Em casa, como tratamento caseiro poderá na fase aguda aplicar gelo (frio) durante cerca de 15 minutos, 3 a 4 vezes ao dia. Nunca deve aplicar a bolsa de gelo diretamente sob a pele (use algo em pano, por exemplo). Após a fase aguda, a aplicação de calor é muito importante para que os músculos possam relaxar. Pode fazer a aplicação de compressas de água quente (calor) nas zonas mais dolorosas ou, então, tomar um banho de imersão em água quente;
O gradual desgaste (osteoartrose das facetas articulares) da coluna lombar poderá só por si causar dor, habitualmente agravada com o movimento de torção e flexão do tronco. Este desgaste poderá também levar a um deslizamento de uma vértebra sobre a outra, podendo causar  compressão das estruturas nervosas, onde novamente a dor irradiada é um importante sinal de alerta. A esta patologia chamamos espondilolistese. 
O tapete de acupressão foi ser design para o alívio da dor na coluna traseira, Physio subir com esta solução para trás, pescoço, ombros, parte inferior das costas ,tensão muscular problema onde as pessoas sofrem de cavalo demasiado sobre o carro ou trabalhar por muito tempo em suas mesas ou demasiado tempo a usar o smartphone.  É bom o shiatsu pescoço, dorso, dispositivo de pressão para relaxar a tensão muscular e dor.
As alterações do humor, como irritabilidade e tristeza, estão presentes em até 70% dos pacientes. A depressão aparece em até 30% dos casos. Os sintomas da depressão podem ser confundidos com os da fibromialgia. É necessário que o médico que acompanhe o paciente faça o diagnóstico precoce e inicie o mais rápido possível o tratamento da depressão. A depressão piora os sintomas da fibromialgia, assim como a fibromialgia também piora os sintomas da depressão. (1)
Existem diferentes fatores desencadeantes da lombalgia. Contudo, a questão postural está entre os principais fatores de risco. Hábitos incorretos de postura ao deitar, sentar ou realizar qualquer atividade do dia a dia, no trabalho e lazer podem acarretar em malefícios à coluna. Mas outros fatores também podem ser apontados como causas para o desenvolvimento da lombalgia. É o caso de inflamações/infecções; hérnias de disco, artrose ou escorregamento de vértebra; sedentarismo; obesidade; fatores genéticos; envelhecimento e até questões emocionais.
A coluna lombar é a região do corpo mais vezes afetada, independentemente do nível de golfe praticado. A sua limitada torção fisiológica sobre um eixo fixo, combinada com a alta velocidade do swing e a necessidade de o parar repentinamente, poderão potenciar determinadas lesões como o espasmo muscular, a hérnia discal, artrose das pequenas articulações posteriores da coluna, entre outras. 
No século passado, atribuía-se o grande número de pessoas com dor lombar aos esforços feitos pelo corpo de forma repetida e errada, e com o desenvolvimento tecnológico, a tendência seria diminuir, já que hoje, se quisermos, não precisamos nem sair de casa para nada. E quanto aos atletas, seres fortes, saudáveis, com abdominais invejáveis (para alguns), exemplos de saúde, qual a razão de também sofrerem com as malditas dores? Fortalecer a musculatura ou alongar? Só abdominal resolve? Perguntas como estas são diárias nos consultórios e academias, só que não é tão simples assim. A boa saúde de nosso organismo como um todo depende de uma diversidade de fatores, em sua maioria, muito simples e que muitos teimam em complicar. Para um corpo ser saudável, ele precisa de fortalecimento e atividade, alongamento e repouso, além, é claro, de uma boa nutrição e hidratação.
Quando a lombalgia dura mais do que três meses, ou acomentendo mais as pernas do que as costas, um diagnóstico mais específico deverá ser feito. Existem várias causas comuns de lombalgia e dores nas pernas: para adultos abaixo de 50 anos, estas incluem hérnia de disco e moléstia degenerativa de disco; em adultos com mais de 50 anos, causas comuns também incluem osteoartrite e estenose espinhal. Todavia, alguns pesquisadores acreditam que 90% destas dores nas costas decorrem de uma síndrome de tensão nervosa e que são causadas por estresse emocional[4].
Tapete de massagem estimula pontos de acupuntura sem perfurar a pele. Ao contrário da acupuntura, não emprega o uso de agulhas que penetram na pele. O tapete de acupressão tem milhares de unhas de plástico que pontos de acesso (meridianos) por todo o corpo. A nitidez das unhas de plástico ativa o sistema nervoso simpático no corpo, que então ativa o sistema nervoso parassimpático, trazendo um relaxamento muito profundo e apoiando o processo de cura natural.
