A taxa de cesárea apresentada neste ECR não se diferenciou entre os grupos, embora seu número fosse menor no grupo de acupressão. O fato de o local do estudo prestar atendimento à gestação de alto risco pode ter influenciado os presentes resultados deste estudo, inclusive devido às condutas de indução e condução do TP, o que sugere resultados mais claros no uso da técnica em centros de parto normal.
Temos um numeroso arsenal contra as dores nas costas, que vão afligir oito em cada dez pessoas pelo menos em um momento da vida, mas muitas vezes estamos errando o alvo ou pecando pelo excesso. É o que sugere um levantamento da Universidade Harvard, nos Estados Unidos, englobando 23 918 consultas por causa de queixas desse tipo entre 1999 e 2010. Os pesquisadores concluíram que, ali, os médicos não seguem direito as recomendações para o manejo do problema, o que resulta em um abuso na prescrição de remédios, exames de imagem e até mesmo cirurgias.
As participantes foram alocadas por meio de uma lista de seleção de números aleatórios e distribuídas em três grupos: acupressão (BP6); grupo toque (GT), placebo; e grupo controle (GC). O estudo utilizou o método duplo-cego; nem as parturientes do grupo BP6 e GT nem tampouco os profissionais que prestavam assistência na unidade obstétrica sabiam a que grupo cada participante pertencia. Com relação ao GC, não houve possibilidade de cegamento devido às próprias características do estudo.
É também importante estar atento às alterações de sono desses pacientes. Os antidepressivos têm a vantagem de regular os períodos de sono. Alguns deles, porém, os mais modernos, devem ser tomados de manhã, porque interferem em determinadas fases do sono o que não acontece com os tricíclicos, como a amitriptilina, que podem ser tomados à noite porque contribuem para o relaxamento muscular e ajudam a dormir.
A fibromialgia, na medicina moderna, é qualificada como uma síndrome ou transtorno de dor crônica, na qual a pessoa sente dores por todo o corpo. Esssas dores estão mais evidenciadas nas articulações, nos músculos, tendões, em outros tecidos moles. Causando fadiga, sonolência, indisposição, dores de cabeça, depressão e ansiedade. A fibromialgia ainda não tem cura.
The average labor duration was significantly different between the SP6 acupressure group [221.5 min (SD = 162.4)] versus placebo [397.9 min (SD = 265.6)] and versus control [381.9 min (SD = 358.3)] (p = 0.0047); however, the groups were similar regarding the cesarean section rates (p = 0.2526) and Apgar scores in the first minute (p = 0.9542) and the fifth minute (p = 0.7218) of life of the neonate. 

Todas as queixas no organismo, bem como a dor física, são muitas vezes caracterizadas por fatores de estresse ou sentimentos como raiva, fadiga, inércia e tristeza. É assim que a medicina chinesa acredita que o equilíbrio do nosso corpo é necessariamente dependente da condição mental. Da mesma forma, o equilíbrio do corpo depende do próprio estilo de vida. Se, por exemplo, existe um estresse psicológico, pode-se assumir que o fluxo de energia é perturbado e, assim, envia sinais apropriados ao corpo sob a forma de doença ou dor.
Trata-se de ensaio clínico controlado, randomizado e de caráter pragmático, 19 realizado de janeiro a agosto de 2013. Os sujeitos foram gestantes admitidas em um hospital público terciário e de ensino, localizado no interior do estado de São Paulo, Brasil, para assistência ao parto. Foram incluídas mulheres: de qualquer idade ou paridade, a partir de 37 semanas de gestação, em TP espontâneo, induzido e/ou conduzido, com dilatação ≥ 4 cm, duas ou mais contrações em 10 min, com pele íntegra no ponto BP6 bilateral e cujo feto estivesse vivo, em apresentação cefálica de vértice e com boas condições de vitalidade. Foram excluídos os casos de pré-eclâmpsia grave, placenta prévia, duas ou mais cesáreas anteriores ou indicação imediata dessa via de parto.
