Participants were allocated using a selection list of random numbers and divided into three groups: acupressure group (SP6G); touch group (TG), the placebo; and control group (CG). The study used a double-blind method; neither the pregnant women in SP6G and TG nor the professionals who provided assistance in the obstetric unit knew which group each participant belonged to. For CG, there was no possibility of using a blind method because of the nature of the study.


A acumulação de gases, gastrites, intolerância à lactose, doença celíaca, síndrome do intestino irritável, obstipação (intestino preso), entre outras, apresentam sintomas de distensão muscular, provocando uma sensação de barriga inchada, ao mesmo tempo que pode ocorrer dor abdominal (cólicas abdominais ou dor de barriga), que pode ir de moderada a severa e que em alguns casos pode irradiar para as costas ou a dor ser muito difusa, apesar de tipicamente apresentarem sintomatologia bastante característica.
Inclinação – um suporte lombar pode promover o conforto do indivíduo quando sentado. Como poucos assentos fornecem o suporte adequado, o rolo lombar portátil ou toalha enrolada são essenciais para pessoas com problemas lombares em progressão. O rolo irá facilitar a manutenção da lordose e da postura correta. Já o uso da toalha tem sido considerado eficaz, pois fornece o volume de acordo com a maneira que é pressionada.
Quem sofre com a fibromialgia sabe bem como é conviver com dores nas articulações, músculos, tendões, tecidos moles e em várias outras partes do corpo, de maneira ininterrupta. Um novo tratamento, desenvolvido por pesquisadores do Centro de Pesquisas em Óptica e Fotônica (CEPOF), Centro de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPID) apoiado pela FAPESP, promete uma esperança para pacientes com a síndrome: a combinação de ultrassom e laser, aplicados na palma das mãos ao invés dos pontos de dor.

Como funciona? São usados os mesmos pontos da acupuntura, que estão localizados ao longo de toda a superfície do corpo, em especial sobre os meridianos, que são pontos de energia. Mas, em vez de agulhas, pressionamos com a ponta dos dedos, por exemplo, o ponto de acupuntura localizado entre o nosso dedão do pé e o indicador. Pressionar esse ponto por 2 minutos pode reduzir visivelmente o estresse, além de aliviar dores nas costas e facilitar a digestão.Um estudo afirma, ainda, que a acupressão pode até mesmo ser utilizada para tratar a doença de Parkinson. Embora seja claro que essa alternativa não agrade muito os seguidores da medicina moderna, você pode experimentá-la e constatar os seus benefícios.

In obstetric admissions, the use of uterotonic agents to induce labor, episiotomies, and cesarean sections have increased significantly in many countries. In the United States, 10.0%-15.0% of births occur electively (without a medical or obstetric justification) and before 39 weeks of gestation, which includes elective induction of labor and cesarean section. 6 , a Between 1996 and 2007, the number of cesarean sections increased 53.0%, reaching 32.0% of American births. b
– Assista TV sentado, com a cabeça alinhada ao tronco e as costas apoiadas no sofá. É recomendável não deitar de barriga para cima, pois você terá que se virar para assistir e isso pode provocar dores. Ficar de bruços também não é o ideal, pois aumenta a curvatura da coluna e corre-se o risco de torções no pescoço. Jamais se deite com a cabeça no braço do sofá. Esta posição favorece dores no pescoço, semelhantes ao torcicolo.
Auxílio prático: o tapete pode ser facilmente integrado na vida quotidiana sem esforço. Uma vez que tantos pontos de acupressão são simultaneamente ativados pelo próprio peso corporal, o efeito é muito forte. Você sente uma ligeira pressão agradável das pontas na parte de trás, é agradavelmente quente e de bom sangue. No início, descanse por cerca de 10 minutos no tapete, aumente o tempo à vontade.
No Brasil, o exagero parece ocorrer sobretudo nos exames de imagem, como raios X e ressonância magnética. Infelizmente, porém, esses métodos não têm a capacidade de acusar a origem precisa do incômodo, salvo exceções como um tumor. Pelo visto, ter tempo para puxar a história do sujeito e avaliá-lo ao vivo e em cores é mais útil do que apelar de imediato para a tecnologia. Mas o pior é que muitas vezes quem reclama de dor nas costas comete um grande erro: o de nem procurar um profissional e se automedicar. Aí o tiro sai mesmo pela culatra. Mais do que efeitos colaterais, remédios podem render sérios danos a outros órgãos.
Assim, a hérnia murcha e deixa de comprimir estruturas importantes, como os nervos. O tratamento cirúrgico está indicado apenas nos 10% dos casos em que a crise não passa entre três a seis semanas, em pacientes que têm crises repetidas em um curto espaço de tempo ou quando existem alterações esfincterianas (perda de controle para urinar e defecar).
Estar sentado à  secretária com os pés assentes no chão, deixa cair um lápis e inclina-se para o lado para o apanhar. Este é um movimento terrível para as suas costas, pois pressiona os discos que amortecem as suas vértebras. Aprender quais os movimentos a evitar poderá ajudá-lo a proteger as costas. Com efeito, análises recentes revelaram que os doentes com dores na região inferior das costas que aprendiam a abordar as dores nas costas e a protegê-las regressavam ao trabalho mais cedo do que aqueles que não eram educados nesse sentido. Vale a pena pedir ao médico materiais ou orientações relacionadas com os cuidados das costas.
Existem várias classes de medicamentos destinadas a apaziguar essas dores –  e só especialistas podem escolher a ideal para o seu caso. Nas lombalgias comuns, a praxe é lançar mão de comprimidos de anti-inflamatórios e analgésicos. Vez ou outra são receitados relaxantes musculares. Agora, se a dor faz o paciente urrar, entram em jogo injeções de corticoides e outros fármacos da pesada. Nas dores crônicas ou resistentes a tratamentos mais leves, entram em cena os opioides – que devem ser utilizados com extrema cautela em função do risco de dependência. Em situações extremas, a saída é implantar, dentro do corpo, uma bomba que libera aos poucos morfina.
O estudo mostrou que a ação nas mãos tem resultado em todos os pontos de dor no corpo dos pacientes. O mesmo grupo publicou outro artigo, também no Journal of Novel Physiotherapies, sobre um estudo de caso da aplicação do equipamento nos pontos de dores. Embora os resultados desse primeiro estudo tenham sido satisfatórios, não foi possível reduzir a dor da paciente de modo global.
Há estudos demonstrando a eficiência de pilates, treinamento funcional, musculação convencional, ioga, caminhada, entre outros, no alívio dos sintomas e na melhora da qualidade de vida. Parece que o principal determinante dos resultados é como os exercícios são prescritos e supervisionados. Além das informações decorrentes de relatórios dos profissionais de saúde que acompanharam as fases iniciais do problema, dos laudos dos exames de imagem e da avaliação física inicial, antes da prescrição de exercícios propriamente dita, é fundamental compreender como se sente um indivíduo recém-chegado de um tratamento de quadro agudo ou crônico de dor na coluna vertebral: inseguro sobre suas possibilidades de movimento, com muito medo de novas crises e, no caso de praticantes regulares de atividade física, ansioso para treinar. Respeitar esse momento de retorno, atentar para as particularidades de cada caso e progredir de acordo com as respostas aos exercícios aumenta bastante a chance de sucesso.
A ausência de Adriano nos treinos do fim de semana atrasou o início dos trabalhos do jogador com o grupo do Flamengo. Na manhã desta terça-feira, o camisa 10 apresentou-se no Ninho do Urubu para retomar as atividades após as faltas no sábado e no domingo, mas ficou longe do gramado. Pouco depois de chegar ao CT, o Imperador vestiu uniforme, sentou no carrinho de golfe para ir ao campo 5, mas desistiu. Ele sentiu dores nas costas e depois foi para a academia. Segundo o médico José Luiz Runco, a ausência do jogador no gramado nada tem a ver com o incômodo. A questão é que o Imperador terá de compensar os exercícios perdidos.

