Entre os medicamentos mais usados para o tratamento de fibromialgia, estão antidepressivos tricíclicos em doses baixas (administrados em doses inferiores às usadas em casos de depressão), relaxantes musculares, anti-inflamatórios não-hormonais, analgésicos comuns e opioides, que podem ser utilizados na exacerbação da dor por curtos períodos de tempo. Veja alguns remédios utilizados:

A Estimulação Elétrica Transcutânea (TENS) em suas diferentes modalidades (convencional, acupuntura, burst e breve/intenso) é uma estratégia interessante. Principalmente para a liberação de opioides endógenos e para atuar na teoria do portão da dor, aliviando o principal sintoma limitante que os pacientes apresentam. Com o objetivo de acelerar o mecanismo de reparo tecidual, o laser terapêutico e o ultrassom em modo pulsado podem ser os aparelhos de escolha.
Segue-se o cotovelo, como a segunda região de maior incidência de lesões (sobretudo no atleta amador). O denominado “cotovelo do golfista” (inflamação do epicôndilo medial – face interna) deve-se sobretudo ao contacto precoce do taco com a relva, provocando uma carga excessiva sobre os tendões que se inserem no epicôndilo. Do lado oposto temos o “cotovelo do tenista” (inflamação do epicôndilo lateral – face externa) que pode ter origem no excesso de uso e de swings realizados, essencialmente no cotovelo direito, no caso dos destros. Estas lesões aumentam com a frequência do jogo e com a idade. 
“São duas inovações no mesmo estudo: o equipamento e o protocolo de tratamento. Ao fazer a emissão conjugada de ultrassom e laser conseguimos normalizar o limiar de dor do paciente. Já o tratamento na palma das mãos contrapõe o tipo de atendimento feito hoje, muito focado nos pontos de dor”, disse Antônio Eduardo de Aquino Junior, pesquisador do Instituto de Física de São Carlos (IFSC) da Universidade de São Paulo (USP), um dos autores do artigo.
Segue-se o cotovelo, como a segunda região de maior incidência de lesões (sobretudo no atleta amador). O denominado “cotovelo do golfista” (inflamação do epicôndilo medial – face interna) deve-se sobretudo ao contacto precoce do taco com a relva, provocando uma carga excessiva sobre os tendões que se inserem no epicôndilo. Do lado oposto temos o “cotovelo do tenista” (inflamação do epicôndilo lateral – face externa) que pode ter origem no excesso de uso e de swings realizados, essencialmente no cotovelo direito, no caso dos destros. Estas lesões aumentam com a frequência do jogo e com a idade.  

Para quem sofre com dores nas costas - as que afetam mais portugueses - esta é a pior altura do ano. Além das contraturas, os movimentos tornam-se mais difíceis e as pontadas na coluna disparam a ponto de serem incapacitantes. Mas "a massagem e o calor húmido - botija de água quente envolvida num pano húmido" podem atenuar o sofrimento, recomenda o ortopedista e coordenador da Secção de Coluna da Sociedade Portuguesa de Ortopedia e Traumatologia, Nelson Carvalho.
Qualquer pessoa pode praticar esta técnica em casa, porém ela não é recomendada para o tratamento de doenças que necessitam de atenção médica, e não deve ser aplicada em regiões da pele com feridas, verrugas, varizes, queimaduras, cortes ou rachaduras. Além disso, esta técnica também não deve ser usado por mulheres grávidas, sem acompanhamento médico ou de um profissional treinado. 

Randomized controlled trials (RCT) conducted in some countries in Asia 4 , 5 , 11 , 12 and the Middle East 14 , 15 , 18 evaluated the effects of acupressure on the duration of the first stage of labor and on the mode of delivery. In these studies, three acupuncture points that are also targets for acupressure were identified: sanyinjiao (SP6), 4 , 11 , 12 , 14 , 18 hegu (LI4), 5 and zhiyin (B67). 5


