Some authors 13 suggest that cesarean section may contribute to elevated risk of maternal death. The progressive increase in the cesarean section rate in Brazil c has become a disturbing indicator for public health and related policies. Brazil is among the countries that most use this type of delivery, as shown in a global survey conducted in 2007. 3 Alternative methods that promote improved progress of labor and consequently, of vaginal birth, can significantly decrease the number of cesarean sections, as proposed in this study.
Os materiais e as informações contidas no canal Remédios Caseiros são fornecidos apenas para fins gerais e educacionais e não constituem qualquer aconselhamento jurídico, médico ou outro em qualquer assunto. Nenhuma das informações sobre os nossos vídeos é um substituto para um diagnóstico e tratamento por seu profissional de saúde. Procure sempre o aconselhamento do seu médico ou outro profissional de saúde qualificado antes de iniciar qualquer nova dieta ou tratamento e com qualquer dúvida que possa ter a respeito de uma condição médica. Se você tiver ou suspeitar que você tem um problema médico, contate imediatamente o seu prestador de cuidados de saúde.
“Crianças adoram correr, a questão é: quando a corrida pode passar a ser uma atividade física regular? O ideal é que elas já tenham ossos e músculos mais maduros que permitam esse atividades mais intensas. Para isso é recomendável esperar a pré-adolescência ou mesmo a adolescência. Outro fator que deve ser considerado é o desenvolvimento psicológico da criança, já que antes dessas fases ela deve ser estimulada às atividades mais lúdicas”, pontua Bruno Massa, especialista em ortopedia infantil .   
Para melhores resultados, use o tapete contra sua pele nua. Os usuários iniciantes podem experimentar níveis mais altos de desconforto. Nos estágios iniciais do uso do tapete de bem-estar da hälsa, você pode colocar uma fina camada de algodão ou uma camiseta entre o corpo e o colchonete para reduzir o desconforto. Ao se acostumar com a sensação, você poderá remover a camada de tecido.

Frequentemente, a lombalgia desaparece por conta própria, mas se não forem adotadas medidas adequadas é comum que ela retorne. A ciática exige um tratamento mais específico, complexo e elaborado que a lombalgia simples, mas que costuma ser bem-sucedido quando bem executado, permitindo ao o paciente voltar a ter uma vida normal. Mas é importante segui-lo à risca para evitar complicações mais graves.
O uso de uma esteira de acupressão é predominantemente um efeito de cura física. Corpo e mente sempre trabalham juntos. Especialmente no caso de insônia e fadiga, a interação entre o corpo e a psique é o fator mais importante para o problema. A raiva, o estresse, a exaustão e a tristeza são os mais desencadeantes, mas muitas pessoas que sofrem de insônia sofrem de problemas físicos. Os problemas físicos incluem o distúrbio do sistema nervoso. No caso de uma perturbação do sistema nervoso, o cérebro já não é capaz de controlar as condições.
O gradual desgaste (osteoartrose das facetas articulares) da coluna lombar poderá só por si causar dor, habitualmente agravada com o movimento de torção e flexão do tronco. Este desgaste poderá também levar a um deslizamento de uma vértebra sobre a outra, podendo causar  compressão das estruturas nervosas, onde novamente a dor irradiada é um importante sinal de alerta. A esta patologia chamamos espondilolistese. 
Nas internações obstétricas, o uso de agentes uterotônicos para a indução do TP, as episiotomias e as cesáreas têm aumentado de forma significativa em diversos países. Nos Estados Unidos, 10,0% a 15,0% dos nascimentos são realizados eletivamente (sem justificativa médica ou obstétrica) e antes de 39 semanas de gestação, o que inclui a indução eletiva do TP e a cesárea. 6 , a Entre os anos de 1996 e 2007, o número de cesáreas aumentou 53,0%, atingindo 32,0% dos partos norte-americanos. b