Heymann et al.60 Rev Bras Reumatol 2010;50(1):56-66A dose de todos os antidepressivos deve ser individualizada e qualquer mudança de humor concomitante tratada (grau de recomendação D).25O medicamento antiparkinsoniano pramipexol também foi recomendado para o tratamento da bromialgia para reduzir a dor (grau de recomendação A, nível de evidência Ib),8 sendo especialmente indicado na presença de distúrbios do sono como a síndrome das pernas inquietas (grau de recomendação A).25Analgésicos simples e os opiáceos leves também podem ser considerados para o tratamento da bromialgia, ao contrá-rio dos opiáceos potentes que não foram recomendados (grau de recomendação D, nível de evidência IV).8 O tramadol foi recomendado para o tratamento da dor na bromialgia (grau de recomendação A, nível de evidência Ib).8 Sua associação ao pa-racetamol foi considerada efetiva no tratamento da bromialgia (grau de recomendação B).25 A tropisetrona também foi recomendada para o tratamento da dor da bromialgia (grau de recomendação A, nível de evidência Ib).8 Dentre os neuromoduladores, a gabapentina (grau de re-comendação A)22 e a pregabalina foram recomendadas. Esta última foi considerada ecaz em reduzir a dor dos pacientes com bromialgia (grau de recomendação A, nível de evidência Ib).8 Por outro lado, o topiramato, não foi recomendado (grau de recomendação D) (Grupo I SBR).Os corticosteroides não devem ser empregados (grau de recomendação D, nível de evidência IV).8 Os anti-inamatórios não esteroides não devem ser utilizados como medicação de primeira linha nos pacientes com bromialgia (grau de reco-mendação A).25A zopiclona e o zolpidem foram recomendados para o tratamento dos distúrbios do sono da bromialgia (grau de recomendação D) (Grupo I SBR).Não foram recomendados para uso na bromialgia o clo-nazepam, a tinazidina e o alprazolam (grau de recomendação D) (Grupo I SBR).Tratamento não medicamentosoOs pacientes com bromialgia devem ser orientados a realiza-rem exercícios musculoesqueléticos pelo menos duas vezes por semana (grau de recomendação B).25 Programas individualiza-dos de exercícios aeróbicos podem ser benécos para alguns pacientes (grau de recomendação C, nível de evidência IIb),8 que devem ser orientados a realizar exercícios aeróbicos mode-radamente intensos (60%-75% da frequência cardíaca máxima ajustada para a idade [210 menos a idade do paciente]) duas a três vezes por semana (grau de recomendação A),25 atingindo o ponto de resistência leve, não o ponto de dor, evitando, dessa forma, a dor induzida pelo exercício. Isso é especialmente importante no subgrupo de indivíduos com hipermobilidade articular (grau de evidência B).25 O programa de exercícios deve ter início em um nível logo abaixo da capacidade aeróbica do paciente e progredir em frequência, duração ou intensidade assim que seu nível de condicionamento e força aumentar. A progressão dos exercícios deve ser lenta e gradual (grau de recomendação D)25 e se deve, sempre, encorajar os pacientes a dar continuidade para manter os ganhos induzidos pelos exercícios (grau de recomendação B).25 Programas individualizados de alongamento (grau de recomendação D) (Grupo I SBR) ou de fortalecimento mus-cular também podem ser benécos para alguns pacientes com bromialgia (grau de recomendação C, nível de evidência IIb).8 Outras terapias, como reabilitação e sioterapia ou rela-xamento, podem ser utilizadas no tratamento da bromialgia, dependendo das necessidades de cada paciente (grau de reco-mendação C, nível de evidência IIb).8A terapia cognitivo-comportamental é benéca para alguns pacientes com bromialgia (grau de recomendação D, nível de evidência IV).8 O suporte psicoterápico também pode ser utilizado no tratamento da bromialgia, dependendo das ne-cessidades de cada paciente (grau de recomendação C, nível de evidência IIb).8Não houve consenso sobre a indicação de tratamentos com acompanhamento clínico como a balneoterapia (grau de recomendação A)25 ou acupuntura (grau de recomendação C).25 Houve consenso em não recomendar a hipnoterapia, o bio-feedback, a manipulação quiroprática e a massagem terapêutica para o alívio da dor na bromialgia (grau de recomendação B).25Outras terapias, como pilates, RPG (reeducação postural global) e o tratamento homeopático, não foram recomendadas para o tratamento da bromialgia (grau de recomendação D) (Grupo I SBR).Não existem evidências cientícas de que terapias alterna-tivas, como chás, terapias ortomoleculares, cristais, cromote-rapia e orais de Bach, entre outros, sejam ecazes (grau de recomendação D) (Grupo I SBR). Não há, também, evidências cientícas de que inltrações de pontos dolorosos da bromial-gia sejam ecazes (grau de recomendação D) (Grupo I SBR).