Table 1 shows the general characteristics of the parturients according to group location. The groups were similar with regard to age, level of education, and marital status. Most participants received education up to high school (96.0% in SP6G, 90.4% in TG, and 94.2% in CG). The remainder was still in school or had already completed higher education.
A acupressão e a massagem Tui Na, que pressionam pontos e meridianos, são uma extensão da teoria da acupuntura, com a diferença de que a penetração de pontos por agulhas não é necessária nestes casos. Os efeitos da acupressão podem ser, de certa forma, um pouco mais amenos do que os da acupuntura, mas tem-se obtido bons resultados para muitos tipos de sintomas. Da mesma forma que na acupuntura, os efeitos da acupressão podem ser aprimorados com a prescrição de ervas que tendem a acalmar ou estimular, dependendo do que for mais benéfico.
A ausência de Adriano nos treinos do fim de semana atrasou o início dos trabalhos do jogador com o grupo do Flamengo. Na manhã desta terça-feira, o camisa 10 apresentou-se no Ninho do Urubu para retomar as atividades após as faltas no sábado e no domingo, mas ficou longe do gramado. Pouco depois de chegar ao CT, o Imperador vestiu uniforme, sentou no carrinho de golfe para ir ao campo 5, mas desistiu. Ele sentiu dores nas costas e depois foi para a academia. Segundo o médico José Luiz Runco, a ausência do jogador no gramado nada tem a ver com o incômodo. A questão é que o Imperador terá de compensar os exercícios perdidos.
Heymann et al.60 Rev Bras Reumatol 2010;50(1):56-66A dose de todos os antidepressivos deve ser individualizada e qualquer mudança de humor concomitante tratada (grau de recomendação D).25O medicamento antiparkinsoniano pramipexol também foi recomendado para o tratamento da bromialgia para reduzir a dor (grau de recomendação A, nível de evidência Ib),8 sendo especialmente indicado na presença de distúrbios do sono como a síndrome das pernas inquietas (grau de recomendação A).25Analgésicos simples e os opiáceos leves também podem ser considerados para o tratamento da bromialgia, ao contrá-rio dos opiáceos potentes que não foram recomendados (grau de recomendação D, nível de evidência IV).8 O tramadol foi recomendado para o tratamento da dor na bromialgia (grau de recomendação A, nível de evidência Ib).8 Sua associação ao pa-racetamol foi considerada efetiva no tratamento da bromialgia (grau de recomendação B).25 A tropisetrona também foi recomendada para o tratamento da dor da bromialgia (grau de recomendação A, nível de evidência Ib).8 Dentre os neuromoduladores, a gabapentina (grau de re-comendação A)22 e a pregabalina foram recomendadas. Esta última foi considerada ecaz em reduzir a dor dos pacientes com bromialgia (grau de recomendação A, nível de evidência Ib).8 Por outro lado, o topiramato, não foi recomendado (grau de recomendação D) (Grupo I SBR).Os corticosteroides não devem ser empregados (grau de recomendação D, nível de evidência IV).8 Os anti-inamatórios não esteroides não devem ser utilizados como medicação de primeira linha nos pacientes com bromialgia (grau de reco-mendação A).25A zopiclona e o zolpidem foram recomendados para o tratamento dos distúrbios do sono da bromialgia (grau de recomendação D) (Grupo I SBR).Não foram recomendados para uso na bromialgia o clo-nazepam, a tinazidina e o alprazolam (grau de recomendação D) (Grupo I SBR).Tratamento não medicamentosoOs pacientes com bromialgia devem ser orientados a realiza-rem exercícios musculoesqueléticos pelo menos duas vezes por semana (grau de recomendação B).25 Programas individualiza-dos de exercícios aeróbicos podem ser benécos para alguns pacientes (grau de recomendação C, nível de evidência IIb),8 que devem ser orientados a realizar exercícios aeróbicos mode-radamente intensos (60%-75% da frequência cardíaca máxima ajustada para