“Crianças adoram correr, a questão é: quando a corrida pode passar a ser uma atividade física regular? O ideal é que elas já tenham ossos e músculos mais maduros que permitam esse atividades mais intensas. Para isso é recomendável esperar a pré-adolescência ou mesmo a adolescência. Outro fator que deve ser considerado é o desenvolvimento psicológico da criança, já que antes dessas fases ela deve ser estimulada às atividades mais lúdicas”, pontua Bruno Massa, especialista em ortopedia infantil .   
Abdala esclarece que, normalmente, ao respirar, é mais comum sentir dor nas costas por questões musculares. “Quem sofre de artrose tende a ter a musculatura intercostal acometida. Ou, quando está frio, o mesmo acontece com várias pessoas. A dor ao respirar também pode se manifestar a partir de um trauma, ou seja, quando há lesão em alguma parte da coluna (bateu, caiu, etc.)”, explica.
Contudo, ao invés de lidar com soluções cientificamente lógicas, a inclinação se torna excessiva aos tratamentos bem mais agressivos, exames caros de imagem e extensa lista de medicamentos para alívio dos sintomas. Sem sombra de dúvida, todas alternativas de interesse financeiro. Sem falar na recomendação cirúrgica desnecessária na grande maioria dos casos de pacientes com episódios de dor lombar.

Na prática clínica, não há como provar que a pessoa está sentindo dor crônica, já que a reação corporal é muito diferente das reações encontradas em dores agudas. Estima-se que aproximadamente 3% dos brasileiros sofrem dessa condição no Brasil. A grande maioria (90%) são mulheres entre 30 e 50 anos. Das pessoas com fibromialgia, aproximadamente 20% também sofrem de ansiedade ou depressão, mesmo que essa conexão entre as doenças seja muitas vezes ignorada.
Durante o processo de cicatrização, o tratamento ocorre em diferentes níveis para que o corpo possa relaxar. Por um lado, a dor é aliviada, as propriedades regenerativas são restauradas na área das costas por aplicações de rotina e o fluido suficiente é ativado na coluna vertebral para garantir o fluido necessário para evitar tensões ou inflamação no pior dos casos.
A dor pode instalar-se de forma gradual (vai doendo cada vez mais) ou, então, pode surgir de forma súbita (“repentina” ou “de repente”), sendo que este facto e a intensidade da dor não estão, por norma, diretamente relacionados com a gravidade do problema. A dor nas costas é um sintoma que deverá ser sempre avaliado pelo médico. Se a dor nas costas for muito forte ou se houver outros sintomas como febre, arrepios, perda de peso, dificuldade em respirar, problemas em se movimentar, entre outros sinais e sintomas a valorizar, deverá procurar um médico com urgência. 

O sintoma mais marcante é a dor nas costas intensa que pode ser incapacitante. Porém, os sintomas são diversos e estão associados à área em que foi comprimida a raiz nervosa, podendo, assim, serem irradiados para outras áreas. Pode haver parestesias (formigamentos) com ou sem dor; dor nas pernas e pés, braços, mãos e dedos; dormência nos membros. E, nos casos mais graves, pode haver perda de força nas pernas e incontinência urinária.
É possível que ciático nervos pode ser comprimido sem qualquer dor formando. Embora a ciática sem dor não é muito comum, é possível ter a pressão e dano ao nervo ciático raízes e não o saber. Por exemplo, um estudo mostrou que 50 dos mais de 100 pessoas que foram examinadas tinha uma hérnia de disco vertebral, mas em 20 de pacientes, não houve qualquer perceptível a dor, apesar do fato de que o disco entrou no tecido ao redor da coluna vertebral.
As dores sacroilíacas também podem ser um sinal de uma emergência médica. Se, por exemplo, de repente deixar de controlar o funcionamento da bexiga, não conseguir conter as fezes, perder sensibilidade na zona inguinal ou surgirem sinais de paralisia numa ou nas duas pernas, deverá procurar um médico ou chamar o serviço de emergência. Os sintomas referidos podem ser sinais de um prolapso discal, o qual, quando não tratado, pode causar lesões permanentes.
“Estamos começando a trabalhar dentro das clínicas esportistas com esse teste de suor para atender a um tipo de atleta que não atendíamos antes”, explicou Fernanda Bigliazzi, nutricionistado GSSI. “Dependendo da intensidade, da duração, da temperatura e da umidade, temos perdas diferentes. Por isso fazemos diversas avaliações para entender como o corpo reage nessas situações, garantindo apoio de hidratação ao atleta em qualquer momento”, completou.