A prática regular de exercício físico é essencial, uma vez que reduz a intensidade da dor e da fadiga, os sintomas que os doentes consideram mais incapacitantes, assim como diminui a tensão muscular, o stress e a ansiedade, facilita o sono, favorece a coordenação motora para as atividades diárias, promove uma postura adequada, ajuda no controlo do peso e, assim, melhora a auto-estima e a qualidade de vida.


Assim, a hérnia murcha e deixa de comprimir estruturas importantes, como os nervos. O tratamento cirúrgico está indicado apenas nos 10% dos casos em que a crise não passa entre três a seis semanas, em pacientes que têm crises repetidas em um curto espaço de tempo ou quando existem alterações esfincterianas (perda de controle para urinar e defecar).
Em um novo artigo científico publicado em junho deste ano, igualmente no Journal of Novel Physiotherapies, intitulado Podem as mão prover um novo tratamento para a fibromialgia? Um estudo piloto, a mesma equipe de pesquisa, desta vez reforçada com as participações de Heloisa Ciol (IFSC/USP) e Anderson Luis Zanchin (MM Optics), relatou as diferenças encontradas entre este novo tratamento e o primeiro (cuja aplicação combinada incidia apenas sobre o trapézio), tendo chegado à conclusão que o novo protocolo se apresenta como o mais eficiente para o restabelecimento da qualidade de vida dos pacientes acometidos com fibromialgia e para a redução quase integral dos estados de dor.

A dor nas costas é uma das queixas mais frequentes. Estima-se que entre 65% e 80% da população mundial desenvolvam a enfermidade em alguma fase das suas vidas; todavia, a dorsalgia não costuma ser incapacitante, e mais da metade dos que padecem dela costumam recuperar-se em até uma semana [1]. Crises agudas de dorsalgia ou uma das suas variantes, a lombalgia (que afecta a parte inferior das costas), são uma das principais causas de afastamento ao trabalho[2], algo que pode estar ligado a questões de postura.
Consenso brasileiro do tratamento da fibromialgia57Rev Bras Reumatol 2010;50(1):56-66INTRODUÇÃOA bromialgia é uma das doenças reumatológicas mais frequentes, cuja característica principal é a dor musculoesquelética difusa e crônica.Em um estudo realizado no Brasil, em Montes Claros, a bromialgia foi a segunda doença reumatológica mais frequen-te, após a osteoartrite. Neste estudo, observou-se prevalência de 2,5% na população, sendo a maioria do sexo feminino, das quais 40,8% se encontravam entre 35 e 44 anos de idade.1Além do quadro doloroso, estes pacientes costumam queixar-se de fadiga, distúrbios do sono, rigidez matinal, parestesias de extremidades, sensação subjetiva de edema e distúrbios cognitivos. É frequente a associação a outras comorbidades, que contribuem com o sofrimento e a piora da qualidade de vida destes pacientes. Dentre as comorbidades mais frequentes podemos citar a depressão, a ansiedade, a síndrome da fadiga crônica, a síndrome miofascial, a síndrome do cólon irritável e a síndrome uretral inespecíca.2 Os portadores da bromialgia utilizam-se de mais terapias analgésicas e procuram os serviços médicos e de diagnóstico com maior frequência que a população normal. Dessa forma, não é de se estranhar que nos EUA seus custos de saúde anuais cheguem a U$ 9.573,00 por paciente, representando gastos 3 a 5 vezes maiores do que a população em geral.3 Uma parcela con-siderável destes custos pode ser economizada quando o paciente tem seu diagnostico realizado e é tratado corretamente, evitando exames complementares desnecessários e medicamentos inúteis para o seu tratamento.4 Embora seja uma doença reconhecida há muito tempo, a bromialgia tem sido seriamente pesquisada somente há três décadas. Pouco ainda é conhecido sobre sua etiologia e pato-gênese. Até o momento, não existem tratamentos que sejam considerados muito ecazes.A bromialgia é uma síndrome primariamente pesquisada e tratada por reumatologistas principalmente por envolver um quadro crônico de dor musculoesquelética, mas frequentemente estes pacientes requerem um acompanhamento multidiscipli-nar com o objetivo de alcançar uma abordagem ampla e mais completa de seus sintomas e comorbidades.Em 2004, a Sociedade Brasileira de Reumatologia publi-cou as primeiras diretrizes da bromialgia, com o objetivo de direcionar o diagnóstico e o tratamento desta síndrome.5 O objetivo da gestão SBR 2006-2008 neste trabalho não foi somente o de atualizar as diretrizes do tratamento da bromial-gia, mas foi o de inovar, ao reunir especialistas de outras áreas médicas com conhecimento desta síndrome, para elaborarem um consenso sobre seu tratamento.METODOLOGIAOs temas revisados foram divididos em três categorias: 1) importância do diagnóstico da bromialgia com recomen-dações gerais; 2) tratamento medicamentoso; 3) modalidades terapêuticas não medicamentosas. Os graus de recomendação e os níveis de evidência cientíca utilizados foram os do Projeto Diretrizes da Associação Médica Brasileira.6 A metodologia utilizada foi a do Sistema BASCE,7 método organizacional desenvolvido pela consultoria Axia.Bio com o objetivo de minimizar desvios e direcionamentos dos resul-tados sendo baseada em critérios cientícos já estabelecidos pela literatura. O sistema BASCE propõe uma abordagem sis-temática para adaptação de diretrizes (guidelines) e consensos produzidos em diferentes cenários, observando a resposta de questões relevantes ao cenário local, por meio da apresentação de resultados de forma explícita e transparente, para que o material produzido tenha qualidade e validade cientíca local através de: Busca ampla e sistemática na literatura médica por diretri-zes (guidelines) e consensos referentes a determinada doença; Avaliação estruturada destes, com participação de quatro ou mais especialistas locais que fazem a Seleção do material a ser utilizado, com base em pontuações; Grupo de Consenso e revisão externa com outros oito ou mais especialistas locais; Estruturação de material adaptado para a realidade local.Este processo foi dividido em duas etapas.Primeira etapa: Preparação das questões que seriam deliberadas pelo grupo do consensoPara tal foi realizada pesquisa bibliográca em bancos de dados das diretrizes (guidelines), metanálises e revisões sistemáticas sobre bromialgia.A busca de literatura no portal Pubmed ocorreu através da seguinte estratégia de busca: (“bromyalgia” [MeSH Terms] OR “bromyalgia”[All Fields]) AND systematic[sb] AND ((“1”[PDAT] : “2008/06/13”[PDAT]) AND (English[lang] OR Spanish[lang] OR Portuguese[lang])), sendo encontrados 109 trabalhos, dos quais 24 demonstraram ser publicações que atendiam aos objetivos da busca e, posteriormente, foram capturados no seu formato de texto completo (full text). Fo-ram selecionados 15 trabalhos, na sua maioria metanálises, e também diretrizes (guidelines).8-22Na biblioteca Cochrane, o termo “bromyalgia” retornou um artigo na sessão de metanálises completas.23 Na parte de protocolos, foram observados dois projetos que ainda não estavam nalizados.