Frequentemente, a lombalgia desaparece por conta própria, mas se não forem adotadas medidas adequadas é comum que ela retorne. A ciática exige um tratamento mais específico, complexo e elaborado que a lombalgia simples, mas que costuma ser bem-sucedido quando bem executado, permitindo ao o paciente voltar a ter uma vida normal. Mas é importante segui-lo à risca para evitar complicações mais graves.
“O tratamento com ventosas serve para o alívio de dores, estética facial e corporal e também para o condicionamento físico. No alívio de dores, podemos utilizá-lo em traumas como entorses, distensão muscular, contraturas ou simplesmente para aliviar a fadiga muscular. Na estética facial, serve para minimizar rugas e marcas de expressão, além de estimular a formação do colágeno, o que deixará a pele com aspecto mais jovem”, diz Lutaif.

Os sintomas que cada pessoa irá apresentar podem ser bem diferentes, mas geralmente a dor ocorre com maior frequência de um só lado. Como é o caso de dores agudas em, apenas, uma parte da perna ou quadril e dormência em outras partes. Nesse caso, o lado afetado pode parecer mais fraco que o outro. Os sintomas mais comuns da dor ciática são: perda da sensibilidade ou redução dos reflexos da região atingida; diminuição da força muscular; formigamento ou sensação de queimação; dores irradiando da coluna lombar para a região posterior da coxa ou da perna; aumento de dores depois de ficar em pé ou sentar, ao tossir, espirrar ou rir; intensificação da dor com movimentos de elevação dos membros inferiores, etc. Em geral, os sintomas podem variar, entretanto, em qualquer caso tendem a piorar durante a noite e, comumente, a dor ciática pode estar associada à dor lombar. Os sintomas acometem indistintamente homens e mulheres, podendo aumentar com o envelhecimento, pois conforme a idade avança, as estruturas da coluna vertebral podem sofrer desgastes que acabam comprometendo a medula espinhal bem como as raízes que dão origem aos nervos.


As sintomas podem variar de uma dorzinha até uma sensação de facada. A dor pode dificultar o movimento e manter uma postura reta. Muitas vezes a dor aguda nas costas aparece de repente, decorrente de um mal jeito no esporte ou no trabalho. Se a dor durar mais de três meses, pode ser considerada crônica. Caso a dor não melhore no prazo de 72 horas, é recomendando que consulte um médico.


Esse é um dos pontos de emergência do corpo, pertencente ao meridiano do coração. Ele funciona para diluir a ansiedade, a angústia e também para controlar pessoas que estejam à beira de um colapso nervosos. Quando há uma espécie de “pane” geral do organismo, esse ponto pode ser ativado – em casos de exaustão, desmaios ou outras situações. Para localiza-lo, faça da seguinte forma:

Converse com as pessoas próximas sobre a condição, aprenda a dizer ‘não’ quando estiver se sentindo desconfortável, mantenha um diário com os sintomas da doença, participe de comunidades de apoio, exercite-se regularmente, cuide-se para diminuir situações de estresse nas relações pessoais, no trabalho e em outros círculos, cuide da alimentação e dê um tempo para si sempre que for necessário. A melhor forma de tratar a fibromialgia é cuidando de sua qualidade de vida.