Bem-vindo-Bienvenido ao nosso blog. Nós nos concentramos no tratamento de deficiências e lesões graves da coluna vertebral. Nós também tratamos dor ciática, pescoço e dor nas costas, Whiplash, dores de cabeça, lesões no joelho, lesões esportivas, tontura, sono pobre, artrite. Usamos terapias avançadas e comprovadas, focadas na mobilidade ideal, saúde, condicionamento físico e condicionamento estrutural. Usamos Planos de Dieta Individualizados, Técnicas Especializadas de Quiropraxia, Treinamento de Mobilidade-Agilidade, Protocolos Adaptados de Ajuste Cruzado e o "Sistema PUSH" para tratar pacientes que sofrem de várias lesões e problemas de saúde.
O alongamento baseado na técnica de Facilitação Neuromuscular Proprioceptiva (contrai-relaxa/mantém-relaxa) possui efeitos significativos na redução da compressão do nervo ciático, em conjunto com os alongamentos convencionais (estáticos – passivos e ativos) e com as manobras de mobilização neural. As últimas são complementares, tendo o papel de reposicionar os segmentos do nervo para reduzir a sua compressão.
A planta Canela de Velho (Miconia albicans) é uma das plantas medicinais mais procuradas no momento para o tratamento da artrose, artrite, fibromialgia, dores nas costas, coluna e dores articulares em geral. Suas propriedades e aplicabilidade foram descobertas "ao longo de 30 anos de uso" por Mário Augusto de Souza. A primeira publicação das propriedades medicinais da Miconia albicans para o mundo foi feita em 2010 no blog Canela de Velho intitulado "Canela de Velho – O chá milagroso para dores nos joelhos, coluna e articulações (Artrose)". Porém, outras publicações foram feitas em 2009 no site 2RSocial e no Facebook.

Consenso brasileiro do tratamento da fibromialgia57Rev Bras Reumatol 2010;50(1):56-66INTRODUÇÃOA bromialgia é uma das doenças reumatológicas mais frequentes, cuja característica principal é a dor musculoesquelética difusa e crônica.Em um estudo realizado no Brasil, em Montes Claros, a bromialgia foi a segunda doença reumatológica mais frequen-te, após a osteoartrite. Neste estudo, observou-se prevalência de 2,5% na população, sendo a maioria do sexo feminino, das quais 40,8% se encontravam entre 35 e 44 anos de idade.1Além do quadro doloroso, estes pacientes costumam queixar-se de fadiga, distúrbios do sono, rigidez matinal, parestesias de extremidades, sensação subjetiva de edema e distúrbios cognitivos. É frequente a associação a outras comorbidades, que contribuem com o sofrimento e a piora da qualidade de vida destes pacientes. Dentre as comorbidades mais frequentes podemos citar a depressão, a ansiedade, a síndrome da fadiga crônica, a síndrome miofascial, a síndrome do cólon irritável e a síndrome uretral inespecíca.2 Os portadores da bromialgia utilizam-se de mais terapias analgésicas e procuram os serviços médicos e de diagnóstico com maior frequência que a população normal. Dessa forma, não é de se estranhar que nos EUA seus custos de saúde anuais cheguem a U$ 9.573,00 por paciente, representando gastos 3 a 5 vezes maiores do que a população em geral.3 Uma parcela con-siderável destes custos pode ser economizada quando o paciente tem seu diagnostico realizado e é tratado corretamente, evitando exames complementares desnecessários e medicamentos inúteis para o seu tratamento.4 Embora seja uma doença reconhecida há muito tempo, a bromialgia tem sido seriamente pesquisada somente há três décadas. Pouco ainda é conhecido sobre sua etiologia e pato-gênese. Até o momento, não existem tratamentos que sejam considerados muito ecazes.A bromialgia é uma síndrome primariamente pesquisada e tratada por reumatologistas principalmente por envolver um quadro crônico de dor musculoesquelética, mas frequentemente estes pacientes requerem um acompanhamento multidiscipli-nar com o objetivo de alcançar uma abordagem ampla e mais completa de seus sintomas e comorbidades.Em 2004, a Sociedade Brasileira de Reumatologia publi-cou as primeiras diretrizes da bromialgia, com o objetivo de direcionar o diagnóstico e o tratamento desta síndrome.5 O objetivo da gestão SBR 2006-2008 neste trabalho não foi somente o de atualizar as diretrizes do tratamento da bromial-gia, mas foi o de inovar, ao reunir especialistas de outras áreas médicas com conhecimento desta síndrome, para elaborarem um consenso sobre seu tratamento.METODOLOGIAOs temas revisados foram divididos em três categorias: 1) importância