“Os exames de imagem não vão influenciar em nada as escolhas de tratamento”, esclarece a fisioterapeuta Lucíola Costa, da Universidade Cidade de São Paulo, instituição brasileira que apoiou a realização o estudo na América Latina. É comum que muitas pessoas tenham alguma particularidade nas vértebras sem que isso resulte numa doença de verdade, com repercussões no dia a dia. “Alterações na coluna são iguais a cabelo branco e ruga: todo mundo vai ter um dia”, completa a especialista.
Tente começar por uma alternância de períodos de sentado/deitado com caminhadas curtas. Objetivo é dar mais passos a cada dia, e considerar a obtenção de um pedômetro ou fitness tracker, o que pode motivá-lo a ser mais activa e aumentar a sua curta distância. Em seguida, quando você está em casa, no trabalho, no alongamento da coluna vertebral, melhorando sua postura. 

O médico radiologista especializado em ortopedia esportiva e chefe de diagnósticos no Hospital do Coração (HCor), Abdalla Skaf, comenta em entrevista ao programa Rota Saudável, da Rádio Estadão, sobre o tema. De acordo com o ele, a pessoa que sentir dor nas costas deve procurar um especialista imediatamente. “O profissional irá realizar um exame físico primeiramente. Se este não for suficiente para diagnosticar a real causa do problema, sugere-se uma série de testes complementares, como a radiografia, ou, em casos mais extremos, ressonâncias magnéticas e tomografias”, explica.
O diagnóstico da dor ciática pode ser feito pelo médico ortopedista ou pelo fisioterapeuta com base nos sinais e sintomas apresentados. O teste que consiste em comprovar a alteração do nervo ciático pode ser feito no consultório é: ficar deitado de barriga para cima e levantar a perna esticada da maca, se houver dor ou sensação de formigamento, o teste indica compressão ciática. Se houver dor na outra perna, isso indica grave alteração da coluna, como uma hérnia de disco extrusa, por exemplo.
Esta esteira consiste em 8,820 picos que estimulam os pontos de acupressão do seu corpo, ajudando-o a liberar hormônios naturais de alívio da dor. Muito parecido com massagem e acupressão, o tapete de bem-estar é usado para estimular naturalmente a liberação de endorfinas e oxitocina, hormônios de alívio da dor do próprio corpo. Esses hormônios, que também são liberados durante o exercício, o toque, a excitação e a paixão, promovem o bem-estar mental e físico.
Criar uma lista de desejos. Esse recurso permite que você acompanhe os itens que você está interessado em comprar no futuro. Depois de comprar os itens, eles saem da sua lista e passam para a lista de reordenação rápida. Para adicionar um item à sua Lista de Desejos, basta clicar no link Adicionar à Lista de Desejos. Você pode adicionar à sua lista quantos itens você quiser. Você pode navegar para esta lista através da Minha conta.
Um dos motivos mais frequente que leva as pessoas a buscarem tratamentos com acupressão é o alívio de dores. Estudos indicam que ela funciona para quem sofre de dores de cabeça crônicas, dores na lombar, dores de parto e outras dores.  A forma de se aliviar uma dor com auto-acupressão é pressionar um ponto conhecido como “vale da junção“. Tal ponto se encontra entre o polegar e o dedo indicador. Confira no vídeo abaixo a posição do ponto e como efetuar a pressão:
Por outro lado, a dor pode durar um tempo muito longo em outros pacientes, apesar de tentar vários tratamentos. Enquanto as pessoas com “agudo ciática” (curto prazo) tem uma boa chance de se recuperando bem, cerca de 20 por cento a 30 por cento vai enfrentar problemas persistentes após um ou dois anos. (8) Em alguns casos, em curso dormência nas coxas e nádegas, pode ser um sinal de um problema mais grave, como a lesão do nervo, que pode se tornar permanente, ou até mesmo uma doença, por isso é sempre uma boa idéia consultar um profissional se o nervo ciático dor dura por um longo tempo.

