In order to engage customers, retailers must shift from a linear marketing approach of one-way communication to a value exchange model of mutual dialogue and benefit-sharing between provider and consumer.[21] Exchanges are more non-linear, free flowing, and both one-to-many or one-on-one.[5] The spread of information and awareness can occur across numerous channels, such as the blogosphere, YouTube, Facebook, Instagram, Snapchat, Pinterest, and a variety of other platforms. Online communities and social networks allow individuals to easily create content and publicly publish their opinions, experiences, and thoughts and feelings about many topics and products, hyper-accelerating the diffusion of information.[22]
Os chamados infoprodutos, ou produtos digitais, são também uma excelente forma de trabalhar com marketing de afiliados. Existem várias plataformas que oferecem esse tipo de produtos e também muitos afiliados trabalhando na divulgação, recebendo comissões extremamente elevadas pelas vendas geradas. Este é um mercado que está crescendo imenso no Brasil.

Para se iniciar no marketing de afiliados, você deverá, antes de tudo, compreender como funciona cada uma das formas de partilha de receitas e decidir qual aquela que será à escolha mais lucrativa para o seu negócio. Por exemplo: se você tiver um site/blog que gera milhões de pageviews mensalmente, as campanhas por CPM são, claramente, uma oportunidade muito boa. No entanto, se você trabalha em nichos de mercado que gera, pouco tráfego, os programas por CPA são a melhor opção. Logicamente, cada caso é um caso, e você precisa estudar muito bem os seus projetos antes de decidir promover um determinado produto ou empresa.


Não precisará pagar nada. Diria que 100% das empresas que oferecem um programa de afiliados não cobram absolutamente nada para você entrar e começar a promover os seus produtos. No entanto, poderá acontecer que você não seja aceito num determinado programa de afiliados, por essa empresa considerar que você não se enquadra no tipo de afiliado que ela procura.
Una guía completísima y útil Frank. El asunto “publicidad frente a afiliación” es bastante interesante, sobre todo porque la publi convencional en Internet parece que ha tocado casi fondo. De hecho hasta el New York Times se interesa ahora por los enlaces de afiliados como via de diversificar ingresos y ha comprado una web que se dedica precisamente a eso, a revisar productos y obtener comisiones de Amazon, como modelo de negocio.
×