Colorido ou discreto? Drop baixo ou alto? Com muito ou pouco amortecimento? O que você costuma levar em consideração na hora de comprar o seu próximo tênis de corrida? A combinação de design, conforto, preço e tecnologia na maioria das situações define a compra de um calçado. Mas você já parou para pensar como as grandes empresas de material esportivo trabalham as tendências dos tênis e decidem o que irá às prateleiras das principais lojas do ramo ou sites especializados?
Em relação aos quadros associados à dor nas costas, é de salientar também alguns tipos de variações. A dor de costas pode ocorrer apenas com a realização de certos movimentos (ao andar, ao correr, saltar, ao deitar, subir ou descer escadas, etc.) ou, então, apenas em certas posições. Em muitas situações, a dor de costas pode ocorrer mesmo em repouso (dores constantes), seja de pé, sentado ou deitado. A dor nas costas ao respirar tende a agravar (a doer mais) dada a necessidade de movimento dos músculos que são precisos mexer para respirarmos (inspirar e expirar). Quando respira fundo, quando tosse ou ao espirrar, a dor tende a ser, ainda, agravada, no contexto destes movimentos mais intensos / bruscos. Em qualquer um destes quadros associados, a aparente gravidade não está diretamente relacionada com a seriedade da patologia subjacente, conforme abordaremos em cada uma das causas para a dor de costas.
Estes movimentos são realizados de maneira suave promovendo a concentração e relaxamento do aluno. A técnica é também usada para promover o condicionamento físico, trabalhar a força e flexibilidade e melhorar a consciência corporal. Por ser um método com inúmeros benefícios e com chances reduzidas de provocar lesões, é muito procurado por esportistas de várias modalidades e indivíduos com sinais de fraqueza muscular, lombalgia e estresse.
O primeiro sinal de dor dos pacientes mostra que os músculos começam a ficar atrofiados, ou seja, fracos. Isso pode ser visto em pesquisas com pacientes que têm dor na coluna.  A musculatura abdominal é quem dá o sinal aos músculos que protegem a coluna vertebral para que eles fiquem fortalecidos. São músculos mais profundos, que ficam mais próximos da coluna vertebral e são eles que realmente a protegem. Esses músculos são conhecidos como multífidos.
NOSSA REIVINDICAÇÃO DE QUALIDADE: Qualidade, funcionalidade e preço / desempenho são nosso foco principal em #DoYourFitness. Para os nossos produtos, utilizamos apenas materiais de alta qualidade e o desenvolvimento já anda de mãos dadas com atletas experientes, instrutores de fitness, bem como fisioterapeutas e especialistas em reabilitação. Todos os produtos também passam por rigoroso controle pelo nosso departamento de qualidade.
A coluna lombar é a região do corpo mais vezes afetada, independentemente do nível de golfe praticado. A sua limitada torção fisiológica sobre um eixo fixo, combinada com a alta velocidade do swing e a necessidade de o parar repentinamente, poderão potenciar determinadas lesões como o espasmo muscular, a hérnia discal, artrose das pequenas articulações posteriores da coluna, entre outras. 
É importante lembrar que na acupuntura acredita-se na existência de 3 tipos de ansiedade: a causada por excesso, por estagnação ou por deficiência. Nesse caso, se a auto aplicação não demonstrar resultados, é aconselhável buscar o tratamento profissional. O terapeuta deverá observar qual a sua deficiência energética, escolhendo os pontos mais aconselháveis para trabalhar.