De acordo com sua declaração, um disco em Woods devolveu-se seriamente devido a causar ciática, as três cirurgias e dor severa nas costas e nas pernas. Durante a operação recente, o disco danificado foi removido e o espaço do disco colapsado foi elevado a níveis que eram regulares. O objetivo é aliviar a pressão sobre o nervo, diz o comunicado. O procedimento foi realizado pelo Dr. Richard Guyer do Centro de Reposição de Disco no Texas Back Institute.


Na consulta, deve descrever todos os sintomas e intensidade da dor. O médico especialista escutará a história do doente e em seguida realizará um exame físico para identificar as possíveis causas da dor. Em seguida, poderá, dependendo da avaliação, solicitar alguns exames de imagem para diagnosticar a causa da ciática, tais como Raio-X, Ressonância magnética ou TAC.
Localize o ponto de pressão abaixo do joelho. Encontre o fundo de seu joelho e meça quatro dedos abaixo dele. Com a mão oposta, coloque um dedo direitamente abaixo do menor dedo de medição (seu dedo mindinho), do lado de fora de sua tíbia. Se encontrou corretamente o ponto de pressão, um músculo dobrará se você mover o pé para cima e para baixo.[5][6]
Assim, se está tomando comprimidos de Paracetamol ou Tylenol, por exemplo, se achar que não está sendo suficiente porque não alivia a dor, poderá passar uma pomada anti-inflamatória no local da dor, antes de pensar em tomar outro comprimido, por que assim evita-se os efeitos colaterais que os remédios podem causar no fígado. Se achar que o remédio e a pomada não estão tendo o efeito esperado deve voltar ao médico para que ele possa indicar e aplicar a injeção. 
Como vimos, a larga maioria dos casos pode ser perfeitamente benigna, mas outros há que são extremamente graves e que podem colocar a sua vida em risco e num curto espaço de tempo. Neste sentido, é muito importante que o doente nunca se automedique ou desvalorize os sintomas, consultando um médico de modo a permitir diagnosticar e tratar a patologia responsável pela dor de costas, conforme veremos de seguida.

【Material de alta qualidade】: conjunto de tapete Acupressure é feito com alta qualidade cabeça de massagem TPE, cada cabeça de massagem é incorporado em uma almofada de esponja, sólido duro para cair fora. Material é feito de 100% algodão e é lavável. Basta remover o núcleo de espuma e entrar na máquina de lavar roupa. Nota: a almofada de pressão digital deve ser limpa separadamente. Devido ao dano da ponta de plástico a outros têxteis
The study participants comprised 156 pregnant women equally distributed into three groups. There were no losses after randomization but the participants who had cesarean deliveries were excluded for the calculation of labor duration because of the surgical intervention during labor. Therefore, labor duration was analyzed in participants with vaginal deliveries, as described in the data collection process (Figure 2).
O colágeno é uma substância naturalmente produzida pelo corpo. Então, não há contraindicações se a pessoa estiver saudável. “Pessoas com diminuição da função renal deverão ser avaliadas individualmente. Devemos ficar atentos aos outros componentes presentes na fórmula, que podem gerar reações de hipersensibilidade (alergias)”, alerta o ortopedista.
No Brasil, o exagero parece ocorrer sobretudo nos exames de imagem, como raios X e ressonância magnética. Infelizmente, porém, esses métodos não têm a capacidade de acusar a origem precisa do incômodo, salvo exceções como um tumor. Pelo visto, ter tempo para puxar a história do sujeito e avaliá-lo ao vivo e em cores é mais útil do que apelar de imediato para a tecnologia. Mas o pior é que muitas vezes quem reclama de dor nas costas comete um grande erro: o de nem procurar um profissional e se automedicar. Aí o tiro sai mesmo pela culatra. Mais do que efeitos colaterais, remédios podem render sérios danos a outros órgãos.