a idade [210 menos a idade do paciente]) duas a três vezes por semana (grau de recomendação A),25 atingindo o ponto de resistência leve, não o ponto de dor, evitando, dessa forma, a dor induzida pelo exercício. Isso é especialmente importante no subgrupo de indivíduos com hipermobilidade articular (grau de evidência B).25 O programa de exercícios deve ter início em um nível logo abaixo da capacidade aeróbica do paciente e progredir em frequência, duração ou intensidade assim que seu nível de condicionamento e força aumentar. A progressão dos exercícios deve ser lenta e gradual (grau de recomendação D)25 e se deve, sempre, encorajar os pacientes a dar continuidade para manter os ganhos induzidos pelos exercícios (grau de recomendação B).25 Programas individualizados de alongamento (grau de recomendação D) (Grupo I SBR) ou de fortalecimento mus-cular também podem ser benécos para alguns pacientes com bromialgia (grau de recomendação C, nível de evidência IIb).8 Outras terapias, como reabilitação e sioterapia ou rela-xamento, podem ser utilizadas no tratamento da bromialgia, dependendo das necessidades de cada paciente (grau de reco-mendação C, nível de evidência IIb).8A terapia cognitivo-comportamental é benéca para alguns pacientes com bromialgia (grau de recomendação D, nível de evidência IV).8 O suporte psicoterápico também pode ser utilizado no tratamento da bromialgia, dependendo das ne-cessidades de cada paciente (grau de recomendação C, nível de evidência IIb).8Não houve consenso sobre a indicação de tratamentos com acompanhamento clínico como a balneoterapia (grau de recomendação A)25 ou acupuntura (grau de recomendação C).25 Houve consenso em não recomendar a hipnoterapia, o bio-feedback, a manipulação quiroprática e a massagem terapêutica para o alívio da dor na bromialgia (grau de recomendação B).25Outras terapias, como pilates, RPG (reeducação postural global) e o tratamento homeopático, não foram recomendadas para o tratamento da bromialgia (grau de recomendação D) (Grupo I SBR).Não existem evidências cientícas de que terapias alterna-tivas, como chás, terapias ortomoleculares, cristais, cromote-rapia e orais de Bach, entre outros, sejam ecazes (grau de recomendação D) (Grupo I SBR). Não há, também, evidências cientícas de que inltrações de pontos dolorosos da bromial-gia sejam ecazes (grau de recomendação D) (Grupo I SBR).
As atividades físicas são um dos pilares que ajudam no tratamento de um indivíduo com fibromialgia, direta e indiretamente. Segundo o fisioterapeuta Jonas de Andrade Silva, os benefícios diretos da atividade física são: liberação de endorfina, que melhora o fluxo sanguíneo e traz um relaxamento corporal, levando o paciente a ter uma sensação de bem-estar, aliviando as dores e os sintomas associados a doença, como a fadiga e as alterações no sono.
Lin Tchie Yeng – Alguns trabalhos mostram que o mais importante nessa doença é fazer o diagnóstico. Saber o que tem deixa a pessoa mais tranquila, pois é complicado sentir dores sem nenhuma causa aparente. Como a mídia tem tratado frequentemente do assunto, alguns pacientes se diagnosticam corretamente antes de ir ao médico. Todavia, eles precisam saber que têm uma disfunção de regulação da dor provocada por distúrbios físicos e psicológicos, e precisam aprender a lidar com ela visando à melhora de sua qualidade de vida. Precisam conhecer a proposta de tratamento que inclui medicação e atendimento psicológico e emocional.
Durante a gestação também pode surgir a dor no nervo ciático. Nesse caso, a inflamação do nervo ocorre quando o nervo é esmagado devido ao aumento do útero causado pelo crescimento do bebê. Normalmente, o ganho de peso durante a gravidez é a principal causa da dor ciática. A dor do nervo é diferente das cãibras ou da dor lombar. É uma dor aguda que começa na parte de baixo da coluna e desce para as pernas.