Quando a lombalgia dura mais do que três meses, ou acomentendo mais as pernas do que as costas, um diagnóstico mais específico deverá ser feito. Existem várias causas comuns de lombalgia e dores nas pernas: para adultos abaixo de 50 anos, estas incluem hérnia de disco e moléstia degenerativa de disco; em adultos com mais de 50 anos, causas comuns também incluem osteoartrite e estenose espinhal. Todavia, alguns pesquisadores acreditam que 90% destas dores nas costas decorrem de uma síndrome de tensão nervosa e que são causadas por estresse emocional[4].
Trata-se de ensaio clínico controlado, randomizado e de caráter pragmático, 19 realizado de janeiro a agosto de 2013. Os sujeitos foram gestantes admitidas em um hospital público terciário e de ensino, localizado no interior do estado de São Paulo, Brasil, para assistência ao parto. Foram incluídas mulheres: de qualquer idade ou paridade, a partir de 37 semanas de gestação, em TP espontâneo, induzido e/ou conduzido, com dilatação ≥ 4 cm, duas ou mais contrações em 10 min, com pele íntegra no ponto BP6 bilateral e cujo feto estivesse vivo, em apresentação cefálica de vértice e com boas condições de vitalidade. Foram excluídos os casos de pré-eclâmpsia grave, placenta prévia, duas ou mais cesáreas anteriores ou indicação imediata dessa via de parto.
Apesar de muitas pessoas usarem analgésicos, anti-inflamatórios e outros medicamentos para curar a dor nas costas, ela não pode ser ignorada. A dor é um informativo do organismo de que algo não está ocorrendo bem, por isso a importância de conhecer o diagnóstico para ser assertivo no tratamento. Aqui você confere as principais dicas para aliviar a dor e realizar o seu diagnóstico.
Muitos imaginam que, para aliviar qualquer lesão, a aplicação de bolsas de gelo é indicada. Entretanto, Skaf aponta que, no caso de contraturas na região lombar, o tratamento recomendado é justamente o contrário. “O gelo é um analgésico natural quando se tem uma pancada ou problema em uma articulação. No caso da lesão muscular próxima à coluna vertebral, o que alivia a dor é o calor”, revela.

14 minutos Você está em busca de um tratamento natural para fibromialgia? Embora ainda não exista um tratamento clínico que possa curar definitivamente esta síndrome, saiba que existem algumas maneira que ajudam a aliviar as dores  da fibromialgia. Seguindo a sequência de postagens sobre a síndrome de fibromialgia aqui no Blog Sua Solução Online, no post de hoje nós iremos falar sobre tratamento natural para fibromialgia através de uso de algumas plantas medicinais. Mas, afinal de contas, o que é essa tal de fibromialgia? Continue lendo→
For the variables where comparisons were made between the groups and measurements were made for more than one period during the evaluation, Bonferroni’s correction was used, dividing the level of significance by the number of comparisons. When the variable was measured in three periods and the groups were compared in each period, the level of significance was 1.67%. For multiple comparisons, the level of significance was also corrected using the same criterion.
Exames radiológicos mais modernos, ainda pouco usados na prática médica do dia-a-dia, conseguiram demonstrar que pacientes com fibromialgia apresentam sinais precoces de envelhecimento do cérebro, com redução da área cinzenta (local do cérebro onde ficam os neurônios). Estas alterações podem justificam uma exagerada interpretação do cérebro aos estímulos externos.

Lin Tchie Yeng – Nos Estados Unidos, até aproximadamente quatro anos atrás, apenas 25% dos profissionais reconheciam a existência de fibromialgia. No Brasil, a tendência maior tem sido atribuir a causa dessa dor a fatores de ordem psicológica ou familiar. Assim, é comum receber pacientes tratados sem sucesso durante cinco ou seis anos e aos quais foi indicado consultar um psicólogo ou psiquiatra.