do diagnóstico da bromialgia com recomen-dações gerais; 2) tratamento medicamentoso; 3) modalidades terapêuticas não medicamentosas. Os graus de recomendação e os níveis de evidência cientíca utilizados foram os do Projeto Diretrizes da Associação Médica Brasileira.6 A metodologia utilizada foi a do Sistema BASCE,7 método organizacional desenvolvido pela consultoria Axia.Bio com o objetivo de minimizar desvios e direcionamentos dos resul-tados sendo baseada em critérios cientícos já estabelecidos pela literatura. O sistema BASCE propõe uma abordagem sis-temática para adaptação de diretrizes (guidelines) e consensos produzidos em diferentes cenários, observando a resposta de questões relevantes ao cenário local, por meio da apresentação de resultados de forma explícita e transparente, para que o material produzido tenha qualidade e validade cientíca local através de: Busca ampla e sistemática na literatura médica por diretri-zes (guidelines) e consensos referentes a determinada doença; Avaliação estruturada destes, com participação de quatro ou mais especialistas locais que fazem a Seleção do material a ser utilizado, com base em pontuações; Grupo de Consenso e revisão externa com outros oito ou mais especialistas locais; Estruturação de material adaptado para a realidade local.Este processo foi dividido em duas etapas.Primeira etapa: Preparação das questões que seriam deliberadas pelo grupo do consensoPara tal foi realizada pesquisa bibliográca em bancos de dados das diretrizes (guidelines), metanálises e revisões sistemáticas sobre bromialgia.A busca de literatura no portal Pubmed ocorreu através da seguinte estratégia de busca: (“bromyalgia” [MeSH Terms] OR “bromyalgia”[All Fields]) AND systematic[sb] AND ((“1”[PDAT] : “2008/06/13”[PDAT]) AND (English[lang] OR Spanish[lang] OR Portuguese[lang])), sendo encontrados 109 trabalhos, dos quais 24 demonstraram ser publicações que atendiam aos objetivos da busca e, posteriormente, foram capturados no seu formato de texto completo (full text). Fo-ram selecionados 15 trabalhos, na sua maioria metanálises, e também diretrizes (guidelines).8-22Na biblioteca Cochrane, o termo “bromyalgia” retornou um artigo na sessão de metanálises completas.23 Na parte de protocolos, foram observados dois projetos que ainda não estavam nalizados.
Um recente estudo conduzido pelo Instituto de Bioengenharia da Catalunha relacionou a dor nas costas com a falta de nutrientes na coluna. Um desses nutrientes é a glicose. O excesso de pressão nos discos articulares da coluna reduz a quantidade de glicose e eleva a de ácido lático, que interrompe a nutrição das células e começa o processo degenerativo, ocasionando dor.

Somente um médico pode dizer qual o medicamento mais indicado para o seu caso, bem como a dosagem correta e a duração do tratamento. Siga sempre à risca as orientações do seu médico e NUNCA se automedique. Não interrompa o uso do medicamento sem consultar um médico antes e, se tomá-lo mais de uma vez ou em quantidades muito maiores do que a prescrita, siga as instruções na bula.
Dois outros ECR 15 , 18 avaliaram os efeitos da acupressão nos pontos IG4 e BP6, comparando com as parturientes de um terceiro grupo, sem intervenção; porém, não esclareceram o uso de uterotônicos. Em estudo de Salehian et al 18 houve menor tempo de TP quando analisados os grupos BP6 e IG4 versus GC (p = 0,001); e Kim et al 15 mostraram redução no tempo de TP em 127,9 min no grupo BP6 e 149,6 min no grupo IG4 em comparação com o GC. Na comparação dos grupos BP6 versus IG4, não houve diferença.
As participantes foram alocadas por meio de uma lista de seleção de números aleatórios e distribuídas em três grupos: acupressão (BP6); grupo toque (GT), placebo; e grupo controle (GC). O estudo utilizou o método duplo-cego; nem as parturientes do grupo BP6 e GT nem tampouco os profissionais que prestavam assistência na unidade obstétrica sabiam a que grupo cada participante pertencia. Com relação ao GC, não houve possibilidade de cegamento devido às próprias características do estudo.

No segundo estágio, chamado de Associativo, o objetivo é manter a contração destes músculos ao mesmo tempo em que são realizados movimentos dos membros com o tronco apoiado; ou seja, a musculatura global passa a ser solicitada associada a local. Nesta fase inicia-se o treino de atividades do dia a dia, como sentar e levantar corretamente, mantendo uma boa postura.