“Em 2013, pesquisadores alemães usaram o método para tratar pacientes com dores musculares crônicas na região cervical, com bons resultados, porém os próprios autores sugeriram que mais estudos fossem feitos a respeito do método. Já em 2014, autores de Oxford pesquisaram artigos sobre o assunto e concluíram que existem poucas evidências científicas que comprovem a eficácia do método”, conta o ortopedista Sergio Mauricio.


A maioria dos montes de acupressão tem um conceito semelhante e funciona da mesma forma. Eles apenas diferem em tamanho de cor e material. Os significados meditativos são o foco da escolha da cor. Os fabricantes de várias camadas de acupressão oferecem certas cores com significado simbólico. Para o equilíbrio é a cor verde. Para a cura e harmonia é a cor laranja. A cor roxa é oferecida para espiritualidade, meditação e clareza.
As sintomas podem variar de uma dorzinha até uma sensação de facada. A dor pode dificultar o movimento e manter uma postura reta. Muitas vezes a dor aguda nas costas aparece de repente, decorrente de um mal jeito no esporte ou no trabalho. Se a dor durar mais de três meses, pode ser considerada crônica. Caso a dor não melhore no prazo de 72 horas, é recomendando que consulte um médico.
Através do uso de certos pontos de acupressão, os mares Dianne são estimulados pelo ponto de pressão. Um desses pontos de pressão está acima do umbigo, Este ponto de pressão destina-se a estimular a digestão. Outros pontos de pressão estão no interior do braço, acima do pulso, neste ponto de pressão o estômago é acalmado. Se o ponto de pressão entre o nariz e o lábio superior for usado, as coleiras de iniciação quente conhecidas são bastante reduzidas.
O primeiro sinal de dor dos pacientes mostra que os músculos começam a ficar atrofiados, ou seja, fracos. Isso pode ser visto em pesquisas com pacientes que têm dor na coluna.  A musculatura abdominal é quem dá o sinal aos músculos que protegem a coluna vertebral para que eles fiquem fortalecidos. São músculos mais profundos, que ficam mais próximos da coluna vertebral e são eles que realmente a protegem. Esses músculos são conhecidos como multífidos.

Temporada – Woods, de 38 anos, não vence no PGA Tour desde o Bridgestone Invitational, em 4 de agosto de 2013. Desde então, ele jogou apenas oito torneios do circuito, e só teve um Top 10, o vice-campeonato The Barclays, em setembro passado, onde também se queixou de dores nas costas. Este ano, Tiger experimenta o pior começo de temporada em 18 anos de carreira, ao não passar o corte de sábado em Torrey Pines (Farmers Insurance Open), onde terminou em 80º lugar; abandonar o Honda Classic na volta final; terminar em 25º no Cadillac Championship; e desistir do Arnold Palmer Invitational. Ele só deve voltar a jogar no Masters, se as dores passarem.
É também importante estar atento às alterações de sono desses pacientes. Os antidepressivos têm a vantagem de regular os períodos de sono. Alguns deles, porém, os mais modernos, devem ser tomados de manhã, porque interferem em determinadas fases do sono o que não acontece com os tricíclicos, como a amitriptilina, que podem ser tomados à noite porque contribuem para o relaxamento muscular e ajudam a dormir.