The average labor duration was significantly different between the SP6 acupressure group [221.5 min (SD = 162.4)] versus placebo [397.9 min (SD = 265.6)] and versus control [381.9 min (SD = 358.3)] (p = 0.0047); however, the groups were similar regarding the cesarean section rates (p = 0.2526) and Apgar scores in the first minute (p = 0.9542) and the fifth minute (p = 0.7218) of life of the neonate.
A coach Lívia Teixeira, que também é portadora de fibromialgia, ajuda pessoas que passam pelas mesmas situações que ela. "Viver com fibromialgia é extremamente desafiador e completamente exaustivo. Imagine sentir dor o tempo todo, no corpo todo, não saber a causa nem o que fazer para melhorar e sua única certeza ser o fato de que fibromialgia não tem cura. Sou portadora desde criança. Passei por momentos em que achei que não ia aguentar, saindo de casa todos os dias como se estivesse saindo para a guerra: armada, rígida, preocupada e sem saber se voltaria viva – metaforicamente falando – apesar de às vezes a sensação ser de quase morte. Aos poucos fui encontrando meu caminho e aprendi a conviver com a síndrome", explica. 

Dores nas costas incomodam e podem até restringir os movimentos. Para tratar o problema é possível recorrer a métodos alternativos, livrando o organismo de medicamentos que podem provocar efeitos colaterais. De acordo com o osteopata Gabriel Boal, "as técnicas aliviam as dores, mas exigem a colaboração do paciente. Boa postura, prática regular de atividades físicas e alimentação equilibrada também previnem o surgimento de dores". A seguir, confira cinco tratamentos alternativos para dores nas costas:
Artrite reumatoide - A dor e inchaço nas articulações podem ser aliviados com a ajuda de medicação receitadas pelo reumatologista. Converse com ele sobre a possibilidade de fazer terapia ocupacional, pois isso ajuda a encontrar formas de realizar as tarefas diárias sem que as articulações sejam danificadas. Se o seu caso for mais sério, o médico pode considerar uma cirurgia para reparar os danos nas articulações e reduzir as deformidades.
This randomized, controlled, pragmatic clinical trial 19 was conducted between January and August 2013. The subjects were pregnant women admitted to a tertiary public teaching hospital located in an inland city in the state of Sao Paulo, Brazil, for delivery. The following women were included: any age or parity, from 37 weeks of gestation in spontaneous, induced, and/or augmented labor with dilation ≥ 4 cm, 2-3 contractions every 10 min, with undamaged skin at the bilateral SP6 points, and whose fetus was alive in cephalic vertex position with good vital signs. The following cases were excluded: pre-eclampsia, placenta previa, two or more previous cesarean sections, or immediate indication for this mode of delivery.

Dor nas costas do lado direito/esquerdo: geralmente é uma dor como se tivesse um peso no local, sentida na maioria das vezes após o término de um exercício físico ou academia. Pode ser causada também pelo trabalho que exige muita curvatura da coluna, por exemplo, telefonistas e manicures. Para o alívio é indicado o uso de compressas mornas na região dolorida por um tempo de 15 minutos, duas vezes ao dia. Usar pomadas anti-inflamatórias no local também é um método eficaz para o alívio.


– Faça atividades físicas pelo menos três vezes por semana. Ser sedentário prejudica o organismo por diminuir a flexibilidade, além da fraqueza muscular nas costas, no quadril e nas coxas. Tudo isso contribui para a diminuição do movimento das articulações, inclusive nas tarefas cotidianas. Porém, estas atividades precisam ser supervisionadas por um profissional de academia, já que, feitas de maneira errada, também podem provocar lombalgia.
Tente começar por uma alternância de períodos de sentado/deitado com caminhadas curtas. Objetivo é dar mais passos a cada dia, e considerar a obtenção de um pedômetro ou fitness tracker, o que pode motivá-lo a ser mais activa e aumentar a sua curta distância. Em seguida, quando você está em casa, no trabalho, no alongamento da coluna vertebral, melhorando sua postura.
