aeroporto Internacional Hercílio Luz, antes de retornarem para cruzar a ponte Pedro Ivo Campos em direção à linha de chegada.
7 minutos A doença fibromialgia é uma condição crônica que traz dor generalizada nos músculos, ligamentos e tendões. Esta condição também pode ser acompanhada de fadiga e distúrbios do sono. Bem-vindo a mais um artigo do blog Sua Solução Online. Neste post você irá conhecer mais um pouco sobre a doença fibromialgia, uma síndrome que afeta milhares de pessoas no mundo inteiro. Estudos médicos mostram que até seis milhões de americanos têm fibromialgia, muitos deles são mulheres. E não importa quantos relaxantes musculares e Continue lendo→
Existem várias classes de medicamentos que são utilizados em conjunto com o tratamento não medicamentoso. As drogas mais utilizadas são analgésicos de ação central, incluindo algumas drogas antidepressivas e antiepilépticas que têm esta ação analgésica. Medicamentos para melhorarem o padrão do sono e miorrelaxantes também são, frequentemente, utilizados isoladamente ou em conjunto com medicamentos analgésicos.

Quando a lombalgia dura mais do que três meses, ou acomentendo mais as pernas do que as costas, um diagnóstico mais específico deverá ser feito. Existem várias causas comuns de lombalgia e dores nas pernas: para adultos abaixo de 50 anos, estas incluem hérnia de disco e moléstia degenerativa de disco; em adultos com mais de 50 anos, causas comuns também incluem osteoartrite e estenose espinhal. Todavia, alguns pesquisadores acreditam que 90% destas dores nas costas decorrem de uma síndrome de tensão nervosa e que são causadas por estresse emocional[4].
A dor crônica é aquela que ultrapassa até três semanas e pode piorar ou ter picos de dor. Enquanto isso a aguda tem uma intensidade mais leve e não ultrapassa um tempo tão grande, podendo no máximo passar de um dia para o outro. Quando é o caso de dor aguda, não é necessário medicação ou uma investigação mais detalhada, já a crônica é bem possível que tenha de se fazer uma investigação mais detalhada.
Já a escritora Fernanda Carvalho Veiga nos conta como foi seu processo de aceitação e como é possível levar uma vida normal mesmo com essa síndrome. "Quando descobri que tinha a fibromialgia fiquei assustada, pois era algo desconhecido para mim, fiquei muito triste por saber que as dores me acompanhariam pelo resto da vida. De início foi difícil aceitar, me acostumar e me adaptar a minha nova rotina, principalmente as medicações, seus efeitos colaterais, a incompreensão das pessoas e a pegar leve com a academia, não fazendo esportes com impacto como boxe e capoeira. Após essa fase inicial, aprendi a fazer tudo que gosto dentro do meu limite, voltei a andar de bicicleta, pular corda, dançar, ir para shows, carnaval e fazer tudo como qualquer outra pessoa da minha idade".
Síndrome de Cauda equina – a cauda equina é um feixe de raízes do nervo espinhal que surgem a partir da extremidade inferior da medula espinhal. As pessoas com síndrome da cauda equina sentem uma dor aborrecida na parte inferior das costas e nádegas superiores, bem como a analgesia (falta de sensação) nas nádegas, genitais e coxas. Às vezes, há distúrbios da função intestinal e da bexiga.
O atleta é um lesionado em potencial, pois os treinamentos, quanto mais intensos e de impacto forem, maior o sofrimento das estruturas osteo-músculo-ligamentares, além de todo o organismo e, por isso, grande deve ser o cuidado com estes indivíduos. O organismo levado ao extremo num Ironman ou maratona, desafiando os limites da força e flexibilidade no judô ou jiu jitsu, impactos fulminantes nos saltadores e ginastas, e nossa máquina, mesmo muito treinada, sofre desgastes, e no centro de todo esse esforço mecânico, está a nossa lombar, onde distribuímos nosso peso, nosso centro de gravidade, colocando em esforço máximo nossos músculos lombares e abdominais, nossos ligamentos, discos e diversas nobres estruturas próximas como rins e útero. Então, como não dizer que um atleta é um indivíduo muito próximo a um desconforto ou lesão? As dores lombares nos atletas, em todos os esportes, podem ser muito comuns.
Neste estudo, a diferença encontrada no tempo de TP, entre os grupos BP6 e placebo, foi parecida com um ECR iraniano 14 que avaliou grupos semelhantes. As parturientes que receberam acupressão no ponto BP6 por 30 min apresentaram 189,0 min a menos de duração do TP quando comparada à média enfrentada pelo GT, mesmo recebendo menos ocitocina (41,7% no grupo BP6 versus 63,3% no GT, p = 0.017). 14
Sim. É possível você aplicar esta técnica em você mesmo. Porém, nem todos os pontos estão ao alcance fácil. Todavia, muitos deles são fáceis de pressionar, como os pontos da mão, por exemplo. E o mais legal é que você pode realizar esta técnica em qualquer lugar, sem necessidade de nenhum material ou ambiente específico. Pode-se fazê-la no elevador, na academia, na fila do super-mercado, etc.
Na maioria dos casos, o tratamento da inflamação ou compressão do nervo ciático envolve a realização de sessões de fisioterapia com aparelhos que reduzem a dor e inflamação e são realizados exercícios de fortalecimento e alongamentos, e técnicas manuais para mobilizar e estirar a perna afetada, melhorando a irrigação sanguíneo do próprio nervo ciático e normalizar o tônus dos músculos do glúteo e da perna. 