O tapete de acupressão foi ser design para o alívio da dor na coluna traseira, Physio subir com esta solução para trás, pescoço, ombros, parte inferior das costas ,tensão muscular problema onde as pessoas sofrem de cavalo demasiado sobre o carro ou trabalhar por muito tempo em suas mesas ou demasiado tempo a usar o smartphone.  É bom o shiatsu pescoço, dorso, dispositivo de pressão para relaxar a tensão muscular e dor.

Por vezes, as dores estendem-se até ao rabo, da zona posterior da coxa até à parte externa da barriga da perna ou mais, ou até à região inguinal. Os músculos estão em tensão e as costas rígidas. No caso de dores agudas, as costas dobram para a frente e para o lado. Por vezes, as lombalgias são acompanhadas por uma sensação aguda de picada ou formigueiro nas costas ou no rabo.
Ansiedade Articulação Artrite Ausência de orgasmo Autoconfiança Baixa autoestima Caimbra Circulação do sangue Consciência corporal Depressão Disfunção erétil Doenças Psicossomáticas Dor cervical Dor de cabeça Dor lombar Dor muscular Dor nas costas Dor nas pernas Dor no ciático Dor no pescoço Ejaculação precoce Energia sexual Enxaqueca Equilíbrio emocional Estresse Falta de libido Fibromialgia Fobia Hipertensão Impotência Insônia Medo Menopausa Pressão arterial Prisão de ventre Pânico Sistema linfático Sistema nervoso Tensão Trauma

Lin Tchie Yeng – LER (lesões por esforços repetitivos), ou DOT (distúrbios osseomusculares relacionados ao trabalho), é uma doença bastante comum atualmente. Estima-se que, em São Paulo, de 5% a 8% dos trabalhadores apresentem dor no braço ou na região cervical como consequência de suas atividades profissionais. No Hospital das Clínicas, mais ou menos 30% das pessoas com tendinite provocada pela repetição contínua de certos movimentos, sofrem também de fibromialgia e isso causa diagnósticos e tratamentos equivocados.
Peso corporal – a quantidade de peso que as pessoas carregam, bem como onde elas a carregam, afeta o risco de desenvolver dor nas costas. A diferença no risco de dor nas costas entre indivíduos obesos e de peso normal é considerável. As pessoas que carregam seu peso na área abdominal versus as nádegas e a área do quadril também estão em maior risco.
Assim, a hérnia murcha e deixa de comprimir estruturas importantes, como os nervos. O tratamento cirúrgico está indicado apenas nos 10% dos casos em que a crise não passa entre três a seis semanas, em pacientes que têm crises repetidas em um curto espaço de tempo ou quando existem alterações esfincterianas (perda de controle para urinar e defecar).

Atividades passivas como massagem, ultra-som, eletroterapia, termoterapia, eletromiografia estimulação nervosa elétrica transcutânea (TENS), laser, tração, assim como programas multidisciplinares e terapia cognitiva comportamental devem ser evitadas para tratamento da lombalgia aguda, pois poderiam aumentar o risco de indisposição do paciente e cronicidade da doença.
O incômodo é fruto de inflamação que, segundo a médica Simone Mello, nada mais é do que a resposta que o corpo dá a um componente que o agride. “Ela se manifesta por meio da liberação de várias substâncias, da lesão celular para o ambiente extracelular, que irão desencadear uma cascata de acontecimentos como edema, rubor, dor e limitação da função”, elenca. Estes conceitos se aplicam a qualquer parte do corpo.
5 – Estimular a manutenção da neutralidade da coluna vertebral; porém, na impossibilidade de mantê-la através da própria consciência corporal, o profissional responsável pode “fabricar” as curvaturas fisiológicas da coluna com adaptações posicionais (ex: executar um exercício para membros superiores na posição de joelhos, facilitando a lordose lombar) ou implementos externos (ex: incluir um rolo de espuma entre o encosto vertical e a região lombar durante a execução do “Leg-Press”).
Nível de condicionamento físico: a dor de costas é mais comum entre pessoas que não estão fisicamente aptos. Musculatora abdominal e lombar enfraquecidas podem não suportar corretamente a coluna vertebral. “Atletas de finais de semana” — pessoas que saem e exercitam-se muito depois de estarem inativos durante toda a semana — são mais propensos a sofrer lesões dorsais dolorosas do que pessoas que fazem atividade física moderada, como um hábito diário. Estudos mostram que o exercício aeróbio de baixo impacto é benéfico para a manutenção da integridade dos discos intervertebrais.
For the variables where comparisons were made between the groups and measurements were made for more than one period during the evaluation, Bonferroni’s correction was used, dividing the level of significance by the number of comparisons. When the variable was measured in three periods and the groups were compared in each period, the level of significance was 1.67%. For multiple comparisons, the level of significance was also corrected using the same criterion.