7 minutos A doença fibromialgia é uma condição crônica que traz dor generalizada nos músculos, ligamentos e tendões. Esta condição também pode ser acompanhada de fadiga e distúrbios do sono. Bem-vindo a mais um artigo do blog Sua Solução Online. Neste post você irá conhecer mais um pouco sobre a doença fibromialgia, uma síndrome que afeta milhares de pessoas no mundo inteiro. Estudos médicos mostram que até seis milhões de americanos têm fibromialgia, muitos deles são mulheres. E não importa quantos relaxantes musculares e Continue lendo→

Qualquer pessoa pode praticar esta técnica em casa, porém ela não é recomendada para o tratamento de doenças que necessitam de atenção médica, e não deve ser aplicada em regiões da pele com feridas, verrugas, varizes, queimaduras, cortes ou rachaduras. Além disso, esta técnica também não deve ser usado por mulheres grávidas, sem acompanhamento médico ou de um profissional treinado. 
A prevenção varia de acordo com a causa do dano nervoso. No entanto, algumas medidas podem ser tomadas de maneira genérica: evite sentar ou deitar pressionando as nádegas por um longo período de tempo; no trabalho, levante-se e alongue-se após passar muito tempo sentado; evite ficar na mesma posição mais que 90 min consecutivos; procure manter a postura correta; pratique sempre exercícios físicos regulares.
Lin Tchie Yeng – São várias as razões. O sistema nervoso das mulheres produz menos serotonina e por isso elas também estão mais propensas à depressão. Além disso, por questões hormonais, durante a tensão pré-menstrual, tudo fica mais sensível na mulher. Outro fator repousa na dupla jornada de trabalho feminina. Hoje, as mulheres trabalham fora, mas continuam responsáveis pela execução de tarefas dentro de casa. Sobrecarregadas, pouco tempo lhes sobra para o repouso, o que facilita a incidência maior de dor pelo corpo. Cefaleia e dor nas costas, assim como as manifestações psicossomáticas, também são mais comuns entre as mulheres. Todos esses fatores somados justificam a maior incidência de fibromialgia entre elas.

A acumulação de gases, gastrites, intolerância à lactose, doença celíaca, síndrome do intestino irritável, obstipação (intestino preso), entre outras, apresentam sintomas de distensão muscular, provocando uma sensação de barriga inchada, ao mesmo tempo que pode ocorrer dor abdominal (cólicas abdominais ou dor de barriga), que pode ir de moderada a severa e que em alguns casos pode irradiar para as costas ou a dor ser muito difusa, apesar de tipicamente apresentarem sintomatologia bastante característica.


De acordo com sua declaração, um disco em Woods devolveu-se seriamente devido a causar ciática, as três cirurgias e dor severa nas costas e nas pernas. Durante a operação recente, o disco danificado foi removido e o espaço do disco colapsado foi elevado a níveis que eram regulares. O objetivo é aliviar a pressão sobre o nervo, diz o comunicado. O procedimento foi realizado pelo Dr. Richard Guyer do Centro de Reposição de Disco no Texas Back Institute.

As razões de tanta dor nas costas são várias: a nossa coluna ainda não está totalmente desenvolvida e adaptada à posição vertical. Os discos intervertebrais foram originalmente concebidos para fazer apenas uma ligação elástica entre as vértebras da coluna na posição horizontal e entre os quatro membros. Direitos Autorais desta página para Dr. Gilberto Agostinho.  https://www.dor-nas-costas.com
O objectivo desta formação consiste em dotar os formandos com os ensinamentos teóricos (de enquadramento) da Medicina e da Massagem de Acupressão Tibetanas mas fundamentalmente com as técnicas de massagem e de acupressão. Daí o cariz essencialmente prático da formação, pelo que se valoriza a experimentação e a repetição como processos de aprendizagem.

Woods conta que o problema no pescoço que o levou a desistir de jogar no Arnold Palmer Invitational, na última semana, começou a incomodá-lo durante o Genesis Open, no Riviera, na Califórnia, e tornou-se pior no WGC-Mexico Championship, na semana seguinte. No Riviera, Woods deu três putts em seis greens e, no México, deu cinco greens de três putts e um de quatro putts, algo nunca visto antes em sua carreira. Apesar disso, conseguiu terminar em 15º lugar no primeiro torneio e em 10º no segundo. Foi quando decidiu pular o Arnold Palmer Invitational, depois de já não ter jogado no Honda Classic.
Não se incline para a frente com a parte superior do corpo enquanto conduz. Deslize as ancas até assentarem na parte de trás do banco do carro e encoste-se, regulando o assente de maneira a segurar no volante de forma confortável. Se estiver demasiado próximo vai ter de curvar os ombros para poder agarrar no volante. Se estiver demasiado afastado, vai ter de arquear a parte superior das costas para o alcançar. O objetivo é libertar o pescoço, ombros e costas do máximo de tensão possível.
Os exercícios visam à organização do tronco em movimentos holísticos, ou seja, cada movimento trabalha ao mesmo tempo vários segmentos do corpo, como o abdômen, músculos da coluna, pernas e braços. Pode ser praticado diariamente, mas os benefícios são notados com uma freqüência de duas vezes por semana. A partir da segunda semana e em alguns casos já se pode perceber um aumento da flexibilidade e alivio da dor lombar.
Uma das evidências mais claras no estudo da dor nas costas é que não há como definir qual o programa de exercícios mais indicado. É frequente o indivíduo acometido de problemas na coluna vertebral seguir a recomendação de exercícios físicos do profissional de saúde (médico ou fisioterapeuta) que o tratou. Porém, nem sempre é possível garantir que esse profissional conheça as opções, os ajustes e os métodos disponíveis, e que considerou na sua sugestão questões operacionais e motivacionais, essenciais para garantir uma aderência adequada ao programa de exercícios. Não há uma fórmula pronta, uma “receita de bolo” que possa ser aplicada indistintamente em todas as pessoas com o mesmo diagnóstico que causa dor na coluna vertebral. A diversidade dos métodos utilizados, a competência do profissional responsável e a natureza multifatorial dos problemas que acometem a coluna vertebral inviabilizam a adoção de um protocolo único.
A natureza assimétrica e repetitiva do golfe vem sendo reportada pelos pesquisadores como o fator mais importante no aparecimento de lesões. Mais de 80% das lesões são causadas por overuse, ou excesso de uso. Porém acredita-se que é a soma de fatores que levam ao aparecimento das lesões. As lesões mais freqüentes em jogadores de golfe são as lesões de coluna, seguida por lesões em punho, cotovelo e ombro.
A ausência de Adriano nos treinos do fim de semana atrasou o início dos trabalhos do jogador com o grupo do Flamengo. Na manhã desta terça-feira, o camisa 10 apresentou-se no Ninho do Urubu para retomar as atividades após as faltas no sábado e no domingo, mas ficou longe do gramado. Pouco depois de chegar ao CT, o Imperador vestiu uniforme, sentou no carrinho de golfe para ir ao campo 5, mas desistiu. Ele sentiu dores nas costas e depois foi para a academia. Segundo o médico José Luiz Runco, a ausência do jogador no gramado nada tem a ver com o incômodo. A questão é que o Imperador terá de compensar os exercícios perdidos.
Este modelo é dividido em três estágios. No primeiro, chamado de Cognitivo, o paciente é educado quanto a anatomia, função, importância e forma de contração correta destas musculaturas. O treino geralmente é iniciado na posição deitada, mas deverá progredir para as posições sentada, em pé e em quatro apoios. O fisioterapeuta ensina ao paciente a localização dos músculos, a realizar a palpação deles colocando os dedos indicador e médio na região inferior do abdômen, e a contraí-los levando sutilmente o umbigo para dentro até sentir uma leve tensão sob os dedos.
Participaram deste estudo 156 parturientes distribuídas equivalentemente em três grupos. Não houve perdas após a randomização, porém as participantes cujos partos ocorreram por cesárea foram desconsideradas para o cálculo do tempo de TP, devido à interrupção cirúrgica do processo de parturição. Assim, foram analisadas no tempo de TP as participantes de parto vaginal, como descrito no processo de coleta de dados (Figura 2).