Promoção válida de 24 Setembro a 21 Dezembro 2018. Desconto de 10% válido para os seguintes acessórios: cadeiras de criança FMK 953, tapetes de bagageira FMK 948 e tomada 230 V + USB, ref. 16 290 438 80. Os clientes com cartão MyPeugeot poderão ter até 20% de desconto utilizando o saldo de pontos do seu cartão. Não acumulável com outros descontos ou promoções. Imagens ilustrativas.
A idade média para o aparecimento da primeira crise de dor é de, aproximadamente, 37 anos. Por causa da correria do dia a dia, má postura e sedentarismo, muitos brasileiros não se preocupam em fazer atividades físicas e cuidar da postura. Quando a crise aparece, muitos só enxergam a cirurgia como opção. No entanto, muitas pesquisas têm apontado tratamento convencional e exercícios físicos como solução para cerca de 90% dos casos.
Atualmente, estudos na área de obstetrícia propõem estratégias alternativas de atendimento às parturientes, utilizando métodos não invasivos, que visam resgatar a humanização da assistência e o conforto à parturiente. Acupressão é um tratamento baseado na medicina tradicional chinesa que possui o mesmo princípio da acupuntura: manter o equilíbrio de duas entidades opostas de energia, a “negativa” (Yin) e a “positiva” (Yang), nos diversos canais que circulam pelo corpo – os chamados meridianos – que estão ligados a algum órgão-alvo, 11 porém, sem o uso de agulhas. Os estímulos são aplicados com as mãos e os dedos em pontos específicos ou, em algumas circunstâncias, combinando os pontos para alcançar um efeito maior no tratamento proposto. 20

A coach Lívia Teixeira, que também é portadora de fibromialgia, ajuda pessoas que passam pelas mesmas situações que ela. "Viver com fibromialgia é extremamente desafiador e completamente exaustivo. Imagine sentir dor o tempo todo, no corpo todo, não saber a causa nem o que fazer para melhorar e sua única certeza ser o fato de que fibromialgia não tem cura. Sou portadora desde criança. Passei por momentos em que achei que não ia aguentar, saindo de casa todos os dias como se estivesse saindo para a guerra: armada, rígida, preocupada e sem saber se voltaria viva – metaforicamente falando – apesar de às vezes a sensação ser de quase morte. Aos poucos fui encontrando meu caminho e aprendi a conviver com a síndrome", explica.
A fibromialgia, na medicina moderna, é qualificada como uma síndrome ou transtorno de dor crônica, na qual a pessoa sente dores por todo o corpo. Esssas dores estão mais evidenciadas nas articulações, nos músculos, tendões, em outros tecidos moles. Causando fadiga, sonolência, indisposição, dores de cabeça, depressão e ansiedade. A fibromialgia ainda não tem cura.
Conforme bem estabelecido na literatura, as crises que acometem a coluna vertebral, notadamente a região lombar, decorrem de inúmeros fatores, sendo a maioria passível de modificação. Seguindo essa linha de raciocínio, um plano de ação para prevenir novas crises deveria focar incondicionalmente os fatores potencialmente modificáveis. O problema é que, nesse caso, serão necessários investimentos em médio e longo prazo, que exigem persistência e disciplina, condições cada vez mais em falta em um mundo que hipervaloriza a comodidade pessoal e abusa da tecnologia.