I have created this web-site to introduce you to traditional Thai Physical Therapy that we call Thai Acupressure. Traditional Thai Physical Therapy is based on acupressure protocols composed of line and point formulas. These acupressure protocols are used in most of Thailand’s Hospitals and you can learn how to use them in your practice to effectively treat your clients pain. You will find detailed instructions in the Guide Book and Video Course.  Also, Please check the website for upcoming workshops. Please contact me with any questions
Atividades passivas como massagem, ultra-som, eletroterapia, termoterapia, eletromiografia estimulação nervosa elétrica transcutânea (TENS), laser, tração, assim como programas multidisciplinares e terapia cognitiva comportamental devem ser evitadas para tratamento da lombalgia aguda, pois poderiam aumentar o risco de indisposição do paciente e cronicidade da doença.
O destaque do Pilates no tratamento de dores na coluna se deve ao trabalho de fortalecimento de uma musculatura que é essencial para a proteção da coluna, composta por músculos estabilizadores. São eles: o transverso do abdômen e o multífido lombar. As primeiras aulas do Pilates devem ser voltadas para o aprendizado da contração correta destes músculos. Este treino pode ser realizado seguindo as etapas do modelo de exercícios de estabilização segmentar vertebral, desenvolvido por Richardson, Hodges e Hides (2011).

Como prometido no início da noite dessa segunda-feira, Adriano apareceu para treinar no Ninho do Urubu nesta terça. Ele aceitou as condições impostas por Zinho, que suspendeu o contrato de imagem do jogador. Além disso, o Imperador não poderá perder mais nenhum treino e terá um acompanhamento permanente da parte emocional, que pode ser feito por um psicólogo. Ele só voltará a receber integralmente se andar na linha.


Os tratamentos que permitem o alívio sintomático (que permitem abrandar ou acabar com a dor) são eleitos como primeira escolha (tratamento conservador). Em algumas patologias, como por exemplo na hérnia discal, espondilose, etc., estão indicados outros tratamentos, nomeadamente o tratamento cirúrgico (cirurgia ou operação), na falência dos tratamentos conservadores. Veja mais informação sobre tratamento em cada uma das patologias.
Na verdade, não há contraindicação absoluta de exercícios no Método Pilates, e sim um cuidado redobrado com a aplicação de seus princípios (fluidez, concentração, controle, respiração, precisão e centralização) em conjunto com a escolha dos movimentos que alonguem a musculatura já citada como vilã do nervo ciático e fortaleçam a musculatura estabilizadora/antagonista.
Além disso, por meio de hábitos saudáveis – como a alimentação adequada e a prática regular de atividades físicas que envolvam exercícios de condicionamento cardiovascular, carga e alongamentos da região lombar e posterior dos membros inferiores  – é possível manter um peso adequado e fortalecer os músculos de modo a garantir suporte necessário ao corpo e uma postura correta.
Além dos benefícios acima aproveitou e disse: colchão de acupressão está disponível em vários formatos para atender às necessidades do povo. Por exemplo, existem tapetes especialmente concebidos para mãos e pés para melhorar a circulação sanguínea. As pessoas podem escolher para sentar ou deitar-se no tapete, dependendo das áreas que requerem a pressão. No entanto, uma acupuntura não deve exceder 15 minutos, no primeiro semestre. Uma vez que o corpo se acostuma com a tela, a duração pode ser estendido de 20 para 30 minutos. Algumas pessoas usá-lo para dormir bem. Colchão de acupressão com 8820 pontos de pressão é uma febre entre estes tapetes chineses. Recomenda-se a usá-lo antes de dormir para garantir uma boa vedação de sono. Algumas de suas características surpreendentes listados abaixo:
No segundo estágio, chamado de Associativo, o objetivo é manter a contração destes músculos ao mesmo tempo em que são realizados movimentos dos membros com o tronco apoiado; ou seja, a musculatura global passa a ser solicitada associada a local. Nesta fase inicia-se o treino de atividades do dia a dia, como sentar e levantar corretamente, mantendo uma boa postura.
Na consulta, deve descrever todos os sintomas e intensidade da dor. O médico especialista escutará a história do doente e em seguida realizará um exame físico para identificar as possíveis causas da dor. Em seguida, poderá, dependendo da avaliação, solicitar alguns exames de imagem para diagnosticar a causa da ciática, tais como Raio-X, Ressonância magnética ou TAC.
Já a forma indireta auxilia na prevenção de obesidade, artralgias, depressão, atrofia muscular e osteoporose. "Os exercícios mais indicados são os de intensidade leve a moderada, evitando chegar a uma fadiga muscular. Dentre esses podemos citar: caminhada, alongamento, natação, musculação, pilates e até uma corrida leve, sempre respeitando os limites de capacidade física e dor apresentados por cada indivíduo", explica o fisioterapeuta Jonas Silva. Mas, é preciso tomar cuidado e devem ser evitadas atividades extenuantes, ou praticadas em ambientes com temperatura, barulho ou claridade excessiva. As atividades de grande impacto também podem desencadear as crises ou até mesmo agravar os sintomas.
A dor no nervo ciático (ou simplesmente Ciática) trata-se de um sintoma de outro problema médico. O nervo ciático é considerado o maior do corpo humano: estende-se desde a face posterior do quadril, descendo por trás da coxa e dos joelhos até alcançar o dedo maior do pé, ou seja, vai desde a coluna lombar até os pés. É ele quem possibilita o movimento dos músculos das pernas, permitindo as articulações dos membros inferiores, além de ser responsável pelas sensações.
No caso da tensão, os músculos são endurecidos, resultando em dor nas costas e dor no pescoço. Quanto mais velho você obtém, mais vulnerável você é, porque nossas juntas se desgastam. Isso acontece mesmo que os músculos não estejam suficientemente movimentados. Nosso corpo envia sinais de alerta com a dor nas costas e no pescoço, se alguém perceber isso no tempo e também trata-os, para evitar problemas sérios. Se, no entanto, nenhum tratamento atempado for realizado, hérnia de disco ou escoliose pode ocorrer.
Determinadas abordagens de tratamento para a ciática sempre dependem do que está fazendo com que o nervo anatomia dano para começar, então, vendo um profissional é que vale a pena. Alguns médicos escolher para o uso de medicamentos como anti-inflamatórios, relaxantes musculares ou esteróides para tratar grave do nervo ciático dor, mas existem fortes evidências de que a fisioterapia, quiropraxia ajustes e alongamento tudo pode melhorar drasticamente a forma de alguém de condição.