A fibromialgia, na medicina moderna, é qualificada como uma síndrome ou transtorno de dor crônica, na qual a pessoa sente dores por todo o corpo. Esssas dores estão mais evidenciadas nas articulações, nos músculos, tendões, em outros tecidos moles. Causando fadiga, sonolência, indisposição, dores de cabeça, depressão e ansiedade. A fibromialgia ainda não tem cura.
Uma condição particularmente rara, mas que merece atenção, é a chamada “Síndrome da Cauda Equina”. Essa é uma condição neurológica que afeta nervos que enviam informações para as regiões inferiores do corpo (região lombar e pernas) e pode estar relacionada com dor nas costas. Além disso, infecções da coluna espinhal, embora raras também, podem gerar dor, normalmente acompanhada de febre.
Segue-se o cotovelo, como a segunda região de maior incidência de lesões (sobretudo no atleta amador). O denominado “cotovelo do golfista” (inflamação do epicôndilo medial – face interna) deve-se sobretudo ao contacto precoce do taco com a relva, provocando uma carga excessiva sobre os tendões que se inserem no epicôndilo. Do lado oposto temos o “cotovelo do tenista” (inflamação do epicôndilo lateral – face externa) que pode ter origem no excesso de uso e de swings realizados, essencialmente no cotovelo direito, no caso dos destros. Estas lesões aumentam com a frequência do jogo e com a idade.  

Se a adoção de medidas caseiras, como a aplicação de gelo, a realização de alongamentos suaves e a toma de anti-inflamatórios não sujeitos a receita médica, não resolver o problema e continuar com muitas dores, o médico poderá aconselhar tratamentos para atacar a dor e proporcionar-lhe algum alívio.  A cirurgia das costas é um assunto sério e deve, por isso, ser um tratamento de último recurso. Deve apenas ser considerado quando todos os tratamentos não cirúrgicos tiverem falhado e, mesmo assim, nem todos os casos são elegíveis. Antes de o médico lhe recomendar qualquer uma das seguintes opções, é provável que peça vários exames como raio X, TAC ou ressonância magnética. Tendo em conta os resultados destes exames, um exame físico e a descrição que fez dos seus sintomas, o médico irá decidir o melhor tratamento para o seu caso especifico.
Cada paciente é único e apresenta condições muito específicas ao desenvolver a dor ciática. O tempo de cura vai depender mais da gravidade da doença. Em alguns casos, o paciente melhora com maior facilidade porque a inflamação aguda desaparece em poucos dias. Mas isso nem sempre ocorre e dependendo do tratamento (que deve ser realizado o quanto antes e da forma mais adequada) o paciente pode demorar mais tempo para alcançar sua recuperação. Normalmente, o tempo de recuperação é de cerca de 3/4 semanas com a terapia certa.
(Fontes: Maurício Garcia, coordenador do setor de fisioterapia do Instituto Cohen de ortopedia, reabilitação e medicina do esporte e fisioterapeuta do Centro de Traumatologia do Esporte da Unifesp – CREFITO 3/8090-F; Ricardo Munir Nahas, ortopedista, traumatologista, médico do esporte e coordenador do Centro de Medicina do Exercício e do Esporte do Hospital Nove de Julho – CRM 34914/SP; Thiago Medeiros, fisioterapeuta e osteopata do Instituto Curarte e professor da Universidade São Francisco e UniMetrocamp – CREFITO 3 /125946-F)
Ao comentar com a imprensa, nesta terça-feira, 12 de março, o trabalho que começou a fazer com Matt Killen, coach de putts de Justin Thomas, entre outros, Tiger Woods (foto) explicou que seus problemas no pescoço são em parte reflexos da fusão lombar (Anterior Lumbar Interbody Fusion), a quarta e última cirurgia por que passou nas costas, que basicamente consistiu em resolver um problema crônico de uma hérnia de disco entre a lombar e o sacro (L5/S1), unindo-as com uma prótese aparafusada em cada uma das duas vértebras. E, para Woods, foram as dores no  pescoço que o contribuíram para ele ter um desempenho ruim nos greens nos dois últimos torneios que disputou.
Entre as atividades para tratamento de um desconforto lombar, temos uma variedade de técnicas. Entre as mais conhecidas estão a RPG e a osteopatia. Enquanto técnicas terapêuticas de tratamento de disfunções na lombar, onde o princípio de abordagem terapêutica se difere, a RPG tem uma ação mais global sobre a coluna vertebral e a postura, e a osteopatia tem uma ação mais localizada do tratamento, mas também visando um resultado global. Ambas partem do princípio de restabelecer o equilíbrio corporal com manipulações e alongamentos associados a reequilíbrio de tensões musculares e posturais, retirando a sobrecarga e redistribuindo a força para outras áreas, como por exemplo, a estabilização segmentar, onde se aprende a contrair de forma voluntária e eficaz e, sem sobrecarga, os músculos posteriores (multífido), abdominais (principalmente os transversos), numa expiração normal.
O colágeno é uma substância naturalmente produzida pelo corpo. Então, não há contraindicações se a pessoa estiver saudável. “Pessoas com diminuição da função renal deverão ser avaliadas individualmente. Devemos ficar atentos aos outros componentes presentes na fórmula, que podem gerar reações de hipersensibilidade (alergias)”, alerta o ortopedista.
Os desvios da coluna vertebral (cifose, lordose e escoliose) podem também ser uma das causas para a sintomatologia. Os desvios em idade infantil (na criança), no adolescente e nos jovens, por norma, não provocam dores, exceto em alguns casos onde se verifiquem desvios mais acentuados, ou outras desordens. No entanto, no adulto pode associar-se à artrose (espondilose) e a instabilidade da coluna vertebral, provocando o aparecimento de queixas.
Prescrição de medicamentos (ou remédio) anti-inflamatórios, analgésicos e relaxantes musculares que permitem aliviar a dor e realizar depois uma melhor reabilitação. Pode tomar esta medicação sob a forma de comprimidos, aplica-la sob a forma de pomada ou de pensos transdérmicos impregnados em anti-inflamatórios de libertação lenta. Nos casos mais graves, o médico poderá receitar esta medicação sob a forma injetável (injecção), que permite atuar de uma forma mais rápida, reduzindo eficazmente mesmo a dor forte. Se sentir um alívio rápido das queixas, não deve interromper o tratamento medicamentoso, mas deve terminar de tomar a medicação de acordo com a prescrição médica.