O grupo de BP6 apresentou menor taxa de cesárea entre os grupos deste estudo. Já o GC, com 15,4% a mais de cesárea em relação ao grupo BP6, aproximou-se da taxa registrada no último relatório anual da instituição onde se realizou o estudo (44,5% de cesáreas em 2013); f porém, na análise estatística, não apresentou diferença significativa. Contrariamente, dois ECR mostraram redução significante no número de cesáreas, sendo de 10,0% dessa via de parto em um dos estudos 18 e 12,8% no outro. 7 No entanto, esses estudos incluíram somente mulheres nulíparas ou sem cesárea anterior.
Na consulta, deve descrever todos os sintomas e intensidade da dor. O médico especialista escutará a história do doente e em seguida realizará um exame físico para identificar as possíveis causas da dor. Em seguida, poderá, dependendo da avaliação, solicitar alguns exames de imagem para diagnosticar a causa da ciática, tais como Raio-X, Ressonância magnética ou TAC.
Se o seu emprego implica levantar pesos com frequência use um cinto abdominal. Este vai empurrar o abdómen para dentro, ajuda a apoiar a coluna e lembra-lo de levantar os pesos de forma correta. Os halterofilistas usam este tipo de cinta para protegerem as costas durante os exercícios. As cintas encontram-se à venda em boas lojas de artigos desportivos e centros comerciais.

Braços e pernas – regule a distância do banco para que carga adicional no uso dos pedais não seja transmitida para coluna lombar. Os braços devem estar relaxados e com os cotovelos semifletidos para não tensionar ombros e pescoço. Nada de dirigir “em cima do volante” nem muito afastado, evitando assim que os braços e pernas fiquem esticados. Pausas frequentes são importantes para evitar sobrecarga nos discos intervertebrais.
As dores que Tiger Woods vem sofrendo em campo e que o obrigaram a abandonar a volta final do Honda Classic após 13 buracos; o levaram a jogar 78 tacadas, sem um birdie sequer, e despencar no placar final do Cadillac Championship; e o fizeram abandonar o Arnold Palmer Invitational, na semana passada, estão sendo provocadas pela degeneração de um disco intervertebral que comprime as raízes nervosas que emergem da coluna. A informação dada em primeira mão pelo colunista Jeff Rude, da revista Golf Week, foi obtida por ele de “pessoa com conhecimento da condição do jogador”.
Apesar de Woods já ter ficado fora de dois British Opens (2008 e 2011), de um US Open (2011) e de um PGA Championship (2008), ele nunca deixou de jogar no Masters desde que estreou, em 1995, ainda como amador. Ele venceu quatro vezes em Augusta (1997, 2001, 2002 e 2005), mas além de não vencer o Masters há oito anos, não conquista nenhum major desde 2008.
O incômodo é fruto de inflamação que, segundo a médica Simone Mello, nada mais é do que a resposta que o corpo dá a um componente que o agride. “Ela se manifesta por meio da liberação de várias substâncias, da lesão celular para o ambiente extracelular, que irão desencadear uma cascata de acontecimentos como edema, rubor, dor e limitação da função”, elenca. Estes conceitos se aplicam a qualquer parte do corpo.
Além disso, os exercícios de alongamento também devem ser realizados diariamente para manter as estruturas bem posicionadas e os músculos com a flexibilidade ideal para realizar todas as atividades diárias sem dor. Na consulta o fisioterapeuta poderá indicar os alongamentos que poderá ser realizado em casa, para complementar o tratamento na clínica.
A dor pode instalar-se de forma gradual (vai doendo cada vez mais) ou, então, pode surgir de forma súbita (“repentina” ou “de repente”), sendo que este facto e a intensidade da dor não estão, por norma, diretamente relacionados com a gravidade do problema. A dor nas costas é um sintoma que deverá ser sempre avaliado pelo médico. Se a dor nas costas for muito forte ou se houver outros sintomas como febre, arrepios, perda de peso, dificuldade em respirar, problemas em se movimentar, entre outros sinais e sintomas a valorizar, deverá procurar um médico com urgência.
Deite-se um tapete de acupuntura indica que a pressão exercida pela superfície do tapete é consistente. Esta libertação de pressão peps de endorfinas pela glândula pituitária. Estas endorfinas são apenas péptidos opióides endógenos que desempenham o papel de neurotransmissores no corpo. Isso desencadeia o estresse geral e alívio da dor, seguido de relaxamento completo. Em alguns casos, as esteiras de acupuntura também acreditado para reduzir os níveis de pressão arterial elevada.
×