It may take a bit of adjusting to get used to this mat, or just the idea, but it is WELL worth it. Both my husband and I use it. We keep it in the bathroom and stand on it while we brush our teeth. I can't handle it barefoot, but he can. I sometimes wear socks to stand on it or I keep an extra pillow case handy to pull over it - that's the perfect size. I can use it uncovered when I lay on it, though. ENJOY!
Qualquer pessoa pode praticar esta técnica em casa, porém ela não é recomendada para o tratamento de doenças que necessitam de atenção médica, e não deve ser aplicada em regiões da pele com feridas, verrugas, varizes, queimaduras, cortes ou rachaduras. Além disso, esta técnica também não deve ser usado por mulheres grávidas, sem acompanhamento médico ou de um profissional treinado. 

O destaque do Pilates no tratamento de dores na coluna se deve ao trabalho de fortalecimento de uma musculatura que é essencial para a proteção da coluna, composta por músculos estabilizadores. São eles: o transverso do abdômen e o multífido lombar. As primeiras aulas do Pilates devem ser voltadas para o aprendizado da contração correta destes músculos. Este treino pode ser realizado seguindo as etapas do modelo de exercícios de estabilização segmentar vertebral, desenvolvido por Richardson, Hodges e Hides (2011).
O primeiro sinal de dor dos pacientes mostra que os músculos começam a ficar atrofiados, ou seja, fracos. Isso pode ser visto em pesquisas com pacientes que têm dor na coluna.  A musculatura abdominal é quem dá o sinal aos músculos que protegem a coluna vertebral para que eles fiquem fortalecidos. São músculos mais profundos, que ficam mais próximos da coluna vertebral e são eles que realmente a protegem. Esses músculos são conhecidos como multífidos.
×