É também importante estar atento às alterações de sono desses pacientes. Os antidepressivos têm a vantagem de regular os períodos de sono. Alguns deles, porém, os mais modernos, devem ser tomados de manhã, porque interferem em determinadas fases do sono o que não acontece com os tricíclicos, como a amitriptilina, que podem ser tomados à noite porque contribuem para o relaxamento muscular e ajudam a dormir.
7 days ago by itiomassagem Pessoal, estamos à procura de voluntárias para a pesquisa de TCC sobre SPM (síndrome pré-menstrual). Leia atentamente aos pré-requisitos e veja se você se encaixa nos critérios. Atendimento será com auriculoterapia. ▶️Link na BIO! Bit.ly/tcc_spm181 Agradecemos de coração!  #itio   #itiomassagem   #massoterapia   #tcc   #pesquisa   #auriculo   #auriculoterapia   #spm   #tpm   #tratamento 
Todas as abordagens são corretas, desde que feitas de forma criteriosa, respeitando a individualidade pessoal de cada um e de sua atividade e, principalmente, de forma ética, indicando o profissional ideal para cada momento. Um atleta com dor, por exemplo, deve ser indicado a um médico ou fisioterapeuta para avaliação e tratamento do quadro doloroso e posteriormente retornando a atividade esportiva e preventiva.
7 days ago by itiomassagem Pessoal, estamos à procura de voluntárias para a pesquisa de TCC sobre SPM (síndrome pré-menstrual). Leia atentamente aos pré-requisitos e veja se você se encaixa nos critérios. Atendimento será com auriculoterapia. ▶️Link na BIO! Bit.ly/tcc_spm181 Agradecemos de coração!  #itio   #itiomassagem   #massoterapia   #tcc   #pesquisa   #auriculo   #auriculoterapia   #spm   #tpm   #tratamento 
A dor na parte inferior das costas pode estar ligada à coluna lombar óssea, discos entre as vértebras, ligamentos ao redor da coluna vertebral e discos, medula espinhal e nervos, músculos das costas, abdômen e órgãos internos pélvicos e a pele ao redor da região lombar. A dor na parte superior das costas pode ser devida a distúrbios da aorta, tumores no tórax e inflamação da coluna vertebral.
O próprio Tiger ao anunciar em seu site que estava abandonando o torneio de Palmer, mostrou que será necessário um tempo maior para se recuperar ao fazer suspense sobre sua participação no Masters, três semanas depois da publicação da nota. “É muito cedo para saber sobre o Masters, e eu continuarei a avaliar o problema e trabalhar com os meus médicos”, disse o número 1 do mundo. Na nota, ele explica que desistiu de jogar o torneio de Palmer, onde já venceu oito vezes, porque os “espasmos nas costas e as dores continuam”.
14 minutos Você está em busca de um tratamento natural para fibromialgia? Embora ainda não exista um tratamento clínico que possa curar definitivamente esta síndrome, saiba que existem algumas maneira que ajudam a aliviar as dores  da fibromialgia. Seguindo a sequência de postagens sobre a síndrome de fibromialgia aqui no Blog Sua Solução Online, no post de hoje nós iremos falar sobre tratamento natural para fibromialgia através de uso de algumas plantas medicinais. Mas, afinal de contas, o que é essa tal de fibromialgia? Continue lendo→
A ciática pode ser extremamente incapacitante devido à dor intensa e limitação de atividades diárias. A lombalgia simples, de origem mecânica que acontece após algum esforço ou movimento brusco costuma desaparecer em dois ou três dias sem qualquer medida especial. No entanto, a lombalgia que não melhora rapidamente com essas medidas ou que piora gradualmente, evoluindo com a presença da ciática, com alteração de força ou de sensibilidade, é chamada de lombociatalgia e deve ser avaliada por um especialista em coluna com brevidade.

O tratamento de primeira linha mais comum passa pelos analgésicos ou anti-inflamatórios para alívio de dor, aplicação de gelo ou calor na área dolorida e eventualmente fisioterapia. Ao contrário do que se pensa, o repouso absoluto não é recomendado. Os tratamentos adicionais dependem da doença que está a provocar a ciática. Os medicamentos, bem como a sua forma de administração devem ser SEMPRE prescritos por um médico, nunca devendo o doente automedicar-se. Como opção há a cirurgia, geralmente recomendada para casos que não obtiveram sucesso com tratamentos à base de medicamentos. A cirurgia, quando devidamente indicada, é extremamente eficaz e segura no tratamento da ciática, apresentando muito menores riscos que o uso continuado de medicamentos para alívio de dor. Atualmente, as técnicas minimamente invasivas tornaram a cirurgia à coluna extremamente eficaz e praticamente sem riscos, permitindo uma recuperação muito rápida.