Os nubs devem estimular os canais e canais de energia correspondentes por pressão. Diferentes pontos se situam nos meridianos com os quais, em cada caso, os órgãos individuais estão conectados. Através da energia de acupressão é trazida para o corpo, deixa-o fluir e sair novamente. Nos pontos de estímulo, a massagem serve para equilibrar o corpo. Através da massagem do ponto de estímulo, os poderes de auto-cura do corpo são ativados.
Nosso tapete consiste em 8,820 espigões que estimulam os pontos de acupressão do seu corpo, ajudando-o a liberar hormônios naturais de alívio da dor. Muito parecido com massagem e acupressão, o tapete de bem-estar é usado para estimular naturalmente a liberação de endorfinas e oxitocina, hormônios de alívio da dor do próprio corpo. Esses hormônios, que também são liberados durante o exercício, o toque, a excitação e a paixão, promovem o bem-estar mental e físico.

Depois de decidir que pretende levantar um objeto, fique o mais perto dele possível. Dobre os joelhos. Mantenha as costas direitas como se tivesse um pau de vassoura atado à coluna. Levanta-se com os músculos das pernas, ao mesmo tempo que contrai os músculos do estômago. Respire normalmente. Mantenha uma posição equilibrada ao longo de todo o levantamento conservando os pés afastados à largura dos ombros. E não torça a coluna durante o levantamento. Mantenha sempre o corpo alinhado com o objeto.

O primeiro sinal de dor dos pacientes mostra que os músculos começam a ficar atrofiados, ou seja, fracos. Isso pode ser visto em pesquisas com pacientes que têm dor na coluna.  A musculatura abdominal é quem dá o sinal aos músculos que protegem a coluna vertebral para que eles fiquem fortalecidos. São músculos mais profundos, que ficam mais próximos da coluna vertebral e são eles que realmente a protegem. Esses músculos são conhecidos como multífidos.