A idade média para o aparecimento da primeira crise de dor é de, aproximadamente, 37 anos. Por causa da correria do dia a dia, má postura e sedentarismo, muitos brasileiros não se preocupam em fazer atividades físicas e cuidar da postura. Quando a crise aparece, muitos só enxergam a cirurgia como opção. No entanto, muitas pesquisas têm apontado tratamento convencional e exercícios físicos como solução para cerca de 90% dos casos.
Embora alguns estudos tenham associado a acupressão no ponto BP6 à redução do tempo de TP 11 , 12 , 14 , 18 e à menor taxa de cesárea, 4 , 14 não ficou claro se foram utilizados fármacos para indução ou condução do TP ou se ocorreu ruptura artificial das membranas amnióticas, considerados fatores que podem influenciar na duração de TP. Também não foram localizados estudos que reproduziram essa técnica na população latino-americana.
“Comecei a tomar anticoncepcional em 2004, com 15 anos, por causa de cólica. Em 2015, estava muito abalada com a doença do meu tio, que na época fazia tratamento contra um câncer na boca. No mesmo período, conheci uma jovem que estava internada fazendo o tratamento pós-retirada do útero.  Um dia conversando com o marido dela, ele disse que o uso contínuo do anticoncepcional desde os 15 anos poderia ter contribuído para a doença se desenvolver.  Aquela informação entrou em mim como uma granada. Chorava como criança, poderia ser eu. No mesmo dia resolvi jogar fora a cartela que ainda estava na metade. Avisei meu esposo que não ia mais usar e decidimos tomar as nossas providências para evitar uma gravidez. Mas as cólicas voltaram.  Todo mês era a mesma coisa: dor, queda de pressão, desmaio, remédios e mais remédios. Eram dois dias seguidos com dor e depois tudo voltava ao normal. Em 2016 descobri que tinha endometriose, mas não queria voltar a tomar anticoncepcional. Encontrei um médico, que é um anjo. Ele me orientou a buscar alternativas que ajudassem a controlar a dor sem medicamento. No meio disso tudo, comecei a treinar para uma meia maratona e tenho a sensação que a corrida foi benéfica para a minha saúde, pois hoje sofro menos com as cólicas. Também medito e faço leituras que têm me tornado mais forte e próxima dessa minha dor. Estamos aprendendo a conviver juntas.”
Criar uma lista de desejos. Esse recurso permite que você acompanhe os itens que você está interessado em comprar no futuro. Depois de comprar os itens, eles saem da sua lista e passam para a lista de reordenação rápida. Para adicionar um item à sua Lista de Desejos, basta clicar no link Adicionar à Lista de Desejos. Você pode adicionar à sua lista quantos itens você quiser. Você pode navegar para esta lista através da Minha conta.

Normalmente não são necessários testes específicos para se diagnosticar dor nas costas. O médico pode examinar o paciente e verificar se há alguma irregularidade com a coluna. Caso haja suspeita de alguma doença mais grave, exames de sangue e urina podem ser necessários para comprovar se há ou não algum outro fator que cause a doença (como infecções).