Dor nas costas quando se respira: na maioria das vezes está relacionada com o pulmão, gerando a sensação de falta de ar. Respiração desregulada pode causar também as famosas cãibras e consequentemente a dor nas costas, como pontadas. Para aliviar as dores use compressas de água morna no local, mas caso persistirem procure um médico o mais rápido possível.
Dor nas costas (ou "Dorsalgia") é a dor sentida nas costas. Pode provir dos músculos, nervos, ossos, articulações ou outras estruturas ligadas à coluna vertebral. A dor pode ser constante ou intermitente, localizada ou difusa. Pode ter características em picada ou ardor. A dor cervical pode deslocar-se pelo braço e mão e parte superior das costas. Na parte inferior pode deslocar-se pela perna e pé e incluir fraqueza e dormência.
O tapete de acupressão foi ser design para o alívio da dor na coluna traseira, Physio subir com esta solução para trás, pescoço, ombros, parte inferior das costas ,tensão muscular problema onde as pessoas sofrem de cavalo demasiado sobre o carro ou trabalhar por muito tempo em suas mesas ou demasiado tempo a usar o smartphone.  É bom o shiatsu pescoço, dorso, dispositivo de pressão para relaxar a tensão muscular e dor.

Some authors 13 suggest that cesarean section may contribute to elevated risk of maternal death. The progressive increase in the cesarean section rate in Brazil c has become a disturbing indicator for public health and related policies. Brazil is among the countries that most use this type of delivery, as shown in a global survey conducted in 2007. 3 Alternative methods that promote improved progress of labor and consequently, of vaginal birth, can significantly decrease the number of cesarean sections, as proposed in this study.
A maioria dos montes de acupressão tem um conceito semelhante e funciona da mesma forma. Eles apenas diferem em tamanho de cor e material. Os significados meditativos são o foco da escolha da cor. Os fabricantes de várias camadas de acupressão oferecem certas cores com significado simbólico. Para o equilíbrio é a cor verde. Para a cura e harmonia é a cor laranja. A cor roxa é oferecida para espiritualidade, meditação e clareza.
O sistema do corpo miofascial é construído a partir de um arranjo contínuo dos tecidos destinados a funcionar em padrões organizados, não como grupos musculares isolados. Quando a funcionar correctamente, energia com competência é transmitida via força-acoplamento por meio de uma cadeia de reação enraizada na terra. Recrutamento da unidade motora só se torna isolado para um grupo muscular precisa quando o cérebro percebe uma desconexão do sistema e chama-se no "subs". Como, durante um balanço do golfe, se uma cápsula de quadril fibrosed estavam bloqueando a transferência de energia da cadeia cinética, acoplamento de força normal iria sofrer devido à falta de mobilidade da cabeça do fêmur no acetábulo. (Fig. 3) O terapeuta manual deve primeiro mobilizar a articulação fixada em todos os três planos cardinais e mova a cadeia cinética para avaliar e corrigir qualquer compensação sacroilíaca ou lombar que pode dirigir dor nas costas do jogador de golfe.
A artrose na coluna (espondilose) é uma alteração degenerativa da coluna vertebral. Na espondilose, sintomas como dor na coluna, desconforto ou tensão nas costas ou pescoço ocorrem frequentemente. A intensidade da dor na coluna pode variar ao longo do dia, modificar com a posição, as atividade e os movimentos, no entanto, na maioria das pessoas não é de tal forma intensa que se torne incapacitante. A dor pode ser limitada à coluna ou, então, irradiar, de forma diferente conforme os segmentos da coluna afetados, por norma, para a cabeça (na espondilose cervical), para a região do tórax (na espondilose dorsal), para as nádegas e virilhas (na espondilose lombar e lombossagrada).
Historically, labor and childbirth are conducted in the home environment with the help of another woman, usually a midwife, bolstered by beliefs and empirical skills. The process of hospitalization for childbirth in the twentieth century was instrumental to the appropriation of knowledge in this area and for the development of medical knowledge, culminating in the establishment of the medicalization of the female body 17 and the dependency of women on others during childbirth.
A dor na parte inferior das costas pode estar ligada à coluna lombar óssea, discos entre as vértebras, ligamentos ao redor da coluna vertebral e discos, medula espinhal e nervos, músculos das costas, abdômen e órgãos internos pélvicos e a pele ao redor da região lombar. A dor na parte superior das costas pode ser devida a distúrbios da aorta, tumores no tórax e inflamação da coluna vertebral.
×