Uma dor nas costas refere-se à dor constante sentida nas costas, especialmente nas áreas da parte média e inferior. O tipo de estilo de vida, condições de trabalho, sentado em um computador durante longas horas e hábitos alimentares são responsáveis ​​por dores nas costas. Verificou-se que eles podem ocorrer devido a uma postura inadequada por longos períodos de tempo. O uso de saltos altos também resulta em alongamento extenuante dos músculos, resultando em dores nas costas. Algumas das outras causas de dor nas costas incluem levar coisas pesadas forçando as costas, gravidez e certas doenças, como distúrbios renais, irregularidades no ciclo menstrual, meningite, obesidade, gripe, osteoporose ou artrite.

A dor é causada por algum tipo de inflamação ou dano ao nervo ciático (que pode ocorrer dentro do canal espinhal ou em algum outro ponto do percurso que o nervo faz), e ainda pela pressão da coluna sobre o nervo. Geralmente, os anéis que circundam os discos se rompem com o aumento de pressão, intensificando as dores nas costas. Com o rompimento do anel, o núcleo escapa para o interior do canal e comprime o nervo, caracterizando a dor. As causas mais comuns para a compressão do nervo ciático e o consequente surgimento de processos dolorosos são: tumores, estenose da coluna lombar, lesões, fraturas por pressão (provocando deslizamento de vértebras), traumas, anomalias congênitas, hérnia de disco, osteoartrite, síndrome do músculo piriforme (um espasmo muscular que comprime o nervo ciático).
A Lombalgia mecânica persistente pode exigir estudos de imagem adicionais, inclusive tomografia computadorizada, discografia, e varredura óssea trifásica. A sensibilidade refere-se à capacidade do teste ou estudo de mostrar que um distúrbio está presente. Especificidade refere-se à capacidade do teste ou estudo para determinar um distúrbio específico. Quanto maior o número [0 a 1], mais sensível ou específico será o teste ou estudo.
O médico radiologista especializado em ortopedia esportiva e chefe de diagnósticos no Hospital do Coração (HCor), Abdalla Skaf, comenta em entrevista ao programa Rota Saudável, da Rádio Estadão, sobre o tema. De acordo com o ele, a pessoa que sentir dor nas costas deve procurar um especialista imediatamente. “O profissional irá realizar um exame físico primeiramente. Se este não for suficiente para diagnosticar a real causa do problema, sugere-se uma série de testes complementares, como a radiografia, ou, em casos mais extremos, ressonâncias magnéticas e tomografias”, explica.
É preciso, primeiramente, achar um local adequado, mais escuro e silencioso possível, onde a pessoa possa encontrar uma posição confortável para relaxar. Faça nos seis pontos do corpo, uma leve pressão com os dedos das mãos, em movimentos circulares, por cerca de 1 minuto. Os estudos comprovam que após 5 minutos dessas ações, já é sentida uma considerável melhora nas dores de cabeça. Vamos, abaixo, analisar cada um dos seis pontos. Confira!
Esse é um dos pontos de emergência do corpo, pertencente ao meridiano do coração. Ele funciona para diluir a ansiedade, a angústia e também para controlar pessoas que estejam à beira de um colapso nervosos. Quando há uma espécie de “pane” geral do organismo, esse ponto pode ser ativado – em casos de exaustão, desmaios ou outras situações. Para localiza-lo, faça da seguinte forma:
Ao primeiro sinal de dor lombar, o paciente deve procurar por ajuda especializada. Há muitas pessoas que ignoram a dor, convivendo com o problema por dias e até meses. Outras ainda buscam a automedicação, que é um grande fator de risco. O ideal é que o paciente seja avaliado o quanto antes por um profissional capacitado, a fim de receber o diagnóstico correto do seu problema e investir no tratamento mais adequado. Quanto mais cedo a dor lombar for tratada, maiores serão as chances de se livrar do sintoma e do que pode estar por trás dele.
×