Consenso brasileiro do tratamento da fibromialgia59Rev Bras Reumatol 2010;50(1):56-66lidades de tratamentos não farmacológico e farmacológico. O tratamento deve ser elaborado, em discussão com o paciente, de acordo com a intensidade da sua dor, funcionalidade e suas características, (grau de recomendação A),8,25 sendo importante também levar em consideração suas questões biopsicossociais, (grau de recomendação D) (Grupo I-SBR) e culturais (grau de recomendação D).26 A dor crônica é um estado de saúde persistente que modica a vida. O objetivo do seu tratamento é o controle e não sua eliminação (grau de recomendação D).26Tratamento medicamentosoDentre os compostos tricíclicos, a amitriptilina, e entre os relaxantes musculares, a ciclobenzaprina reduzem a dor e frequentemente melhoram a capacidade funcional estando, portanto, recomendadas para o tratamento da bromialgia (grau de recomendação A, nível de evidência Ib).8 A nortriptilina foi recomendada pelo grupo para o tratamento da bromialgia, ao contrário da imipramina e da clomipramina que não foram recomendadas (grau de recomendação D) (Grupo I SBR).Entre os inibidores seletivos de recaptação da serotonina, houve consenso de que a uoxetina em altas doses (acima de 40 mg) também reduz a dor e frequentemente melhora a capa-cidade funcional sendo também recomendada para o tratamento da bromialgia (grau de recomendação A, nível de evidência Ib).8 O uso de inibidores da recaptação da serotonina, como a uoxetina, em combinação com tricíclicos também está reco-mendado no tratamento da bromialgia (grau de recomendação B).25 O uso isolado dos demais inibidores de recaptação da serotonina, como a sertralina, a paroxetina, o citalopram e o escitalopram, não foi recomendado (grau de recomendação D) (Grupo I SBR).Dentre os antidepressivos que bloqueiam a recaptação da serotonina e da noradrenalina, a duloxetina e o milnaciprano foram recomendados por reduzirem a dor e frequentemente melhorarem a capacidade funcional dos pacientes com bro-mialgia (grau de recomendação A, nível de evidência Ib).8 Não houve consenso quanto à utilização da venlafaxina em pacien-tes com bromialgia (grau de recomendação D) (Grupo I SBR).A moclobemida, um antidepressivo inibidor da MAO, foi recomendada no tratamento da bromialgia por reduzir a dor e frequentemente melhorar a capacidade funcional dos pacientes com bromialgia (grau de recomendação A, nível de evidência Ib).8Não houve consenso quanto à utilização da trazodona em pacientes com bromialgia (grau de recomendação D) (Grupo I SBR).técnica do consenso e estruturação das reuniões do consenso brasileiro para o tratamento da bromialgia.Os recursos provenientes para a realização deste consenso foram obtidos dos laboratórios Mantecorp Indústria Química e Farmacêutica Ltda., Janssen-Cilag Farmacêutica Ltda., Ap-sen Farmacêutica S/A e Laboratórios Pzer Ltda. Cada uma dessas empresas contribuiu com uma cota igual, referente a ¼ dos custos. A captação dos recursos cou a cargo da empresa Axia.Bio, que contatou e se reuniu com os responsáveis dessas empresas. O nome dos especialistas envolvidos neste trabalho foi mantido em sigilo, e qualquer contato dessas empresas com médicos participantes do consenso foi proibido. Dessa forma, pudemos garantir a isenção dos nossos resultados. RESULTADOSForam votadas 74 questões, atingindo-se consenso em 68 (92%) destas. Somente seis (8%) questões não obtiveram consenso.Diagnóstico e recomendações geraisA bromialgia deve ser reconhecida como um estado de saúde complexo e heterogêneo no qual há um distúrbio no processa-mento da dor associado a outras características secundárias,8 (grau de recomendação D, nível de evidência IV). O diagnóstico da bromialgia é exclusivamente clínico e eventuais exames subsidiários podem ser solicitados apenas para diagnóstico diferencial (grau de recomendação D) (Grupo I). O diagnóstico deve ser conrmado logo ao início do tratamento, para que possamos esclarecer ao paciente o que é verdadeiro e o que é falso (grau de recomendação D).25 A orientação ao paciente é fator crítico para o controle ideal da bromialgia (grau de recomendação B).25 Como parte inicial do tratamento, devemos fornecer aos pacientes informações básicas sobre a bromialgia e suas opções de tratamento, orientando-os sobre controle da dor e programas de autocontrole (grau de recomendação A).25 A completa compreensão da bromialgia requer uma ava-liação abrangente da dor, da função e do contexto psicossocial (grau de recomendação D, nível de evidência IV).8 Além da dor, é importante avaliar a gravidade dos outros sintomas como fadiga, distúrbios do sono, do humor, da cognição e o impacto destes sobre a qualidade de vida do paciente (grau de recomendação D).25 Houve consenso que a bromialgia não justica afastamento do trabalho (grau de recomendação D) (Grupo I-SBR).A estratégia para o tratamento ideal da bromialgia requer uma abordagem multidisciplinar com a combinação de moda-
A intervenção cirúrgica é muito agressivas, principalmente na coluna. Acontece que a coluna vertebral é muito sensível e qualquer lesão pode gerar consequências severas que levam até mesmo a perdas de movimento. Há poucos avanços na medicina em relação à eficiência de cirurgia na coluna e, por conta disso as formas de tratamento mais comuns são as de recursos já consagrados como a fisioterapia, reeducação postural global (RPG), acupuntura, medicações, exercícios e hidroterapia.
Uma das evidências mais claras no estudo da dor nas costas é que não há como definir qual o programa de exercícios mais indicado. É frequente o indivíduo acometido de problemas na coluna vertebral seguir a recomendação de exercícios físicos do profissional de saúde (médico ou fisioterapeuta) que o tratou. Porém, nem sempre é possível garantir que esse profissional conheça as opções, os ajustes e os métodos disponíveis, e que considerou na sua sugestão questões operacionais e motivacionais, essenciais para garantir uma aderência adequada ao programa de exercícios. Não há uma fórmula pronta, uma “receita de bolo” que possa ser aplicada indistintamente em todas as pessoas com o mesmo diagnóstico que causa dor na coluna vertebral. A diversidade dos métodos utilizados, a competência do profissional responsável e a natureza multifatorial dos problemas que acometem a coluna vertebral inviabilizam a adoção de um protocolo único.
Desaconselha-se vivamente o acamamento no caso de dores agudas, visto que uma musculatura das costas mal treinada constitui um fator de risco para dores sacroilíacas. Exercício regular - como ginástica vertebral ou natação - faz parte do tratamento prolongado e, simultaneamente, é a melhor prevenção. Em cursos especiais pode reaprender-se a postura certa para as costas. Cintas especiais para as costas podem ajudar a estabilizar as costas e a reduzir as tensões.
Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), estima-se que mais de 80% da população mundial sofrerá ao menos um episódio de dor nas costas durante a vida e que, nesse exato momento, pelo menos 50% das pessoas estão com algum tipo de dor nas costas. Segundo pesquisas, essa é a primeira causa de consulta médica. Dores na coluna apenas perdem para dores de cabeça, segundo dados de estudos mundiais.

Noninduction or augmentation of labor using cervical preparation with a balloon catheter or pharmaceutical agents (prostaglandin or oxytocin) was different between the groups. In general, the pregnant women included in this outcome who did not receive these interventions were: 23.7% in SP6G, 15.2% in TG, and 50.0% in CG (p = 0.0065 using the Chi-square test). However, the differences were not significant when the balloon catheter and prostaglandin were used in isolation, and were borderline when compared with oxytocin (Table 2).
O ioga é um tratamento razoável a experimentar a par da toma de medicação e auto tratamentos. Estudos realizados revelam que os doentes com problemas nas costas que participaram em 12 sessões semanais de ioga tinham menos dores do que os que fizeram exercícios terapêuticos e receberam formação nessa área. Alem disso, o alivio da dor, em comparação com o outro grupo, também era mais duradouro, durando mais 14 semanas.

The cesarean section rate did not significantly differ between the groups, although it was lower in SP6G. The fact that the university hospital served women with high-risk pregnancies may have influenced the present results, including those related to induction and augmentation of labor, which suggests that better results can be achieved in the use of this technique in natural childbirth centers.

Os produtos e as reivindicações feitas sobre produtos específicos no ou através deste site não foram avaliadas pela LuckyVitamin.com ou pelo Food and Drug Administration dos Estados Unidos e não são aprovados para diagnosticar, tratar, curar ou prevenir doença. As informações contidas neste site possuem apenas fins informativos e não pretendem substituir o aconselhamento do seu médico ou outro profissional de saúde, ou ainda qualquer informação contida no rótulo ou embalagem de qualquer produto. Você não deve utilizar as informações contidas neste site para diagnóstico ou tratamento de qualquer problema de saúde ou para a prescrição de qualquer medicação ou outro tratamento. Você deve se consultar com um profissional da saúde antes de iniciar qualquer dieta, exercício ou programa de suplementação, antes de tomar qualquer medicação, ou se você tiver ou suspeita que você tenha um problema de saúde.