O processo natural de envelhecimento é uma inevitabilidade e muito associado à dor de costas, sendo um importante fator de risco em algumas patologias. O excesso de peso (obesidade), muitas vezes associado a maus hábitos alimentares provoca uma maior pressão sobe a coluna. O sedentarismo e ausência de exercício físico, não só podem agravar o problema do excesso de peso, como não permitem ter músculos que permitam sustentar a coluna de uma forma adequada, podendo desencadear crises. As posturas incorretas, seja de pé sentado ou deitado, são também um dos fatores que podem desencadear o problema. Uma postura correta é determinante para prevenir a dor nas costas. O tabagismo (fumar) também aumenta o risco de vir a padecer de dor nas costas. Veja mais informação em prevenção.
Uma das evidências mais claras no estudo da dor nas costas é que não há como definir qual o programa de exercícios mais indicado. É frequente o indivíduo acometido de problemas na coluna vertebral seguir a recomendação de exercícios físicos do profissional de saúde (médico ou fisioterapeuta) que o tratou. Porém, nem sempre é possível garantir que esse profissional conheça as opções, os ajustes e os métodos disponíveis, e que considerou na sua sugestão questões operacionais e motivacionais, essenciais para garantir uma aderência adequada ao programa de exercícios. Não há uma fórmula pronta, uma “receita de bolo” que possa ser aplicada indistintamente em todas as pessoas com o mesmo diagnóstico que causa dor na coluna vertebral. A diversidade dos métodos utilizados, a competência do profissional responsável e a natureza multifatorial dos problemas que acometem a coluna vertebral inviabilizam a adoção de um protocolo único.
Tratamentos não-cirúrgicos — como ajustes de quiropraxia, acupuntura, massagem terapêutica e o fortalecimento de alongamento e o back — pode funcionar tão bem como cirurgias e medicamentos para o tratamento de perna e lombar, nervo ciático dor. Eu recomendo estes como a primeira linha de defesa — por exemplo, ver um quiroprático que pode ajustar a coluna vertebral e ajudar a aliviar a pressão sobre o nervo ciático.
Prescrever exercícios resistidos para indivíduos com histórico de dor na coluna vertebral não é tarefa simples e implica, além do conhecimento sobre os fatores determinantes da dor, a compreensão do processo de estabilização da coluna vertebral, o domínio da técnica de execução, para garantir que os músculos sejam ativados de acordo com os objetivos, e noção apurada das progressões dos exercícios. É relativamente frequente que o fisioterapeuta ou o profissional de Educação Física que recebe o paciente/aluno egresso de uma crise na coluna vertebral seja conservador na escolha dos exercícios, posições e métodos adotados. Porém, treinar um indivíduo procurando, apenas, evitar situações de risco é abrir mão do potencial preventivo do treinamento e não prepará-lo para as exigências do cotidiano, incluindo mobilização de cargas e prática esportiva. Apesar da abordagem sempre ser global, o treinamento da força muscular deverá recair invariavelmente sobre os músculos responsáveis pela estabilidade da coluna vertebral. Esse grupo de músculos compõe a região conhecida como core (núcleo). O core é constituído de uma unidade integrada composta de 29 pares de músculos que suportam o complexo quadril-pélvis-lombar (QPL). Pode-se fazer uma analogia com uma “caixa” na região central do corpo, em que se localiza o centro de gravidade e na qual basicamente todos os movimentos dos membros se iniciam.
Uma condição particularmente rara, mas que merece atenção, é a chamada “Síndrome da Cauda Equina”. Essa é uma condição neurológica que afeta nervos que enviam informações para as regiões inferiores do corpo (região lombar e pernas) e pode estar relacionada com dor nas costas. Além disso, infecções da coluna espinhal, embora raras também, podem gerar dor, normalmente acompanhada de febre.

Na consulta, deve descrever todos os sintomas e intensidade da dor. O médico especialista escutará a história do doente e em seguida realizará um exame físico para identificar as possíveis causas da dor. Em seguida, poderá, dependendo da avaliação, solicitar alguns exames de imagem para diagnosticar a causa da ciática, tais como Raio-X, Ressonância magnética ou TAC.

– Mantenha seu peso em forma. Pessoas acima ou abaixo do peso têm mais chances de ter lombalgia. Os gordinhos ou obesos possuem menos flexibilidade da coluna, além de menor resistência das articulações e menos força muscular. A gordura da região abdominal desloca a coluna para frente, sobrecarregando os músculos das costas. Já os magros podem ter problemas alimentares, como a deficiência de cálcio. Se faltar esta substância, a pessoa pode ter osteoporose e desenvolver fraturas nos ossos.
×