The SP6 point in particular has a strong influence on the reproductive organs, placental retention, and on dystocic and extended labor. The stimulation of this point is not indicated in preterm gestation because the concentration of yin energy can induce labor. 22 This point is located on the spleen-pancreas meridian, the width of four of the recipient’s fingers above the tip of the internal malleolus on the rear part facing the tibia (Figure 1). 21


Como uma extensão da reabilitação efetiva, também oferecemos aos nossos pacientes, veteranos incapacitados, atletas, jovens e idosos um portfólio diversificado de equipamentos de força, exercícios de alto desempenho e opções avançadas de tratamento de agilidade. Nós nos aliamos às principais cidades, terapeutas e treinadores para oferecer aos atletas competitivos de alto nível as possibilidades de se dedicarem às suas maiores habilidades dentro de nossas instalações.
The sample size was estimated considering the method to calculate sample size using the unpaired t-test, 16 , 23 and pretreatment and post-treatment data from three studies were used. 8 , 14 , 18 A significance level of 5% and a test power of 80.0% were assumed, except for the studies that also showed results after 60 min. In these cases, the Bonferroni correction was applied at a significance level of 2.5%. The calculation resulted in a sample containing 51 subjects per group, the largest sample size calculated among the studies, with a total of 153 pregnant women.
A espinha dorsal é uma complexa rede que liga nervos, articulações, músculos, tendões e ligamentos, e todos são capazes de produzir dor. Grandes nervos que se originam da espinha e vão até as pernas e braços podem espalhar dor para as extremidades. Todavia, algumas vezes a dor nas costas pode ser experimentada mesmo quando nenhum problema anatômico subjacente é aparente. 

A dor no nervo ciático (ou simplesmente Ciática) trata-se de um sintoma de outro problema médico. O nervo ciático é considerado o maior do corpo humano: estende-se desde a face posterior do quadril, descendo por trás da coxa e dos joelhos até alcançar o dedo maior do pé, ou seja, vai desde a coluna lombar até os pés. É ele quem possibilita o movimento dos músculos das pernas, permitindo as articulações dos membros inferiores, além de ser responsável pelas sensações.
Mas, afinal, por que a bursite no quadril faz mais vítimas mulheres? “A bursite no quadril, chamada formalmente de bursite trocantérica, atinge mais pessoas do sexo feminino por causa da biomecânica do quadril (entenda aqui), que é diferente da dos homens”, explica Christina May Moran, fisiatra e coordenadora do Centro de Reabilitação do Hospital Sírio-Libanês.
Histologicamente, os nervos são formados por diversos feixes de fibras nervosas (neurônios), revestidos por camadas de tecido conjuntivo, sustentando e nutrindo todas estruturas. O tecido conjuntivo que envolve cada fibra nervosa é denominado endoneuro. Já as camadas que sustentam os feixes de fibras e o nervo propriamente dito, são perineuro e epineuro, respectivamente.
Os pontos de acupressão individuais são massageados pelos nubs. Isso acontece com a mentira pura na esteira de acupressão, já que, assim, já exerce-se uma pressão embotada. Esta pressão maçante é necessária para uma acupressão orientada a resultados, por vários exercícios, a pressão pode ser fortalecida. As várias opções de tratamento não só tratam dor aguda, mas também problemas como depressão e distúrbios do sono.

As dores que Tiger Woods vem sofrendo em campo e que o obrigaram a abandonar a volta final do Honda Classic após 13 buracos; o levaram a jogar 78 tacadas, sem um birdie sequer, e despencar no placar final do Cadillac Championship; e o fizeram abandonar o Arnold Palmer Invitational, na semana passada, estão sendo provocadas pela degeneração de um disco intervertebral que comprime as raízes nervosas que emergem da coluna. A informação dada em primeira mão pelo colunista Jeff Rude, da revista Golf Week, foi obtida por ele de “pessoa com conhecimento da condição do jogador”.
At present, studies in obstetrics propose alternative health care strategies using noninvasive methods with the aim to recover humanized care and comfort for women during childbirth. Acupressure is a treatment based on traditional Chinese medicine and has the same principle as acupuncture: to maintain the balance of two opposing forces, the “negative” (yin) and the “positive” (yang) in the different channels that circulate throughout the body – the so-called meridians – which are linked to a target organ. 11 However, this procedure is performed without the use of needles. The stimuli are applied with hands and fingers at specific points, or in some circumstances, at combined points to achieve a greater effect in the proposed treatment. 20
Incline a pélvis para que a região lombar assente no chão e depois enrole o corpo para cima, de forma a que a cabeça e os ombros se levantem do chão. Faça o abdominal lentamente – demore três segundos a levantar a cabeça e os ombros, faça uma pausa durante um segundo com os abdominais completamente contraídos e depois demore três segundos a baixar o corpo. Faça estes abdominais numa sessão de 10 minutos diários.

Tapete de massagem eficaz para dor e distúrbios do sono induzidos pelo estresse - natural e não eficaz: a aplicação da esteira é como uma massagem nas costas, é um meio eficaz de relaxamento rápido. Baseia-se na tradição centenária da medicina chinesa (TCM). Os procedimentos naturopáticos como a acupuntura e a acupressão têm um efeito direcionado sobre a dor e influenciam positivamente o seu bem-estar.


Tem o seu quê de verdade aquela velha piada : “ Doutor, sinto dores quando faço isto.” “Então não o faça.” Por outras palavras, pare de fazer tudo o que estiver a fazer quando surgir a dor. No entanto, não se enfie na cama durante uma semana. Vários estudos têm revelado que o repouso prolongado não ajuda, podendo até agravar a situação. Se conseguir, mantenha a sua rotina diária, a menos que a mesma inclua levantamento de pesos ou esforços excessivos. Se a dor de costas se dever a uma distensão muscular ou a uma lesão dos tecidos, o que ocorre em 85% dos casos, é muito provável que não precise de terapias muito sofisticadas nem de cirurgia. Este tipo de dor também não requer estudos imegeológicos através por exemplo,de ressonâncias magnéticas (RM) ou TAC. As medidas para deixar de ter dor são mais simples do que se pode imaginar.

O estudo mostrou que a ação nas mãos tem resultado em todos os pontos de dor no corpo dos pacientes. O mesmo grupo publicou outro artigo, também no Journal of Novel Physiotherapies, sobre um estudo de caso da aplicação do equipamento nos pontos de dores. Embora os resultados desse primeiro estudo tenham sido satisfatórios, não foi possível reduzir a dor da paciente de modo global.

×